Imagem da matéria: Ronaldinho Gaúcho promove nova criptomoeda no Instagram
Ex-jogador Ronaldinho Gaúcho (Foto: Shuttertock)

O Ronaldinho Gaúcho voltou a promover um projeto de criptomoedas no seu Instagram nesta manhã de segunda-feira (7). Dessa vez ele publicou o logo do Atari Token (ATRI), acompanhado da legenda em inglês: “Atari Token $ATRI para a lua”.

Essa é a criptomoeda oficial do Atari, uma das maiores companhias de videogame do mundo que está por trás de grandes títulos como Pac-Man, Donkey Kong e Asteroids.

Publicidade

Não há informação de que se trata de uma parceria paga. O Ronaldinho, no entanto, já tem fama no mercado por promover diversos projetos suspeitos de aplicar golpes em milhares de brasileiros. 

A AtariChain, uma subsidiária do companhia criada especialmente para desenvolver a criptomoeda, com frequência paga celebridades para divulgar seus produtos. No domingo (6), por exemplo, a empresa patrocinou o polêmico youtuber Logan Paul em uma luta de boxe contra o multicampeão Floyd Mayweather.

Atari Token

O ATRI é um token ERC-20 surgiu em outubro do ano passado junto com o Atari VCS, o primeiro console que a empresa lançou depois de 20 anos sem trazer novidades ao mercado. Os jogadores podem usar a criptomoeda diretamente no videogame para comprar produtos dentro dos jogos.

Após ser lançado a US$ 0,11 em outubro do ano passado, o ATRI atingiu um pico de US$ 0,79 no início de maio, segundo o CoinMarketCap. No entanto, o preço da moeda despencou desde então e agora é negociado a US$ 0,13, em alta de 12% nas últimas 24 horas.

Publicidade

Histórico do Ronaldinho

Apesar de ser um dos jogadores mais populares do futebol brasileiro, Ronaldinho protagonizou nos últimos anos uma série de polêmicas envolvendo o setor das criptomoedas.

Ele foi o garoto-propaganda da corretora LBLV, acusada de aplicar golpes em milhares de brasileiros ao oferecer investimentos no mercado forex sem autorização da CVM. 

O jogador também já precisou dar explicações às autoridades sobre o seu envolvimento com a 18k Ronaldinho, também investigada pela prática de pirâmide. A empresa era sustentada através de marketing multinível e prometia rendimentos de 2% ao dia em arbitragem de criptomoedas.

Pouco depois de se tornar alvo de uma ação coletiva de R$ 300 milhões, o ex-jogador foi preso tentando entrar no Paraguai com um passaporte falsificado.

Publicidade

Depois disso tudo, o Ronaldinho ainda promoveu a Airbit Club, um esquema de pirâmide liderado pelo brasileiro Gutemberg dos Santos, preso nos EUA por enganar milhares de investidores e coordenar uma rede internacional de lavagem de dinheiro.

O jogador até mesmo tentou criar a sua própria criptomoeda no passado, a Ronaldinho Soccer Coin (RSC), mas o projeto não foi adiante.

VOCÊ PODE GOSTAR
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken