Imagem da matéria: País da Ásia vem minerando Bitcoin desde que preço estava em US$ 5 mil
Grande quantidade de montanhas facilita mineração de Bitcoin no Butão (Foto: Shutterstock)

Após as revelações de que o Butão está intensamente envolvido com trade de criptomoedas, uma nova camada ainda mais surpreendente da história surge: o país asiático está minerando BTC desde que a criptomoeda era vendida por US$ 5 mil. 

As novas informações são do jornal local The Bhutanese, que obteve a confirmação de Ujjwal Deep Dahal, CEO do Druk Holding and Investments (DHI), o Fundo Soberano do país e responsável pelas negociações cripto. 

Publicidade

O jornal destaca que o país tem quase toda sua energia gerada por hidrelétricas, o que é considerado uma produção mais sustentável do que com combustíveis fósseis.

Além disso, aponta que as montanhas da cordilheira do Himalaia são frias o ano todo, o que facilita sediar uma operação de mineração, que em geral gasta muito em ar condicionado para manter a temperatura ideal (que é fria). 

Segundo a reportagem, o Butão vende boa parte dos Bitcoins que minera para pagar pela operação e manutenção das máquinas. Mas uma parte dos BTC têm sido guardada em uma expectativa de que o valor do ativo volte a subir, principalmente após o halving em 2024. 

Negócios com falidas cripto

Uma reportagem publicada em abril na Forbes mostrou que o Fundo Soberano do Butão era cliente das empresas de empréstimos de moedas digitais BlockFi Celsius. A revelação surgiu com estudos dos pedidos de falência dessas duas companhias, em 2022.

Publicidade

Nomeado para homenagear um dragão que faz parte do folclore local, o fundo Druk Holding & Investments reúne ativos de 21 empresas do país, entre elas a linha aérea local, que possui cinco aviões. Pois esse fundo agora está sendo cobrado na Justiça pela BlockFi. 

A empresa, que entrou com pedido de falência em novembro, dias após a quebra da FTX, diz que o fundo soberano do Butão não pagou parte dos US$ 30 milhões que tomou emprestados em criptomoedas.

Os documentos anexados no processo judicial mostram que o Druk pegou esse valor em USDC, stablecoins emitidas pela Circle. A BlockFi afirma que liquidou 1.888 Bitcoins que tinha tomado como garantia do empréstimo e, mesmo assim, ainda sobrou uma quantia de US$ 820 mil para o país asiático pagar. 

Um representante do Butão disse à Forbes que o país já chegou a um acordo com a empresa e que não pode dar detalhes por conta de um sigilo contratual. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Análise: o preço do Bitcoin está novamente sendo ditado pela política do Fed

“Análise dos últimos 40 dias revela uma maior alinhamento com as expectativas de taxa de juros para junho”, diz firma de análises CoinShares
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral