Imagem da matéria: Por que o sucessor de Satoshi Nakamoto está abandonando o Bitcoin Core
Foto: Shutterstock

Um dos desenvolvedores mais importantes do Bitcoin Core, Wladimir J. van der Laan, está abandonando seu cargo como mantenedor líder do código da criptomoeda mais importante do mundo.

É Wladimir quem detém hoje a chave administrativa que uma vez pertenceu a Satoshi Nakamato. Quando o criador do Bitcoin se afastou da vida pública, deixou essa chave e demais responsabilidades de manutenção do Bitcoin Core para Gavin Andresen que, posteriormente, escolheu Wladimir van der Laan com seu sucessor.

Publicidade

Wladimir era um colaborador frequente do projeto desde 2011 e, quando recebeu a chave administrativa de Andresen, se tornou o mantenedor líder do Bitcoin Core.

Bitcoin Core é um software de código aberto derivado do cliente original de Satoshi Nakamoto.

Leia também: Mantenedor do Bitcoin Core: entenda a importância desse cargo para a criptomoeda

Há mais de uma década neste trabalho, Wladimir acredita que agora é o momento de se afastar. Nos últimos dias, ele tem feito uma série de pronunciamentos no Twitter que revelam seu descontentamento com o atual trabalho, resultado das tensões geradas pela comunidade cripto.

Tudo começou na última segunda (8), quando ele entrou em uma discussão com Samson Mow, fundador da Blockstream, que acusou um desenvolvedor de introduzir um bug no código do bitcoin que poderia “matar” a criptomoeda.

“Isso é muito baixo”, respondeu Wladimir. “Todo mundo comete erros, um bug é igualmente culpa dos outros por não pegá-lo na revisão. E de qualquer forma, por que trazer isso à tona agora!?”

Publicidade

Na mesma discussão, ele disse acreditar que “está na hora de seguir em frente com outras coisas”. Quando bitcoiners começaram a especular as razões que poderiam afastar Wladimir do Bitcoin Core, ele explicou: 

“Não é uma coisa! Estou meio esgotado, é estressante e estou cansado das mesmas discussões, dos mesmos problemas… faz muito tempo! Eu mudei, o mundo mudou, e eu sinto que é hora de fazer outra coisa.” 

No fim daquela mesma passada, em uma reunião com outros mantenedores, Wladimir confirmou sua saída:

“Como você deve ter ouvido rumores, estou deixando o cargo de mantenedor do Bitcoin Core. Tem sido uma grande aventura os últimos 10 anos ou mais! Mas é hora de eu fazer outra coisa.”

Em resposta a um colega, ele informou que ainda não decidiu se vai continuar contribuindo com o software do Bitcoin, mas disse que não planeja desaparecer completamente.

Publicidade

“Isso me deixa triste também, mas estou tendo problemas de esgotamento e saúde. Simplesmente não posso mais fazer isso. Temos alguns mantenedores ótimos e entusiasmados que já estão fazendo a maior parte do trabalho agora, então estou confiante de que o projeto continuará sendo ótimo”, finalizou.

Leia também: Gloria Zhao se torna a primeira mulher mantenedora do Bitcoin Core

Comunidade tóxica, pressão do governo e processos

Em janeiro de 2021, quando completou dez anos como contribuidor do Bitcoin Core, Wladimir van der Laan já demonstrava sinais de desgaste com relação ao seu cargo.

No seu blog, o desenvolvedor escreveu que achava seu trabalho “particularmente estressante”, ao perceber que estava atuando como “gargalo centralizado” dentro do Bitcoin Core.   

“Não quero que isso, nem as brigas bizarras nas redes sociais em torno disso, comecem a me definir como pessoa”, escreveu na época, informando que iria passar a delegar suas próprias tarefas e diminuir seu envolvimento no projeto para assumir um papel secundário ao invés de central, como era até então.

Nos últimos dias, as frustrações voltaram à tona com críticas de parte “tóxica” da comunidade contra desenvolvedores do Bitcoin:

“Esta é uma das razões pelas quais é tão difícil encontrar desenvolvedores dispostos a contribuir para o Bitcoin Core. Às vezes, as expectativas são irracionais e desumanas. Não existe outro setor no qual você seja criticado pessoalmente por bugs de uma década atrás.”

Publicidade

Brigas jurídicas

Outro fator que aumenta o estresse dos desenvolvedores do Bitcoin é a responsabilidade que estes assumem sobre o projeto, inclusive em tribunais.

Vale lembrar que Wladimir van der Laan foi um dos principais alvos de processos feitos por Craig Wright, empresário australiano que mente ser Satoshi Nakamoto. Wladimir já chegou a ser réu em um processo em que Wright reivindicava a autoria do whitepaper do Bitcoin.

Entre as várias discussões que Wladimir se envolveu na última semana e que parecem ter sido a gota final para decidir se afastar, está a acusação de ele não ter brigado o suficiente  para defender o Bitcoin em processos judiciais. 

“Alguns gostam de culpar os desenvolvedores por não lutarem no tribunal com força suficiente. Desculpe não ser um advogado ninja, eu não considerei isso parte da descrição do meu trabalho”, alfinetou.

Por fim, também parece preocupar o desenvolvedor a crescente repressão dos governos contra softwares de código aberto e seus contribuidores, evidenciado na semana passada quando o mixer de criptomoedas Tornado Cash, foi banido dos Estados Unidos.

Quando um usuário do Twitter @MrWhaleStreet organizou uma lista dos desenvolvedores para o Tesouro dos EUA ir atrás caso adicionasse o software do Bitcoin a sua “lista negra”, Wladimir escreveu:

Publicidade

“Lembre-se de crianças, os fascistas eram muito capazes de fazer suas coisas na década de 30 sem qualquer tipo de tecnologia de rede de vigilância porque as pessoas estavam muito felizes em entregar umas às outras às autoridades.”

VOCÊ PODE GOSTAR
hamster kombat jogo telegram

Hamster Kombat: Veja o Daily Combo e Cipher Code desta quinta (18)

Procurando o combo diário e o código cifrado de quinta-feira, 18 de julho? Aqui está o que você precisa para ganhar moedas no jogo Hamster Kombat do Telegram
Bolo de dólares em cima de outras notas

PF da Argentina prende família que lavava dinheiro de contrabando e jogos de azar com USDT

Com o filho preso e a esposa indiciada, o líder da quadrilha, Fabián Di Julio, o “El Gordo”, se entregou na última quarta-feira
Imagem da matéria: Projeto irá ensinar blockchain e criptomoedas para povo indígena Paiter-Suruí

Projeto irá ensinar blockchain e criptomoedas para povo indígena Paiter-Suruí

Um projeto na Aldeia Gamir, na Floresta Amazônica, tem como objetivo promover a alfabetização digital de indígenas da etnia Paiter-Suruí
Imagem da matéria: Sinais mistos deixarão Bitcoin "instável" nos próximos meses, diz Coinbase

Sinais mistos deixarão Bitcoin “instável” nos próximos meses, diz Coinbase

O terceiro trimestre de 2024 começou com um “tom amargo” graças às vendas de Bitcoin da Alemanha e da Mt. Gox, diz a Coinbase Research