bitcoin tempestade
Shutterstock

A turbulência causada pela dívida de empresas cripto e a determinação de bancos centrais de subir os juros dominam as atenções dos investidores nesta quinta-feira (30). O Bitcoin (BTC) opera em forte queda de 4,9%, cotado a US$ 19.071,05, segundo dados do CoinGecko. Já o Ethereum (ETH) é negociado a US$ 1.024,52, com baixa de 9,5%.

No Brasil, o Bitcoin agora vale R$ 99.906,65, com desvalorização de 5,9% nas últimas 24 horas, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB). 

Publicidade

As altcoins também operam no vermelho como Binance Coin (-3,5%), XRP (-3,2%), Cardano (-3,6%), Solana (-9,2%), Dogecoin (-4,2%), Polkadot (-5%), Shiba Inu (-1,6%) e Avalanche (-8,5%).

“O ciclo de notícias tem sido bastante ruim para os mercados cripto”, disse o analista sênior da Oanda, Edward Moya, em e-mail ao CoinDesk. Para ele, investidores estão cada vez mais preocupados com o risco de contágio com o colapso do fundo cripto Three Arrows Capital.

O suporte de US$ 20.000 para o preço do Bitcoin tem sido acompanhado de perto por investidores. Apesar da atual onda vendedora causada pela crise enfrentada por algumas empresas na indústria cripto e um cenário macro desafiador, analistas do Deutsch Bank acreditam que o BTC pode subir para US$ 28.000 até o fim do ano, dada a estreita correlação da criptomoeda com o índice S&P 500.

Esse salto representaria um ganho de 32% em relação aos níveis atuais, mas menos da metade da máxima em novembro passado. No entanto, o banco também alerta para mais perdas devido à complexidade do sistema cripto.

Publicidade

Crise de liquidez

Dan Morehead, CEO do hedge fund cripto Pantera Capital, diz que o Fed errou ao manter os juros muito baixos e “manipular o mercado de títulos”, e essa política equivocada agora reverbera nos criptoativos. Em nota, o ex-trader de renda fixa do Goldman Sachs disse que a reversão dessa política será “dolorosa”.

O executivo prevê o derretimento de mais projetos cripto nos próximos dois meses devido aos problemas causados por empresas muito alavancadas como o sistema Terra, a plataforma de empréstimos Celsius e o Three Arrows Capital.

Aliás, o fundo, também conhecido como 3AC, agora estuda suas opções após a ordem de liquidação emitida por um tribunal das Ilhas Virgens Britânicas, segundo o Wall Street Journal. Credores do 3AC poderão registrar suas demandas online, embora o processo deva ser demorado, disseram pessoas envolvidas na liquidação dos ativos.

Fontes revelaram ao CoinDesk que a formadora de mercado cripto e plataforma de empréstimos Genesis Trading pode sofrer perdas de “centenas de milhões” de dólares por exposição ao fundo 3AC e à Babel Finance, outro protocolo de crédito.

Publicidade

Enquanto isso, a MicroStrategy resolveu descartar rumores de que poderia ter que liquidar suas reservas de Bitcoin devido à queda no preço e aumentou ainda mais sua exposição ao ativo com uma nova compra de US$ 10 milhões em BTC.

Alavancagem

Documentos revelados pelo The Wall Street Journal na quarta-feira (29) mostram que a Celsius – já na terceira semana de bloqueio de saques dos clientes – tinha em 2021 o dobro de alavancagem de bancos tradicionais dos EUA, o que aumentava o risco do negócio. A Celsius projetava atrair mais de US$ 108 bilhões em depósitos em 2023 e previa receita de US$ 6,6 bilhões para o mesmo ano.

Em meio ao colapso de várias empresas, o JPMorgan tem uma perspectiva otimista. Em relatório, estrategistas avaliam que a fase atual de desalavancagem do setor está em estágio avançado e não deve durar muito.

Choque inflacionário

Autoridades monetárias globais reunidas no fórum anual do Banco Central Europeu em Sintra, Portugal, alertaram para um choque inflacionário mais duradouro. Em painel organizado pela Bloomberg, os presidentes do Federal Reserve, Jerome Powell, do BCE, Christine Lagarde, e do Banco da Inglaterra, Andrew Bailey, disseram que um novo mundo com a reversão da globalização pode exigir um viés de política monetária mais restritiva.

Powell também destacou que o Fed tem ferramentas para evitar uma recessão nos EUA, mas que a tarefa está cada vez mais difícil. As previsões do mercado financeiro para o rumo dos juros americanos, segundo ele, estão “bem alinhadas” com as projeções do Fed.

Publicidade

Em entrevista à CNBC, Loretta Mester, presidente do Fed de Cleveland, disse que seu objetivo é que as taxas de juros subam para 3% a 3,5% em 2022 “e um pouco acima de 4% no ano que vem” para combater a inflação, mesmo sob risco de causar uma recessão.

Essa necessidade de subir os juros em ritmo acelerado sacudiu os mercados este ano, e os índices acionários globais podem fechar o trimestre com o pior desempenho desde os três meses encerrados em março de 2020.

Outros destaques

A exchange FTX teria planos de comprar o controle da plataforma de empréstimos cripto BlockFi, disseram fontes ao The Block. Com a linha de crédito de US$ 250 milhões concedida pela FTX, isso daria direito a uma participação de 50% na BlockFi. O restante seria comprado por US$ 25 milhões. A FTX não comenta.

A Coinbase Global aposta na expansão em outros países depois de demitir mais de 1.000 pessoas nos EUA. Nana Murugesan, vice-presidente de desenvolvimento de negócios e internacional da exchange cripto americana, disse à Bloomberg que o foco atual da empresa está na Europa, com registros em andamento na Itália, Espanha, França e Países Baixos.

