Sam Bankman-Fried
Sam Bankman-Fried, criador da FTX (Shutterstock)

As principais criptomoedas são influenciadas pelo clima de cautela nas negociações do pré-mercado americano nesta sexta-feira (27), após a Intel divulgar um cenário pessimista em meio à forte queda das vendas de computadores pessoais.  

Assim, o Bitcoin (BTC) opera com estabilidade nas últimas 24 horas, cotado a US$ 22.975,23.  Em reais, o BTC sobe 0,2%, negociado a R$ 117.855,62, de acordo com o Índice do Portal do Bitcoin (IPB).  

Publicidade

Já o Ethereum (ETH) recua 1,8%, para US$ 1.580,42, segundo dados do Coingecko.  

A maioria das altcoins opera no vermelho ou com pouca variação, entre elas BNB (-0,1%), XRP (-1,1%), Cardano (+0,4%); Dogecoin (-0,8%), Solana (-2,8%), Polkadot (+0,2%), Shiba Inu (-1,1%) e Avalanche (-0,5%). 

MATIC, o token nativo da blockchain Polygon, vai na contramão e ganha +8,2% nas últimas 24 horas. No ano, a moeda digital acumula alta de quase 50%, na esteira do aumento de transações na rede, que conta com o segundo maior número de usuários ativos diários, de acordo com o CoinDesk.  

O caos provocado pela FTX e o lançamento da rede de teste o pública (testnet) que utiliza a tecnologia de “provas de conhecimento zero” (ZPK) também impulsionaram a volatilidade da Polygon no quarto trimestre, mostram dados na Nansen

No Brasil, a Mynt, plataforma de negociação de criptomoedas do BTG Pactual, disponibiliza nesta sexta suporte para compra e venda de mais quatro tokens: Aave (AAVE), Uniswap (UNI), Lido (LDO) e Curve (CRV), segundo o Valor

Publicidade

Desaceleração do mercado DeFi 

Em meio ao rali das altcoins em janeiro, projetos de finanças descentralizadas (DeFi) – como empréstimos de criptomoedas e DAOs – se deparam com menor interesse de investidores, mostra reportagem da Bloomberg. 

Após o colapso da FTX e do ecossistema Terra, o volume de negociação DeFi caiu em mais da metade; o valor total de tokens bloqueados em protocolos DeFi mostra estabilidade há meses; e os retornos antes elevados estão bem longe das máximas. Investidores, tanto de varejo quanto institucionais, estariam menos dispostos a ignorar os riscos de segurança e a incerteza regulatória, dizem especialistas. 

Classificação de stablecoins 

Diante do maior escrutínio de reguladores e investidores em relação às stablecoins, a Moody’s decidiu criar um sistema de classificação para esses tokens, que devem manter paridade com moedas fiduciárias como o dólar. 

O sistema incluirá uma análise de até 20 stablecoins com base na qualidade dos atestados de reservas que garantem as stablecoins, disse uma pessoa com conhecimento dos planos à Bloomberg. 

Publicidade

O projeto ainda está em estágio inicial e não representará uma classificação de risco oficial, disse outra pessoa a par do plano. Um porta-voz da Moody’s não quis comentar. 

Aliás, a regulação de stablecoins deve ser prioridade na agenda de um novo subcomitê de ativos digitais, tecnologia financeira e inclusão da Câmara de Deputados dos EUA, disse o deputado republicano French Hill em entrevista ao CoinDesk. 

Enquanto alguns parlamentares americanos aumentam o controle sobre os criptoativos, outros querem facilitar a adoção de moedas digitais. O senador Ted Cruz, do Partido Republicano, apresentou uma proposta para que pagamentos com cripto sejam aceitos nas áreas do Capitólio. 

Investigações FTX 

Em um novo capítulo do processo de recuperação judicial da FTX, pelo menos parte da família imediata de Sam Bankman-Fried (SBF), fundador do extinto império, não está cooperando com a investigações, disseram advogados da nova gestão em documentos apresentados na quarta-feira. 

O irmão, a mãe e o pai do fundador da FTX eram seus “conselheiros” e devem ser intimados juntamente com ex-executivos da empresa, enquanto a nova administração da corretora busca descobrir o que aconteceu com os fundos supostamente desviados, diz o documento. A mãe de Bankman-Fried, Barbara Fried, “ignorou completamente as solicitações” de dados, afirmam os advogados. 

Publicidade

Em prisão domiciliar na casa dos pais, SBF contou à Forbes como foi passar uma semana na prisão nas Bahamas, antes de ser extraditado. O banheiro minúsculo era um problema, mas o que incomodou de fato foi ficar sem internet, disse à revista. 

Os consultores da recuperação judicial da corretora FTX finalmente revelaram a lista completa dos credores institucionais da empresa. O documento — organizado em ordem alfabética e com mais de cem páginas — inclui companhias de tecnologia — como Apple, Netflix e WeWork — e vários veículos de mídia, como o jornal Wall Street Journal, além do portal CoinDesk. 

Consultorias de investimento na mira 

E a SEC, a CVM dos EUA, está investigando consultorias de investimento registradas para saber se estão cumprindo as regras para a custódia de criptoativos de clientes, disseram três fontes com conhecimento do inquérito à Reuters. 

A SEC tem questionado esses consultores sobre o assunto há vários meses, mas a investigação ganhou ritmo após a implosão da FTX, disseram as fontes.  

Outros destaques das criptomoedas 

O Departamento de Justiça dos EUA anunciou na quinta-feira (26) os resultados de uma operação com o FBI que desmantelou atividades do grupo de ransomware Hive, que a agência diz ter como alvo hospitais, escolas e bancos em mais de 80 países. A operação evitou o pagamento de mais de US$ 130 milhões em recompensas aos hackers. 

A Amazon prepara sua estreia no campo de ativos digitais, disseram quatro fontes familiarizadas ao assunto ao portal Blockworks. Um projeto com tokens não fungíveis (NFTs) é esperado no segundo trimestre. Uma possibilidade seria que clientes da Amazon joguem games cripto e ganhem NFTs grátis no processo. 

Publicidade

No Brasil, o Ministério Público do Rio de Janeiro abriu um inquérito envolvendo a corretora de criptomoedas Binance para apurar supostas perdas de consumidores por bloqueio de contas. O procedimento foi instaurado no dia 19 de janeiro e é conduzido pelo promotor Julio Machado Teixeira Costa. 

A 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Consumidor e do Contribuinte da Capital acrescentou ao inquérito uma série de prints com queixas de clientes da exchange no site Reclame Aqui. As reclamações tratam em sua grande maioria de bloqueio de saldo. 

Avraham Eisenberg, o confesso hacker e manipulador da plataforma DeFi Mango Markets, baseada na rede Solana, está sendo processado pela dona do protocolo, a Mango Labs, pelos US$ 47 milhões ainda em mãos de Eisenberg. Enquanto isso, a Mango Markets prepara a retomada das negociações, mesmo com o maior escrutínio da SEC por considerar o token MNGO como valor mobiliário. 

Deribit, maior bolsa de opções de Bitcoin e Ethereum do mundo, planeja se mudar para Dubai já no terceiro trimestre se as autoridades do emirado fornecerem mais clareza sobre o marco regulatório. A plataforma de negociação, com sede no Panamá desde 2020, se prepara para abrir um escritório em Dubai com cerca de 10 pessoas, de acordo com a Bloomberg

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

Patrocínios da Crypto.com podem atrair a SEC, mas risco vale a pena

No Parque Hyatt, no centro de Paris, o presidente da Crypto.com, Eric Anziani, falou com o Decrypt sobre regulamentação e a expansão de sua exchange
o que é mineração de bitcoin

Nunca tantas pessoas pesquisaram sobre halving no Google quanto agora

Não só o halving, mas termos técnicos relacionados ao Bitcoin estão entrando na consciência pública mais do que nunca
Moeda de Tether (USDT) sob superfície lisa

Tether anuncia reorganização para ir além de sua stablecoin e cria quatro divisões

Mudança em sua estrutura visa ampliar o fornecimento de soluções de infraestrutura focadas na inclusão
Imagem da matéria: Coleção de NFTs Bored Ape atinge o preço mais baixo desde 2021

Coleção de NFTs Bored Ape atinge o preço mais baixo desde 2021

O preço mínimo dos NFTs Bored Ape caiu para 10,9 Ether (cerca de US$ 34.000) um valor 90% abaixo do que valia em abril de 2022