Imagem da matéria: Regulador europeu quer proibir mineração proof of work usada nas redes Bitcoin e Ethereum
Foto: Shutterstock

Erik Thedéen, vice-presidente da Autoridade Europeia de Valores Mobiliários e Mercados (ou ESMA, na sigla em inglês), pediu por uma proibição à mineração de criptomoedas proof of work (ou PoW) com base nas altas demandas energéticas da indústria, segundo o Financial Times.

Thedéen, que também atua como diretor-geral da reguladora sueca de serviços financeiros Finansinspektionen, disse ao Financial Times que a mineração de bitcoin (BTC) se tornou um problema “nacional” para o país nórdico.

Publicidade

“A solução é banir proof of work. Proof of stake [ou PoS] tem um perfil energético significativamente menor”, disse.

Porém, Thedéen enfatizou que ele não estava defendendo uma proibição geral à indústria de criptomoedas.

“Precisamos discutir sobre migrar a indústria para uma tecnologia mais eficiente. A indústria financeira e muitas grandes instituições agora estão ativas nos mercados de criptomoedas e têm responsabilidades [ambientais, sociais e de governança, ou ESG]”.

A contínua batalha da Suécia contra a mineração cripto

Finansinspektionen já havia publicamente exigido uma proibição à mineração cripto que consome muita energia em novembro de 2021, afirmando que a Suécia precisava que as fontes renováveis de energia fossem utilizadas em outros setores.

“A Suécia precisa que a energia renovável utilizada por criptomoedas por produtores de criptomoedas para a transição climática de nossos serviços essenciais e o crescente uso por mineradores ameaça nossa capacidade de atender ao Acordo de Paris”, afirmou a reguladora.

“Assim, a mineração de criptomoedas que consome muita energia deveria ser proibida”, acrescentou.

A reguladora também havia dito que a Agência Sueca de Proteção Ambiental (ou SEPA) compartilhava essa opinião.

A indústria de mineração cripto foi um grande alvo de críticas em 2021 por conta de suas imensas demandas de energia.

Publicidade

A consequência disso foram pedidos para que a indústria de mineração focasse em usar energia renovável mas, conforme demonstrado pela Suécia, as preocupações continuam.

“Eu digo isso há um bom tempo: você não pode gastar recursos de forma sustentável. Usar energias renováveis para a mineração cripto não é uma solução”, disse Alex de Vries, fundador do Digiconomist, ao Decrypt.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Subindo menos que outras criptomoedas em 2024, o Ethereum pode se recuperar e superar seus pares nos próximos meses, avalia a Coinbase
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas
Imagem da matéria: CEO da Grayscale deixa cargo: "Momento certo para transição"

CEO da Grayscale deixa cargo: “Momento certo para transição”

A Grayscale, uma das maiores gestoras de criptomoedas do mundo, anunciou que Michael Sonnenshein está deixando o cargo de CEO