Mulher olhando através de lupa
Shutterstock

“Minha Nossa!” escreveu um usuário.

Uma nova ferramenta agora permite que qualquer pessoa veja quanto dinheiro os clientes perderam depois que a conturbada empresa de empréstimos cripto Celsius entrou com o pedido de recuperação judicial em julho deste ano. 

Publicidade

É fácil verificar se alguém aparece na questionável “tabela de classificação” dos maiores perdedores do desastre Celsius, simplesmente digitando seu nome na barra de pesquisa. Apenas aqueles que perderam mais de US$ 12 milhões chegaram ao top 10.

A ferramenta se baseia nos dados dos clientes, revelados pela Celsius no processo judicial na semana passada. O documento mostra nomes de clientes, IDs de carteiras cripto, tipos e valores de transações e os tipos e quantidades de tokens mantidos, entre outras informações. 

A Celsius enfrentou uma revolta significativa após essa medida judicial. Nick Hansen, CEO da mineradora de Bitcoin Luxor, tweetou: “Este vazamento de dados da Celsius pode ser classificado como uma das maiores violações de informações de clientes de todos os tempos.”

Henry de Valence, fundador da startup Web3 Penumbra Labs, ainda falou que “qualquer pessoa agora pode fuçar em toda a atividade das blockchains e os endereços de qualquer usuário da Celsius nomeado na lista” apenas combinando as datas e valores com os dados de transação. 

A Celsius ainda não explicou por que revelou esse nível de informação ou se isso era exigido pelo Tribunal.

Celsius entra em colapso

A Celsius entrou com o pedido de recuperação judicial em julho, após auditarem um rombo de US$ 1,2 bilhão em seu balanço patrimonial. O fundador e CEO da FTX, Sam Bankman-Fried, foi apontado como o provável comprador dos ativos da empresa de empréstimos cripto.

Publicidade

Mas, ao que tudo indica, esse caso não afetou tanto os executivos da Celsius que, no geral, se saíram muito bem com o crash da empresa. Antes de congelar as contas dos usuários e pedir falência, o CEO Alex Mashinsky supostamente retirou US$ 10 milhões da empresa. Posteriormente, ele informou que esses US$ 8 milhões já estavam programados para pagar seus impostos estaduais e federais.

O diretor de estratégia e co-fundador Daniel Leon, por sua vez, retirou US$ 7 milhões da plataforma antes de sua paralisação, de acordo com o último processo judicial.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
moedas de Bitcoin, Solana e Ethereum emparelhadas - ao fundo gráfico de mercado

Solana será a próxima criptomoeda a ganhar um ETF? Especialistas respondem

Veja também se Dogecoin, Toncoin e outras criptomoedas poderão futuramente estrear no mercado financeiro tradicional como o Bitcoin e o Ethereum
Imagem da matéria: Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Embora a Coinbase tenha informado nesta manhã que o problema estava resolvido, sua página de status ainda indica que o app móvel e site estão com “desempenho prejudicado”
Imagem da matéria: Braiscompany: Justiça já entregou todos os documentos para extraditar donos da pirâmide

Braiscompany: Justiça já entregou todos os documentos para extraditar donos da pirâmide

O casal que fundou a Braiscompany está em prisão domiciliar na Argentina, enquanto os países negociam extradição
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop