Imagem da matéria: Manhã critpo: Bitcoin (BTC) respira após cair abaixo de US$ 30 mil; Terra (LUNA) despenca 50% e FED alerta sobre stablecoins
Foto: Shutterstock

O mercado de criptomoedas não escapa do mau humor de investidores globais, que seguem vendendo ativos de risco e buscando segurança em meio ao cenário macro desafiador. Nas últimas 24 horas, o Bitcoin (BTC) perde 5,9%, cotado a US$ 31.448, segundo dados do CoinGecko. O Ethereum (ETH) recua 2,5%, negociado a US$ 2.378. 

Na Ásia, o BTC chegou a valer menos de US$ 30.000, o que não acontecia desde julho de 2021. No Brasil, o Bitcoin cai 4,2%, para R$169.592, segundo o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Publicidade

A inflação que pesa no bolso de consumidores e empresas é uma dor de cabeça para os bancos centrais, que precisam administrar o remédio amargo de juros altos para frear os preços. Nos Estados Unidos, a maior economia do mundo, o Federal Reserve já elevou a taxa em 0,5 ponto percentual na última reunião e promete seguir com mais aumentos nos próximos meses. Nos mercados financeiros, isso se traduz em menor liquidez para investir e menos demanda por ativos mais arriscados. 

Mercado baixista? 

A maior popularidade dos criptoativos e crescente interesse institucional ajudaram a dar mais confiança aos investidores, mas a onda vendedora nos mercados acionários, principalmente em ações de tecnologia, atinge as criptomoedas e particularmente o Bitcoin, cuja correlação com as bolsas dos EUA está perto de níveis recordes. 

Na segunda-feira, o Nasdaq fechou em queda de 4,3%, no menor nível desde novembro de 2020, mostram dados da Reuters. Já o S&P 500 caiu 3,2% e encerrou abaixo de 4.000 pontos pela primeira vez desde o fim de março de 2021. 

O mercado baixista, ou “bear market”, é caracterizado quando os principais índices acumulam queda de 20% desde a máxima. O Bitcoin já se desvalorizou mais de 50% desde o recorde de US$ 69.000 em novembro passado, e especialistas buscam pistas sobre o rumo da maior criptomoeda nos próximos meses. 

Publicidade

Um indicador chamado MVRV – que divide o valor de mercado pelo preço médio de compra – mostra que investidores de curto prazo, em média, compraram Bitcoin por cerca de US$ 47.500, aponta análise da Bloomberg. 

“Ainda existem alguns pontos de defesa, o BTC pode ter interesse comprador na região próxima aos US$ 30 mil, porém quedas maiores não podem ser descartadas em nenhuma hipótese. Vale ressaltar que a perda desta faixa pode pressionar ainda mais as altcoins”, disse Lucas Passarini, especialista em trading de criptoativos do Mercado Bitcoin, em entrevista ao Portal do Bitcoin

Efeito Terra 

A perda de paridade da stabelecoin TerraUSD (UST) com o dólar também sacudiu o mercado de criptomoedas. Na segunda-feira (9), a Luna Foundation Guard (LFG), organização que dá suporte ao ecossistema da blockchain Terra, esvaziou sua carteira de Bitcoin dedicada a fornecer recursos para garantir o lastro da UST, que chegou a cair para US$ 0,65 na segunda-feira, de acordo com o CoinMarketCap. LUNA, token da mesma rede que dá suporte à stablecoin algorítmica, registra queda de 50% nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko. 

Para garantir a paridade, a LFG retirou US$ 1,5 bilhão de suas reservas de Bitcoin, além de comprar outros US$ 850 milhões em BTC. Esse movimento poderia ter contribuído para o mergulho do Bitcoin, apontam players do mercado. 

Publicidade

Em comunicado, a Binance disse que suspendeu saques de LUNA e UST devido à “lentidão e congestionamento” da rede. A exchange pretende restabelecer as operações quando o volume de saques tiver diminuído. 

Alerta do Fed 

Em meio às tentativas para salvar a UST, o Fed alertou em seu mais recente “Relatório de Estabilidade Financeira” que o risco de resgates repentinos de stablecoins é semelhante ao risco de corridas em fundos de mercado monetário. 

Mark Lurie, CEO da provedora de software de negociação de criptomoedas Shipyard Software, vê a medida da LFG como apenas um “ruído” em relação aos dois fatores predominantes no cenário macro: juros mais altos e capital saindo de ações de crescimento, como papéis de gigantes de tecnologia. Em análise do CoinDesk, Lurie  diz que, com o alívio das restrições da pandemia, os consumidores estão menos dependentes de tecnologia, o que afeta o comércio eletrônico. 

As altcoins mais negociadas seguem no vermelho nas últimas 24 horas, embora com perdas menos acentuadas como Binance Coin (-5,3%), XRP (-4,2%), Solana (-4,9%), Cardano (-0,8%), Dogecoin (-5%), Polkadot (-2,6%), Avalanche (-3,6%) e Shiba Inu (-2%), segundo dados do CoinGecko.    

Outros destaques 

Produtos de investimento em ativos digitais receberam aportes de US$ 40 milhões na semana passada, apesar da queda generalizada dos mercados, mostra relatório da CoinShares, que atribuiu o fluxo à forte desvalorização dos preços. Fundos de Bitcoin registraram entradas de US$ 45 milhões no período. 

Publicidade

El Salvador aproveitou o momento de baixa para ir às compras e adquiriu 500 Bitcoins na segunda-feira, ao preço médio de US$ 30.744, de acordo com tuíte do presidente Nayib Bukele. É a maior compra de BTC pelo governo salvadorenho até agora. 

A corretora de criptomoedas Bitso anunciou na segunda-feira (9) o Bitso+, uma ferramenta para que clientes possam ganhar rendimentos com criptomoedas, com retornos que chegam a até 15% ao ano, destaca o InfoMoney

O presidente do BTG Pactual, Roberto Sallouti, disse na segunda-feira em teleconferência sobre o balanço que a plataforma cripto do banco para pessoas físicas deve ser lançada nos próximos dois meses. O BTG teve lucro líquido ajustado de R$ 2,1 bilhões no primeiro trimestre, com crescimento de 72% na comparação anual, conforme o Estadão

O fundo de índice (ETF) da gestora Hashdex com exposição a criptoativos relacionados ao metaverso está em período de reserva. O produto espelha o índice CF Digital Culture Composite Index, que investe atualmente em dez projetos digitais, protocolos de suporte para a tecnologia e plataformas blockchain, de acordo com o Estadão

Moedas sociais locais emitidas pelos bancos comunitários de desenvolvimento ultrapassam uma centena no Brasil e programas de renda básica com utilização de moeda virtual já são realidade, destaca reportagem do Valor

A corretora de investimentos Trust Investing é acusada por clientes de aplicar um golpe por impedir saques há mais de seis meses, apurou o Portal do Bitcoin. “Não temos medo algum de vocês. Se é guerra que vocês querem, então vamos à guerra!”, diz a mensagem do CEO Diego Chaves. A empresa justifica a suspensão com um suposto ataque de hackers, que teria causado um rombo de R$ 4,1 bilhões. 

Publicidade

Metaverso, Games e NFTs 

Após o Instagram anunciar um projeto piloto de tokens não fungíveis para que usuários compartilhem arte digital no aplicativo – o que não inclui vendas, negociação ou taxas -, a plataforma controlada pela Meta sinalizou interesse em tornar os NFTs um canal de receita para criadores, embora ainda esteja analisando a estratégia, segundo CoinDesk

Madonna lançou sua própria série de NFTs, intitulada “Mother of Creation” – três vídeos renderizados digitalmente que a retratam como uma mulher nua dando à luz a flora, fauna e tecnologia, de acordo com o New York Times

O engenheiro de produção Victor Correa​ Hespanha, 28, será o segundo brasileiro a ir ao espaço como turista ainda neste ano a bordo de uma cápsula New Shepard, da empresa americana Blue Origin, na missão NS-21, informou a Folha. Ao investir em um NFT, Hespanha teve direito a participar de um sorteio, do qual saiu vencedor. 

A Binance é a nova patrocinadora do Brasileirão Assaí, Brasileirão Feminino Neoenergia, Brasileirão Feminino A-2 e Brasileirão Feminino A-3, quatro competições de elite do esporte organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Ex-conselheiro do Ethereum quer R$ 50 bilhões do governo dos EUA por ser preso injustamente

Steven Nerayoff alega ter sido vítima de provas fabricadas em um suposto caso de extorsão de 10.000 ETH
logo da uniswap com gráficos ao fundo

A semana no Cripto Twitter: Uniswap na mira da SEC e a febre do Bitcoin Runes

O drama jurídico manteve os usuários cripto nervosos esta semana, enquanto a estreia das memecoins em Bitcoin trouxe alguma empolgação
Celular com logotipo da BInance

Binance lista 6 novos pares de negociação com USDC e lira turca

A corretora também vai incluir os novos pares em seu serviço de robôs de negociação (trading bots)
Imagem da matéria: EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

EUA não têm autoridade para processar trades DeFi, diz advogado do hacker da Mango Markets

Avraham Eisenberg é o trader cripto acusado de drenar mais de US$ 100 milhões da plataforma de negociação Mango Markets