Imagem da matéria: Semana cripto: Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) ensaiam recuperação à medida que Fusão se aproxima
Foto: Shutterstock

A ação de preço positiva em todo o mercado de criptomoedas ganhou força na semana passada à medida que os principais ativos do setor continuaram obtendo ganhos significativos.

O Bitcoin (BTC), no momento da redação deste artigo, havia subido 8,5% na semana para ser vendido por US$ 24.214, segundo o CoinMarketCap. Já os fãs do Ethereum (ETH) desfrutaram de um rali ainda maior, com sua moeda favorita explodindo 12,5% na semana, para US$ 1.714. 

Publicidade

Grande parte do burburinho em torno do Ethereum se deve ao fato de que a rede está se preparando para uma grande atualização. Através da fusão, o Ethereum reduzirá seu consumo de energia em 99,95%, ao mudar seu mecanismo de consenso de proof-of-work (PoW) para o proof-of-stake (PoW).  

A expectativa é que no início de agosto aconteça uma implantação final da fusão na rede de teste Goerli, antes que a atualização aconteça na rede principal do Ethereum para materializar a transição completa.

Enquanto o Ethereum se prepara para as grandes mudanças, o Ethereum Classic (ETC) também está explodindo. O ETC é baseado na blockchain original do Ethereum que dá continuidade a rede afetada pelo infame hack de US$ 55 milhões do The DAO, evento apagado da rede principal do Ethereum após um hard fork

O ETC já subiu 52% na semana, valendo agora US$ 40. O rali da criptomoeda ocorreu depois que o pool de mineração Antpool anunciou um investimento de US$ 10 milhões para apoiar projetos construídos no Ethereum Classic, que continuará sendo uma blockchain proof-of-work após a fusão.

Publicidade

Outros desempenhos notáveis na semana entre as 20 principais criptomoedas por capitalização de mercado incluem Cardano (subiu 11% para US$ 0,53), Polkadot (subiu 20% para US$ 8,64), Polygon (subiu 14% para US$ 0,94) e Uniswap (subiu 30% para US$ 8,73).

As notícias que marcaram a semana

Na segunda-feira (25), a fabricante de veículos elétricos Tesla informou ter US$ 222 milhões em criptomoedas no seu balanço patrimonial no final de junho, segundo o registro do segundo trimestre enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). Em fevereiro de 2021, a empresa investiu US$ 1,5 bilhão em bitcoin.

Na semana passada, a empresa anunciou a venda de 75% da sua reserva de bitcoin, no valor de aproximadamente US$ 936 milhões. O CEO Elon Musk disse que a venda foi motivada pela incerteza sobre quando a China suspenderia as restrições de Covid. A Tesla atualmente tem uma fábrica em Xangai.

A Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA (CFTC) está reforçando sua equipe de tecnologia em preparação para um potencial papel como um dos principais supervisores do setor de criptomoedas. 

Publicidade

Nada está definido, mas um projeto de lei bipartidário da Câmara, chamado Ato de Inovação Financeira Responsável, copatrocinado pelas senadoras Kirsten Gillibrand e Cynthia Lummis, daria à CFTC as rédeas dos ativos digitais, se aprovado.

Na terça-feira, outro projeto de lei bipartidário apresentado pelos senadores americanos Patrick Toomey e Kyrsten Sinema, chamado Cryptocurrency Tax Fairness Act, isentaria a declaração de impostos para transações de criptomoedas  menores s de US$ 50, ou negócios em que uma pessoa ganha menos de US$ 50.

Na Europa, o presidente da Autoridade Bancária Europeia, José Manuel Campa, disse na quarta-feira em entrevista ao Financial Times, que não será até pelo menos 2025 que o regulador saberá exatamente quais criptomoedas será encarregado de supervisionar.

Uma das principais dificuldades que a organização enfrenta, disse Campa, é a falta de especialistas em criptomoedas devido à “alta demanda em toda a sociedade”. Ele descartou a possibilidade de atraí-los com salários lucrativos, dizendo que “não estava dentro do alcance das possíveis discussões” entre a EBA e a Comissão Europeia.

Naquele mesmo dia, o Federal Reserve dos EUA anunciou outro aumento de 75 pontos-base na taxa de juros, com o objetivo de conter a inflação desenfreada.

Publicidade

No mês passado, em resposta às leituras de inflação de maio, o Federal Reserve elevou as taxas de juros em 0,75%, o aumento mais acentuado desde 1994. 

Os preços das criptomoedas caíram fortemente naquela semana, quando os investidores venderam os ativos mais arriscados, embora essa nova alta pareça ter tido um efeito contrário no bitcoin: uma hora após o anúncio, o BTC cresceu 3% enquanto o ETH, afundou 5%.

Finalmente, parece que a indústria ainda não está completamente livre do inverno cripto. Na quarta-feira, a corretora de Cingapura Zipmex entrou com pedido de proteção contra falência para se defender de ações legais de credores. A notícia veio apenas uma semana depois que a exchange anunciou que estava suspendendo os saques dos clientes.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.co.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com o logo da OpenSea e imagens NFT

CEO do OpenSea fala sobre o futuro do mercado de NFTs mais popular do mercado

Devin Finzer falou sobre Bitcoin Ordinals, o lançamento de um token e o suporte para NFTs ERC721-C, um passo em direção ao OpenSea 2.0
Imagem da matéria: Confira 3 criptomoedas que podem disparar com o halving do Bitcoin

Confira 3 criptomoedas que podem disparar com o halving do Bitcoin

O halving pode atrair a atenção dos investidores para projetos alternativos criados no ecossistema do Bitcoin
moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 72 mil com halving cada vez mais próximo; ETH dispara 6%

É a primeira vez que o Bitcoin bate a marca de US$ 72 mil desde meados de março
Vitalik-Buterin-Ethereum

Vitalik Buterin se torna defensor do “comunismo degenerado”; entenda

Para o criador do Ethereum, o “comunismo degen” abraça abertamente o caos, mas ajusta regras e incentivos para fazer com que as consequências do caos estejam alinhadas com o bem comum