Imagem da matéria: Polícia fecha garimpo clandestino de ouro no interior de São Paulo
Membros da polícia durante a operação (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Uma operação da Polícia Ambiental de São Paulo contra a extração clandestina de palmito e caça na Mata Atlântica terminou por desmantelar um garimpo ilegal de ouro. O caso ocorreu na região do Parque Estadual Intervales, no município de Sete Barras, região sul do Estado.

Segundo informações do portal G1, a ação começou na tarde da última sexta-feira (1º) e se estendeu até a madrugada de sábado (2). Após patrulhamento de policiais e de agentes do parque, foi localizado o ponto de garimpo ilegal, com o uso de motor a combustão, mercúrio e outras ferramentas para extração de ouro.

Publicidade

Ao localizarem o garimpo, foram encontrados quatro suspeitos, que fugiram inicialmente. Em seguida, o grupo voltou e atacou os agentes de segurança a tiros. Um vigilante do parque morreu na ação e outro ficou ferido.

Dentre os suspeitos, três conseguiram fugir e um foi detido, e o garimpo ilegal foi destruído. O caso foi registrado na delegacia de Sete Barras e será investigado pela Polícia Civil.

Polícia Ambiental estoura garimpo ilegal de ouro no interior de São Paulo
Local do garimpo o Parque Estadual Intervales (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

A ação chama a atenção porque o Estado de São Paulo atualmente não possui tradição na extração de metais preciosos, como o ouro. A situação é mais comum especialmente em Estados da região Norte do país.

Também durante o último final de semana, uma operação de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-316, no Estado do Pará, prendeu um homem por transportar 12 kg de ouro dentro de suas botas. O produto é avaliado em cerca de R$ 3 milhões.

Publicidade

Crime ambiental

Apesar de não servir mais de lastro para reservas financeiras globais, o ouro é apreciado como tipo de investimento e conta com seus entusiastas — seja em forma de contratos, seja em seu estado físico. E sua procura tende a ser maior em tempos de crise.

No caso do investimento em metal propriamente dito, no entanto, é preciso ter cautela adicional. Um erro comum é a compra de ouro de fontes que não possuam certificação de origem da CVM (Comissão de Valores Mobiliários)

Isso porque o simples porte de ouro de procedência duvidosa configura crime ambiental e inafiançável, de um a cinco anos de cadeia, além de multa — como no caso ocorrido no Pará.

Aos interessados em investir em ouro físico como forma de preservar patrimônio, a dica é comprar o metal precioso de fontes que possuam certificação da CVM — ainda que saia mais caro.

Publicidade

Ou seja, aquela oferta que parece tentadora de um vendedor que oferece ouro de procedência desconhecida pode render um belo prejuízo — financeiro e penal — ao investidor mais descuidado.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM aplica multa de R$ 680 mil em corretora promovida por Ronaldinho Gaúcho

Promovida pelo ex-craque da Seleção, Ronaldinho Gaúcho, a Olymp Trade prometia retornos de até 92%
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM julga hoje a Olymp Trade, corretora proibida no Brasil promovida por Ronaldinho Gaúcho

A plataforma forex prometia retornos de até 92%
Imagem da matéria: "Jogo do Tigrinho" deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

“Jogo do Tigrinho” deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

A liberação do “Jogo do Tigrinho” deve ser feita por meio de portaria que será emitida pelo Ministério da Fazenda