Imagem da matéria: Empresa de criptomoedas lança programa de educação financeira para população negra com bolsas de R$ 1.300; veja como se inscrever
Renata Rodrigues, Global Community leaders da Paxful, em pré-etapa do Afrobit_Lab no Rio (Foto: Divulgação)

O marketplace de criptomoedas Paxful está lançando um projeto no Brasil para oferecer educação financeira para a população negra. O projeto recebeu o nome AfroBit_lab e é desenvolvido em parceria com a instituição sem fins lucrativos Instituto GUETTO.

Segundo o comunicado divulgado para a imprensa, nesta primeira turma o AfroBit_lab oferecerá 12 vagas e os selecionados receberão um incentivo de R$ 1.300,00. As inscrições estarão abertas à partir de sexta-feira (1º) por meio de um formulário online (clique aqui para acessar) e serão aceitos candidatos de todo o Brasil – o projeto será inteiramente online.

Publicidade

Será realizada uma pré-seleção com teste de nivelamento de inglês intermediário, capacidade de ministrar palestras ou aulas e familiaridade com Bitcoin. Também será necessário o envio de vídeo motivacional e a realização de entrevistas finais. As aulas começam no início de agosto e terão duração de cinco semanas.

No curso, os alunos aprenderão sobre educação anti-racista, teoria e prática sobre o Bitcoin, inglês e aulas optativas de análises de dados. Após o período de formação, como resultado final, os alunos oferecerão masterclasses à comunidade negra, multiplicando o conhecimento.

Iniciativa inédita

O patrocínio ao AfroBit_lab é a primeira iniciativa da Paxful no Brasil. Sob o lema “Bitcoin para milhões e não para milionários”, a plataforma P2P aposta no Bitcoin como ferramenta de empoderamento financeiro e transformação social.

“Lidar com Bitcoin pode parecer algo muito distante para a maioria da população negra. Acredita-se que mesmo para o povo em geral é difícil entender o mundo das criptomoedas, moedas digitais ou modelo de emissionismo monetário descentralizado. Mas isto está mudando”, explica Alabê Nunjara, diretor de Políticas Públicas e Relações Internacionais no Instituto GUETTO.

Publicidade

Há 15 anos, o mundo do mercado financeiro vem se democratizando. Muita gente tem ganhado dinheiro e a população negra tem tido vários obstáculos com isso. Se este público quer ter mudança geracional e autonomia financeira, tendo maior rentabilidade, é preciso aprender sobre novas maneiras de capitalizar. É isso que queremos oferecer em nossa parceria com a Paxful para a construção do AfroBit_lab”, completa.

Foco no continente africano

A Paxful apoia iniciativas semelhantes em outros países, em especial no continente africano, que é o seu principal mercado em escala global. Algumas das histórias podem ser lidos no site “Bitcoin Stories”.

“O Bitcoin é uma das ferramentas mais poderosas do mundo para a liberdade financeira. Juntos, o Instituto GUETTO e a Paxful estão se unindo para construir oportunidades financeiras reais para pessoas reais que muitas vezes são deixadas para trás pelo sistema financeiro tradicional”, diz Ray Youssef, CEO da Paxful.

“Estamos expandindo nosso compromisso global com a educação Bitcoin por meio do AfroBit_lab e revolucionando a forma como a população negra no Brasil pode acessar mais ferramentas e recursos para prosperar”, afirma.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

A Casa Branca disse que vetaria uma resolução aprovada hoje pela Câmara dos EUA “para impedir a tomada de poder regulatório da SEC”
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 3% e volta para US$ 63 mil; Toncoin salta 17% com expectativa para lançamento da Notcoin

Toncoin valoriza com a notícia do lançamento de um dos tokens mais esperados da rede: Notcoin (NOT)
Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto do Brasil e Hong Kong são os únicos com fluxo positivo na última semana

Fundos cripto tiveram a quarta semana seguida de saídas, mas o Brasil segue com tendência positiva ao lado de Hong Kong, que se destaca com a estreia de ETFs
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”