E o programa de análise de criptomoedas da Coinbase, o Coinbase Tracer, fornecerá ao Serviço de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) informações sobre usuários de criptomoedas, incluindo “dados históricos de rastreamento geográfico” e histórico de transações, segundo contrato obtido pelo grupo de vigilância Tech Inquiry. Um porta-voz da exchange disse ao CoinDesk que os dados fornecidos estão disponíveis online e não incluem informações pessoais.

O MB Tokens, empresa do ecossistema do Mercado Bitcoin, lançou mais uma oferta de tokens de renda fixa digital lastreados na cessão de fluxos financeiros. O MBFP09 tem rendimento estimado em 18% ao ano, com previsão de liquidação em outubro de 2022.

Publicidade

Ainda no mercado de tokenização, a gestora Iguana Investimentos criou um fundo de direitos de crédito tradicional que cede parte dos fluxos financeiros dos recebíveis, segundo o Valor. Os pagamentos estão relacionados a receitas de uma atacadista do setor de consumo, mas o nome não foi divulgado.

A uShark, uma plataforma descentralizada de crowdfunding por meio de criptoativos, seleciona a partir de setembro até 50 startups em estágio inicial para investimento anjo e de capital semente, informou o Valor.

Regulação, Cibersegurança e CBDCs

Negociadores da União Europeia (UE) chegaram a um consenso sobre regras para transações no mercado de criptomoedas na quarta-feira (29), informou o CoinDesk. Os clientes precisarão ser identificados até mesmo para transferências de baixos valores de criptomoedas – caso sejam realizadas entre dois provedores regulamentados – mas a maior parte dos pagamentos para carteiras privadas não terão controles contra a lavagem de dinheiro.

As novas regras para carteiras não hospedadas serão aplicadas apenas para transferências para a própria carteira de uma pessoa e valores acima de 1.000 euros. Nesta quinta (30), o Parlamento Europeu, o Conselho e a Comissão Europeia se reúnem para uma última rodada de discussões sobre o marco regulatório cripto do bloco, conhecido pela sigla MiCA.

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA rejeitou a proposta da Grayscale de converter seu principal produto, o Bitcoin Trust (GBTC), em um fundo de índice (ETF) de Bitcoin à vista. A SEC justificou a medida com a prevenção de práticas “manipulativas e fraudulentas”. A gestora de ativos cripto abriu um processo contra a agência após a decisão.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) suspendeu uma decisão de primeira instância que obrigava a Capitual a seguir prestando serviços para a Binance, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia. O processo corre em segredo de Justiça, mas a decisão da corte foi publicada no Diário Oficial em 22 de junho.

O grupo de hackers Lazarus, ligado ao governo da Coreia do Norte, poderia ser o responsável pelo ataque que resultou no roubo de US$ 100 milhões em criptomoedas da blockchain paralela Horizon, ligada ao protocolo Harmony, de acordo com dados da empresa de análise de blockchain Elliptic. Pesquisa da Coincub diz que o país comunista tem um exército de 7 mil criminosos cibernéticos a serviço do Estado, que usa as criptomoedas como fonte de renda.

Alerta de phishing: um funcionário da Customer.io, uma plataforma de gerenciamento de newsletters e campanhas online, vazou a lista de clientes do marketplace de tokens não fungíveis OpenSea para um terceiro. As informações vazadas incluíam endereços de e-mail, de acordo com nota de blog, e aumentam os riscos de phishing.

O marketplace de criptomoedas Paxful lançou um projeto no Brasil para oferecer educação financeira para a população negra. Chamado de AfroBit_lab, o programa oferecerá 12 vagas e os selecionados receberão um incentivo de R$ 1.300. As inscrições estarão abertas a partir desta sexta-feira (1º) por meio de um formulário online.

Metaverso, Games e NFTs

O atacante da seleção brasileira Richarlison entrou no mercado dos tokens não fungíveis com uma linha própria dos colecionáveis criada pela International Digital Group (IDG), conforme o jornal O Globo. O lançamento será em diferentes etapas, com variação de disponibilidade e preços. Ainda estão previstas mais duas coleções, das categorias “Special” e “Rare”.

Ainda no mundo do futebol, Sorare e Kylian Mbappé fecharam um acordo que torna o jogador francês embaixador e investidor na plataforma de esportes de fantasia baseada em NFTs, segundo o Financial Times. A Sorare tem mais de dois milhões de usuários globais e parcerias com LaLiga, Bundesliga e Major League Baseball (MLB).

A Napster, marca que se tornou sinônimo de música grátis para uma geração de consumidores, planeja reconstruir seus negócios em torno de criptoativos e tokens não fungíveis, mesmo com a queda na demanda por esses ativos, de acordo com reportagem da Bloomberg.

Diante do avanço do universo virtual, a Associação Brasileira de Companhias Abertas busca um caminho para que empresas brasileiras possam realizar assembleias de acionistas no metaverso, conforme o Valor.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
Logo da ftx, dólares e bitcoin

Analistas preveem alta no mercado cripto com ressarcimento bilionário a clientes da FTX

A FTX deve cerca de US$ 11 bilhões a credores, mas a massa falida conseguiu levantar mais de US$ 14 bilhões
Imagem da matéria: Tether e Circle "imprimem" US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Tether e Circle “imprimem” US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Desde o início do ano já foram emitidos US$ 30 bilhões em stablecoins; aquecimento parece estar relacionado à expectativa pelos ETFs de Ethereum
Imagem da matéria: Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é "provável", dizem fontes próximas à SEC

Aprovação hoje dos ETFs de Ethereum é “provável”, dizem fontes próximas à SEC

Fontes disseram à Fox Business que a SEC está se baseando em decisões judiciais recentes para dar o sinal verde aos ETFs de Ethereum