Imagem da matéria: Rede Ethereum conclui atualização 'Altair' e fica mais próxima da versão 2.0; entenda
Foto: Shutterstock

O Ethereum concluiu com sucesso a atualização ‘Altair’ na sua rede principal na manhã desta quarta-feira (27). Os novos recursos do upgrade vieram para melhorar a Beacon Chain, a cadeia que prepara o ecossistema da moeda para a chegada do Ethereum 2.0 no ano que vem.

A Beacon Chain fará a transição para a nova versão do Ethereum que abandona a mineração tradicional baseada na prova de trabalho (PoW) e passa a adotar o consenso de prova de participação (PoS).

Publicidade

De forma geral, a Altair trouxe suporte a light clients (clientes de uso simplificado, que não participam da validação ou consenso), pequenas alterações no modelo de incentivo e aumento dos valores cobrados em penalidades aos operadores de nodes caso fiquem offline.

As alterações foram introduzidas no protocolo durante a época 74240, sem problemas identificados até o momento. “A beacon chain do Ethereum foi bifurcada com sucesso para Altair. Sem problemas e com uma participação muito alta. Uma nova era começa hoje”, tuitou Lion, desenvolvedor core do Eth 2.0.

Embora os operadores de nodes notem mais as mudanças que a Altair traz ao invés do usuário final do Ethereum, o upgrade é importante porque coloca em teste e prepara as bases de código dos desenvolvedores em preparação para o Ethereum 2.0.

Altair foi a primeira — e pode ser a última — atualização que a Beacon Chain recebe antes da troca de consenso.

Publicidade

A Beacon Chain

A Beacon Chain é a cadeia de prova de participação que foi ativada na rede principal do Ethereum em dezembro do ano passado e, desde então, roda de forma paralela à cadeia de prova de trabalho.

Ela introduziu o staking no ecossistema Ethereum, um mecanismo onde usuários da rede bloqueiam parte do seu ether no software para validar as transações em troca de recompensas. 

Como a rede ainda não está baseada na prova de participação, a Beacon Chain permite apenas que usuários bloqueiem as moedas, mas sem poder retirá-las no momento. O saque dos fundos só será permitido após a fusão do ETH 2.0.

A rede paralela também prepara o ecossistema para as cadeias de fragmentos ou  “shard chains”. O recurso dará a escalabilidade esperada para o Ethereum 2.0 e promete descongestionar a rede do ao criar outras 64 cadeias de blocos que funcionam em harmonia.

VOCÊ PODE GOSTAR
Um pessoa acompanha um gráfico de alta com o dedo indicador gŕadico de alta

Analistas indicam 3 criptomoedas que podem disparar em meio a queda do Bitcoin

Analistas da Fairlead Strategies produziram um gráfico de rotação relativa (RRG) das principais altcoins em relação ao BTC
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Notcoin desvaloriza 11% após o término da reivindicação do airdrop de NOT

Equipe da Notcoin disse que irá compartilhar detalhes sobre como os stakers de nível ouro e platina podem ganhar recompensas extras
Ilustração mostra logotipo Solana à frente de gráfico de trading

Fundação Solana pune validadores acusados de “ataque do sanduíche”

Os ataques do sanduíche (sandwich attacks) vão contra as regras estabelecidas pela Fundação; Entenda
Imagem da matéria: Hashdex entra com pedido para lançar ETF de Bitcoin e Ethereum nos Estados Unidos

Hashdex entra com pedido para lançar ETF de Bitcoin e Ethereum nos Estados Unidos

A gestora de fundos apontou no formulário de aplicação que terá como parceiros custodiantes dos ativos a Coinbase, LLC e a BitGo