Imagem da matéria: O pequeno Butão é um gigante das criptomoedas, revelam documentos
Mosteiro no Butão (Foto: Shutterstock)

Um minúsculo país da Ásia, localizado na Cordilheira do Himalaia, entre Índia e China, é um player de peso no mercado das criptomoedas.

Uma reportagem publicada nesta semana na Forbes mostra que o Fundo Soberano do Butão – nação pouco maior que o estado de Alagoas – era cliente das empresas de empréstimos de moedas digitais BlockFi e Celsius. A revelação surgiu com estudos dos pedidos de falência dessas duas companhias, em 2022.

Publicidade

Nomeado para homenagear um dragão que faz parte do folclore local, o fundo Druk Holding & Investments reúne ativos de 21 empresas do país, entre elas a linha aérea local, que possui cinco aviões. Pois esse fundo agora está sendo cobrado na Justiça pela BlockFi. 

A empresa, que entrou com pedido de falência em novembro, dias após a quebra da FTX, diz que o fundo soberano do Butão não pagou parte dos US$ 30 milhões que tomou emprestados em criptomoedas.

Os documentos anexados no processo judicial mostram que o Druk pegou esse valor em USDC, stablecoins emitidas pela Circle. A BlockFi afirma que liquidou 1.888 Bitcoins que tinha tomado como garantia do empréstimo e, mesmo assim, ainda sobrou uma quantia de US$ 820 mil para o país asiático pagar. 

Um representante do Butão disse à Forbes que o país já chegou a um acordo com a empresa e que não pode dar detalhes por conta de um sigilo contratual. 

Publicidade

Mas as aventuras cripto do Butão não foram só essas. Os documentos públicos do processo da Celsius mostram que, por meio da plataforma, o Druk fez transações envolvendo Bitcoin (BTC), Ether (ETH), Tether (USDT) e uma série de outras criptomoedas. Segundo a Forbes, o fundo sacou mais de US$ 65 milhões e depositou cerca de US$ 18 milhões antes da falênfcia da Celsius. 

A revista lembrou ainda que, em 2020, o Butão sediou uma conferência sobre blockchain; além disso, o Banco Central local já começou conversas com a Ripple para a criação de uma CBDC. Além disso, o pequeno gigante NFTs e créditos de carbono em blockchain. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool
Imagem da matéria: Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do "Rei do Bitcoin"

Propina paga a Eduardo Requião foi usada para investir na pirâmide financeira do “Rei do Bitcoin”

Nova operação da Polícia Federal visando fraudes no portos do Paraná revelou uma curiosa ligação entre o irmão do Roberto Requião e um dos maiores piramideiros do Brasil
Imagem da matéria: Empresário "vende" Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

Empresário “vende” Bitcoin durante discurso para formandos nos EUA e recebe onda de vaias

O discurso de formatura da Ohio State University incluiu defesa do Bitcoin e cantorias que chocaram o público
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”