Imagem da matéria: Pesquisa lista as plataformas mais seguras para negociar criptomoedas em Portugal
Foto: Shutterstock

A associação de defesa dos direitos dos consumidores de Portugal, Deco Proteste, publicou na segunda-feira (4) um artigo classificando as formas mais seguras de comprar criptomoedas no país. O banco digital Revolut e a corretora Mercado Bitcoin receberam as notas máximas no quesito segurança para o cliente. No estudo, também foram avaliadas a Binance, Kraken e Coinbase.

O artigo é assinado pelo mestre em economia Tiago Martins e foi publicado na Deco Investe, página dentro da Deco Proteste que traz orientações sobre investimentos dentro do mercado financeiro português. A associação independente foi fundada em 1991 e presta serviços de ajuda a consumidores lesados, divulga orientações por meio de notícias e artigos, e possui um portal que se assemelha à plataforma do Reclame Aqui no Brasil.

Publicidade

O que pesou para a decisão do Deco Proteste é o fato de que, apesar de serem gigantes do mercado mundial, Binance, Coinbase e Kraken não têm autorização expressa para comercializar criptomoedas em Portugal. 

“A Binance submeteu um pedido de autorização ao Banco de Portugal em abril de 2022, que continua sem resposta”, apontou o analista. “Também é verdade que há muito que estas bolsas cripto operam no nosso país a coberto de vazio legal, e não há registo de um número anormal de queixas dos utilizadores.”

Sobre o Mercado Bitcoin, a associação ressalta que a corretora está autorizada pelo Banco de Portugal a fornecer serviços de troca entre ativos virtuais e moedas fiduciárias. “Essa autorização dá-lhe enorme credibilidade e garante alguma vigilância”, diz o estudo.

A licença em Portugal se mostra ainda mais importante com o regulamento europeu sobre criptoativos (MiCA), que começará a entrar em vigor a partir do dia 30 de dezembro de 2024. Afinal, uma única licença num Estado-membro da União Europeia, como Portugal, permitirá a corretora de criptomoedas operar em todo espaço europeu.

Publicidade

Em janeiro de 2022, a corretora brasileira Mercado Bitcoin comprou a portuguesa Criptoloja, que já tinha as autorizações do Banco Central do país para compra e venda de criptomoedas. Em abril deste ano, o nome da operação em Portugal foi alterado para que as empresas tenham a mesma denominação. 

Ranking das plataformas mais seguras para comprar criptomoedas em Portugal (Imagem: Deco Proteste)

O outro quesito avaliado pelo Deco Proteste foi o custo envolvido na compra de criptomoedas em cada plataforma. Por ordem, as empresas com as menores taxas são Binance, Kraken, Coinbase, Revolut e Mercado Bitcoin.

No entanto, Binance, Kraken e Coinbase tiveram as notas mais baixas nos quesito “Autorização”, “Justiça” e “Relação com Reguladores”.

Portugal e as criptomoedas

Considerado por muitos até pouco tempo um “paraíso cripto“, Portugal caiu 21 posições no ranking de adoção de criptomoedas feito pela empresa de dados blockchain Chainalysis, passando do 38º lugar para o 59º no índice mundial.

Portugal tinha a fama de ser amigável aos investidores de criptomoedas por conta de suas regras fiscais que não taxava e nem cobrava impostos de ativos digitais, o que atraiu muitas pessoas para o país. Mas as regras mudaram em 2023, e mesmo se mantendo como uma nação pró-cripto, Portugal agora tem perdido espaço.

You May Also Like
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin supera os US$ 52 mil em busca de novas máximas; fluxos para ETFs de BTC já superam US$ 4 bi

Manhã Cripto: Bitcoin supera os US$ 52 mil em busca de novas máximas; fluxos para ETFs de BTC já superam US$ 4 bi

Alta do Bitcoin para máximas não vistas há mais de dois anos também puxa as altcoins, com o Ethereum chegando aos US$ 2.800
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Gustavo Scarpa comenta processo contra Willian Bigode: “Favorável”

O jogador que investiu cerca de R$ 6 milhões em um suposto negócio de criptomoedas do ex-companheiro de clube acredita que será ressarcido
polícia civil do ceará apreende carros de luxo

Polícia apreende R$ 14 milhões em bens de grupo suspeito de golpe com criptomoedas; influencer é um dos alvos

Durante a operação “Restauração” na sexta-feira, agentes da Polícia Civil do Ceará sequestraram carros de luxo, imóveis, criptomoedas e outros bens
antonio neto e fabricia campos braiscompany 4

Braiscompany: Justiça condena sócios a até 88 anos de prisão por esquema de mais de R$ 1 bi

Além dos líderes da Braiscompany, Antônio Ais e Fabrícia Farias, mais oito pessoas foram condenadas por esquema de pirâmide financeira feito pela empresa