Projetos com blockchain estão entre os 25 escolhidos para laboratório de inovação do Banco Central

Iniciativas selecionadas integram a terceira edição do Lift, laboratório de inovação financeira e tecnológica do BC

Projetos com blockchain estão entre os 25 escolhidos para laboratório de inovação do Banco Central
Edifício-sede do Banco Central, em Brasília (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)


A edição 2020 do Lift, programa de inovação no mercado financeiro do Banco Central (BC), já conhece os projetos selecionados para este ano. A relação, que conta com 25 nomes, foi divulgada nesta semana pela instituição.

O Lift (sigla para Laboratório de Inovações Financeiras e Tecnológicas) chega à sua terceira edição em 2020. Seu objetivo é fomentar ideias e projetos relacionados à indústria financeira e às atividades de supervisão e regulação do Banco Central do Brasil.

A iniciativa é coordenada pelo Instituto Fenasbac, em conjunto com o BC, e conta com o apoio de empresas de tecnologia como AWS, Cielo, IBM, Microsoft, Celers, Multiledgers e R3 —estas duas últimas, inclusive, atuam com foco em blockchain.

O programa faz parte ainda da série de medidas empreendidas pelo Banco Central para fomentar a inovação e modernização do sistema financeiro brasileiro. Entre elas estão o PIX, novo sistema de pagamentos instantâneos, e o Open Banking.

Projetos selecionados

Neste ano foram 25 ações selecionadas, que começarão a ser desenvolvidas já a partir de junho. Veja abaixo a lista:

  • Ativo Digital Florestal – Monetizando os Recursos Naturais Brasileiros em Favor dos Agricultores;
  • BANKHUB;
  • BillApp;
  • BIPP TECNOLOGIA;
  • CAISHEN;
  • Croopi.org – Crowd Cooperation International (Ex crowdcapital.com.br);
  • Farm Check;
  • Hallo;
  • Inclusão da Agricultura Familiar Desbancarizada;
  • INCO;
  • Julius;
  • KALEA;
  • Left – Hub de Soluções para Fintechs;
  • Liv Pagamentos USSD;
  • Lupatech;
  • Maná Consórcio;
  • Mara App;
  • Modelo de Sucesso Compartilhado;
  • Poupix;
  • preks – Plataforma para Cessão Digital de Precatórios com Registro em Blockchain;
  • Pulsar Crédito;
  • Registro de Consentimento – ReConID;
  • TapOnPhone of Symbiotic;
  • X4Fare: Reinventando o pagamento de transporte;
  • ZAP! Investiment.

De olho no blockchain

O atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, é um fã confesso do blockchain e já a defendeu em diversas oportunidades como um elemento de inovação no mercado.

“Acredito que duas tecnologias, principalmente, vão inovar no mundo financeiro. O blockchain, na parte de rede e de registro, e o uso da nuvem, para armazenar informações dos usuários. Os bancos estão virando empresas de informação”, disse o presidente do BC durante evento em março de 2019.

O interesse do BC também pode ser medido pela participação de técnicos da instituição em eventos diversos no exterior que abordam blockchain.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br