Imagem da matéria: Bitmex quer adquirir um dos bancos mais antigos da Alemanha
Portão de Brandemburgo, um dos pontos mais famosos da Alemanha (Foto: Shutterstock)

Nesta terça-feira (18), BXM Operations AG, criada por executivos da corretora de criptomoedas BitMEX, anunciou planos de adquirir o Bankhaus von der Heydt, um banco alemão que existe há 268 anos.

A aquisição do banco com sede em Munique ainda precisa ser aprovada pela Autoridade Federal de Supervisão Financeira da Alemanha (ou BaFin, na abreviatura em alemão) e a expectativa é que seja finalizada ainda este ano, afirmou a BitMEX em uma publicação.

Publicidade

Os detalhes financeiros do acordo, assinado por Dietrich von Boetticher, atual dono do Bankhaus von der Heydt, não foram divulgados.

Segundo o anúncio, Bankhaus von der Heydt continuará operando como um negócio distinto quando o acordo for finalizado e Alexander Höptner e Stephan Lutz, diretores executivo e financeiro da BitMEX, vão entrar para o comitê supervisório do banco.

“A Alemanha, por ser a maior economia da Europa, combina uma abordagem inovadora a ativos digitais com uma forte supervisão regulatória e um estado de direito – tornando-se em um mercado excelente para a expansão da BitMEX na Europa”, disse Stephan Lutz.

Bankhaus von der Heydt foi criado em 1754 e se tornou uma das primeiras instituições financeiras reguladas da Alemanha a oferecer serviços com criptoativos.

Publicidade

O banco se uniu à fornecedora de tecnologia cripto Bitbond para emitir uma stablecoin lastreada em euro no blockchain Stellar em dezembro de 2020, seguido de uma parceria com a Fireblocks em outubro de 2021 para expandir suas ofertas a serviços bancários, de securitização e de financiamento com criptomoedas.

As ambições da BitMEX na Europa

De acordo com a BitMEX, a aquisição do Bankhaus von der Heydt irá ajudá-la a “alcançar o objetivo ambicioso de estabelecer uma parada única para produtos cripto regulados na Alemanha, Áustria e Suíça”.

O anúncio de hoje segue o lançamento da BitMEX Link, uma casa suíça de corretagem de criptomoedas que apresenta negociação spot, de produtos estruturados e de mercado de balcão (ou OTC).

“Ao combinar a experiência regulada para criptoativos do Bankhaus von der Heydt com a inovação cripto e a escala da BitMEX, acredito que podemos criar uma usina de produtos cripto regulados no coração da Europa”, acrescentou Alexander Höptner.

Publicidade

A iniciativa mais recente da BitMEX certamente faz sentido dadas as relações complexas da empresa com reguladores no passado.

Fundada em 2014, a BitMEX já foi um dos maiores nomes da indústria cripto e uma das primeiras corretoras a oferecer produtos derivativos, como contratos futuros.

No entanto, a empresa foi um grande alvo de reguladores, pois a Comissão para a Negociação de Futuros de Commodities (ou CFTC) e a Rede de Combate a Crimes Financeiros (ou FinCEN) acusaram a BitMEX de intencionalmente contornar leis americanas.

O caso foi finalizado em agosto de 2021 após a BitMEX concordar em pagar US$ 100 milhões para suspender as acusações.

Porém, existe um contínuo caso criminal contra ex-executivos da BitMEX, incluindo o ex-CEO Arthur Hayes, que será julgado em março deste ano junto com o cofundador Benjamin Delo e o ex-diretor de tecnologia Samuel Reed.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: 228 sites de projetos DeFi estão sob risco de ataque DNS; entenda

228 sites de projetos DeFi estão sob risco de ataque DNS; entenda

Embora a extensão total do sequestro ainda não seja conhecida, centenas de sites de protocolo DeFi ainda estão em risco, disse a Blockaid
Imagem da matéria: Ethereum em staking alcança 27% do suprimento com o início das negociações de ETF se aproximando

Ethereum em staking alcança 27% do suprimento com o início das negociações de ETF se aproximando

“Definitivamente, não precisamos de tanto ETH em staking,” disse o proeminente pesquisador de Ethereum Evan Van Ness ao Decrypt
Imagem da matéria: Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto - mesmo lucrando com ela

Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto – mesmo lucrando com ela

O polêmico provocador das redes sociais diz que, agora que provou que pode usar criptomoedas, ele vai “consertá-las”
miniaturas de homens e moedas de bitcoin em cima de bandeira da Alemanha

Governo alemão movimenta mais US$ 362 milhões em Bitcoin

Movimentação ocorre um dia após o governo transferir mais de US$ 900 milhões em BTC