Imagem da matéria: Manhã cripto: FED promete mais aperto, Bitcoin (BTC) cai para 45 mil e sanções à Rússia podem endurecer mercado
Foto Shutterstock

A quarta-feira é de perdas para o mercado de criptomoedas, que acompanha o menor apetite por risco de investidores de ações após sinais de uma política monetária mais agressiva nos Estados Unidos. O Bitcoin (BTC) registra queda de 3% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 45.306, mostram dados do CoinGecko. O Ethereum (ETH) tem baixa de 4,9%, negociado a US$ 3.339.

No Brasil, o Bitcoin cai 1,5%, para R$ 212.615, mostra o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Publicidade

O mercado de criptomoedas acompanhou a onda vendedora que dominou as bolsas globais na terça-feira (5), que reagiram a comentários da governadora do Federal Reserve, Lael Brainard. Em conferência em Mineápolis, Brainard disse que espera uma combinação de aumentos das taxas de juros e rápida redução do balanço do banco central americano para trazer a política monetária dos EUA para “uma posição mais neutra”, de acordo com a Reuters

Nesta quarta-feira, o Fed divulga a ata da reunião de março que deve dar mais detalhes dos planos de redução das posições em títulos da autoridade monetária. 

Impacto das sanções 

O temor de investidores é que esse aperto leve a uma recessão, ainda mais com o impacto das sanções à Rússia em meio ao conflito na Ucrânia. Embora o governo russo negue as acusações de crimes de guerra, a Europa avalia bloquear as compras de carvão da Rússia, medida que será votada nesta quarta-feira, segundo o New York Times

Para financiar os gastos com a guerra, a Ucrânia lançou um site para vender – via OpenSea – cerca de 300 tokens não fungíveis que recebeu em doações, conforme a Bloomberg. Os NFTs incluem um CryptoPunk doado que deve arrecadar cerca de US$ 200 mil, de acordo com Alex Bornyakov, vice-ministro de Transformação Digital da Ucrânia. 

Com o cenário ainda tenso, as altcoins operam no vermelho nesta quarta-feira (6) como Binance Coin (-3,1%), Solana (-6%), XRP (-1,9%), Terra (-1,3%), Cardano (-5,2%), Avalanche (-6,3%), Polkadot (-6,4%) e Shiba Inu (-2,6%), segundo dados do CoinGecko.  

Publicidade

Dogecoin consegue se descolar e sobe 6% nas últimas 24 horas, ainda na esteira da compra de uma fatia de 9,2% no Twitter por Elon Musk. O fundador da montadora Tesla agora faz parte do conselho da plataforma e prometeu mudanças. 

Apesar da queda da maioria das criptomoedas na manhã desta quarta-feira, especialistas ainda apontam o interesse de investidores institucionais e de grandes compradores de Bitcoin como um fator positivo, como destacado no relatório da Glassnode esta semana. E não é apenas a maior criptomoeda que pode se beneficiar desse movimento. 

Para a equipe de pesquisa do Mercado Bitcoin, a blockchain Ethereum, como “a principal rede de contratos inteligentes”, deve concentrar a maior parte da inovação do mercado pelo menos até 2025, mostra análise publicada pelo E-Investidor. Devido a essa expansão, posições em ETH podem ajudar o investidor a manter a consistência da carteira no longo prazo, dizem os analistas. 

Outros destaques

Compras da MicroStrategy: A empresa de software de análise anunciou na terça-feira (5) a compra de 4.167 bitcoins entre 15 de fevereiro e 4 de abril deste ano, elevando a carteira para cerca de US$ 6 bilhões, ou 129.218 BTCs em ‘hodl’ — ativos mantidos no longo prazo. De acordo com documento enviado à SEC, o novo investimento custou US$ 190,5 milhões a um preço médio de US$ 45.700 por BTC. 

Publicidade

E o CEO da MicroStrategy, Michael Saylor, é um dos nomes confirmados para a Bitcoin 2022, conferência que começa nesta quarta-feira (6) em Miami. O evento também contará com a presença do presidente de El Salvador, Nayib Bukele, da gestora estrela Cathie Wood e da tenista Serena Williams. 

Miami quer se tornar o centro da Web3, mas tem um longo caminho a percorrer apesar do apoio do prefeito pró-cripto, Francis Suárez, segundo reportagem da Bloomberg. Desde 2019, startups cripto de Miami atraíram apenas US$ 838 milhões em investimentos de capitalistas de risco, comparados com US$ 12,7 bilhões para empresas da Baía de São Francisco e US$ 7 bilhões de Nova York, segundo dados da PitchBook. 

A Lightning Labs, especializada em soluções para pagamentos com Bitcoin, anunciou na terça-feira (5) que recebeu aporte de US$ 70 milhões em uma rodada de investimentos de Série B. A empresa também lançou o Taro, um protocolo para a expansão global do sistema de pagamentos da Lightning Network, e está de olho na demanda para a integração de stablecoins e bitcoins em uma mesma rede. 

Will Smith não perdeu tempo depois de sair da Academia de Artes e participou da rodada de investimentos que captou US$ 45 milhões para a plataforma Boba Network, o que avalia a empresa em US$ 1,5 bilhão. O ator participou da captação por meio da Dreamers VC. Paris Hilton e Crypto.com também estavam entre os investidores, conforme a Reuters

A exchange FTX US fechou um acordo para comprar uma participação na IEX Group, controladora da bolsa que ficou conhecida no best-seller “Flash Boys”. A parceria visa unir esforços regulatórios e tecnológicos para expandir o acesso a ativos digitais para investidores institucionais e de varejo, segundo a Bloomberg.  

Publicidade

A Clearbook, plataforma de investimento participativo da 2TM, que controla o Mercado Bitcoin, anunciou oferta de R$ 800 mil para investimento na goLiza, startup de soluções de back office para gestores, noticiou o Valor. 

O Goldman Sachs planeja oferecer opções de Ethereum em mercado de balcão diante do crescente interesse de clientes na segunda maior moeda digital, conforme a Bloomberg. No mês passado, o Goldman negociou as primeiras opções de Bitcoin nessa modalidade. 

Regulação, Segurança e CBDCs 

Euro digital: Uma moeda digital de banco central (CBDC, na sigla em inglês) da União Europeia seria submetida a controles contra a lavagem de dinheiro, mas não necessariamente tão rigorosas quanto as atualmente planejadas para criptomoedas privadas como o Bitcoin, disse Mairead McGuinness, comissária para Serviços Financeiros na Comissão Europeia, em entrevista ao CoinDesk na terça-feira. 

Darknet fechada: Investigadores alemães fecharam na terça-feira (5) um mercado da darknet em idioma russo que teria como foco o tráfico de drogas. Segundo a Associated Press, foram apreendidos cerca de US$ 25 milhões em bitcoins. A plataforma “Hydra Market” foi descrita como o maior mercado ilegal de darknet do mundo.  

Martin Grant, que trabalhava na área de regulação do Federal Reserve de Nova York, deixou o banco central americano após quase 32 anos para assumir o posto de chefe global de assuntos regulatórios e integridade na JST Capital, empresa de serviços financeiros focada em ativos digitais, segundo comunicado

Na quinta-feira (7), o mercado cripto ficará atento ao discurso da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, em palestra na American University em Washington, DC, às 10h30 no horário de Nova York. Será o primeiro discurso oficial de Yellen com foco em ativos digitais e economia americana, conforme o CoinDesk

Publicidade

Prisão revogada: O Superior Tribunal de Justiça revogou a prisão domiciliar de Tunay Pereira Lima, acusado de ser um dos sócios da GAS Consultoria, empresa de investimentos em criptomoedas liderada por Glaidson Acácio dos Santos, o ‘Faraó do Bitcoin’. Tunay foi preso na noite de segunda-feira (4) pela Polícia Federal após decisão do ministro Jesuíno Rissato em desfavor de um habeas corpus. 

Metaverso, Games e NFTs 

Em baixa: Para analistas da Mizuho Securities, o menor interesse por NFTs – sinalizado pelas buscas na Internet de acordo com o Google Trends – poderia afetar os planos da exchange Coinbase nesse mercado, que exige investimento elevado, mostra análise publicada pelo Barron’s

Outro que vê esse segmento com ceticismo é Sam Peurifoy, conhecido por sua persona online “Das Kapitalist”, e que faz 28 anos em maio. Ex-Goldman Sachs e agora CEO da Playground Labs, uma empresa que combina videogames e criptomoedas, e no comando da Hivemind Capital Partners, um fundo de venture capital de US$ 1,5 bilhão com foco em cripto, Peurifoy disse à Bloomberg que as pessoas ainda não entendem como a tecnologia dos NFTs funciona e que ainda há dúvidas sobre a definição do que é o metaverso. 

Apesar desses questionamentos, as redes de fast-food americanas Wendy’s e Chipotle Mexican Grill estão testando novas experiências em mundos virtuais para tentar entender melhor o potencial de marketing do metaverso, segundo o Wall Street Journal

E o metaverso pode ser uma realidade presente no cotidiano das pessoas mais rápido no Brasil do que em regiões como Europa e Estados Unidos, disseram executivos da Accenture citando resultados de uma pesquisa feita pela consultoria e publicada pela Folha com a agência Reuters. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
Imagem da matéria: Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Binance irá doar vouchers de tokens BNB para moradores do Rio Grande do Sul, enquanto Bitso, Foxbit, Bybit e OKX irão dobrar os valores doados por seus clientes
Imagem da matéria: Dogecoin está se aproximando de uma "cruz dourada": o que isso significa?

Dogecoin está se aproximando de uma “cruz dourada”: o que isso significa?

Média móvel simples de 50 semanas (SMA) do preço spot da Dogecoin está atualmente em alta e pode passar barreira das 200 semanas
pilhas de moedas douradas à frente da bandeira da Colômbia

Maior banco da Colômbia lança corretora de criptomoedas

A plataforma Wenia visa atrair pelo menos 60.000 clientes em seu primeiro ano de operação