Paolo Ong, da SEC Filipinas
(Reprodução/Youtube)

Paolo Ong, chefe de inovações da Comissão de Valores Mobiliários das Filipinas (SEC), deu mais detalhes sobre o recente bloqueio da Binance no país durante uma entrevista ao jornal local One News. Na ocasião, ele afirmou que após o bloqueio do acesso à corretora, os filipinos não conseguirão mais sacar eventuais fundos que permaneçam na plataforma.

Ele reafirmou que o bloqueio da Binance era para ocorrer em novembro do ano passado, mas que o órgão decidiu extender o prazo mais alguns meses para dar tempo de os clientes retirarem seus fundos. Segundo ele, 14 empresas estão sendo punidas por atuar sem licença no país, sendo a mais recente a eToro. Disse também que alertas acerca da Binance têm sido feitos pelo menos desde 2022.

Publicidade

“Foi necessário proibir a plataforma porque não foram encontrados esforços da empresa entrar em contato para tentar solicitar uma licença ou pelo menos dialogar com o pessoal”, disse Ong.

O bloqueio definitivo das operações da Binance pelos reguladores das Filipinas ocorreu no dia 25 de março, cerca de três meses depois de a SEC ter dado o primeiro alerta, quando a corretora foi acusada de operar sem licença no país.

Sobre os desavisados que não sacaram suas criptomoedas a tempo, Ong disse que não existe um meio para atendê-los. “Infelizmente, não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”.

Repercussões na imprensa divergem sobre a atual disponibilidade do site da Binance nas Filipinas. O Cointelegraph, por exemplo, aponta que embora o prazo de três meses dos reguladores já tenha encerrado, a plataforma da corretora continua acessível no país.

Publicidade

Bloqueio da Binance nas Filipinas

No comunicado da Comissão de Valores Mobiliários das Filipinas do dia 25 de março, o órgão disse que o bloqueio da Binance seguia um alerta de novembro de 2023, quando a corretora foi acusada de operar sem licença no país.

O presidente do órgão regulador, Emilio B. Aquino, afirmou que a Binance “representa uma ameaça à segurança dos fundos de investimento dos filipinos”.

Segundo o órgão, o pedido formal de ações contra a corretora enviado à Comissão Nacional de Telecomunicações (NTC) foi feito em 12 de março, quando a entidade pediu “bloqueio do site e outras páginas da web utilizadas pela Binance”.

Consta também no ofício que o órgão criticou a plataforma por realizar ofertas de investimentos através da internet sem autorização das autoridades.

VOCÊ PODE GOSTAR
máquinas de mineração de criptomoedas apreenidas em

Polícia apreende 396 mineradoras de Bitcoin em casa de ex-deputado paraguaio

Miguel Cuevas, que já foi preso por enriquecimento ilícito, agora pode também ser investigado por furto de energia
Imagem da matéria: Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

Caso Sbaraini: advogado tenta acordo, mas vítimas podem demorar 5 anos para recuperar investimentos

A Sbaraini, que operava criptomoedas, parou de pagar seus clientes após uma operação da Polícia Federal apontar para um esquema de lavagem de dinheiro dentro da empresa
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

CVM julga hoje pirâmide Atlas Quantum; veja detalhes da acusação

Procuradoria da CVM acusa Atlas Quantum de operação fraudulenta no mercado de valores mobiliários e embaraço à fiscalização da CVM