Imagem da matéria: Manhã Cripto: Ethereum sobe acima de US$ 3 mil; Hack à conta da MicroStrategy no X gera prejuízo de R$ 2 milhões
Foto: Shutterstock

As duas maiores criptomoedas caminham em direções opostas nesta segunda-feira (26), enquanto investidores de renda variável fazem uma pausa em uma semana repleta de dados importantes, como o índice de inflação mais acompanhado pelo banco central dos EUA.

Bitcoin recua 1% em 24 horas, para US$ 51.192,19, segundo dados do Coingecko.   

Publicidade

Em reais, o BTC cai 0,9%, negociado a R$ 256.994,56, de acordo com o Índice do Preço do Bitcoin (IPB). 

Ethereum (ETH) sobe 1%, cotado a US$ 3.061,95. 

As principais altcoins operam entre perdas e ganhos, entre elas BNB (+1,9%), XRP (-1,9%), Solana (-0,5%), Cardano (-2%), Dogecoin (-1,8%), TRON (+0,3%), Chainlink (-1,3%), Avalanche (-0,3%), Polkadot (-0,7%), Polygon (+0,7%) e Shiba Inu (-1,2%).

Bitcoin hoje

O Bitcoin tem se descolado do Ethereum nas últimas semanas, com traders apostando na valorização da segunda maior criptomoeda à espera da próxima atualização da blockchain, a Dencun.

Em sete dias, o BTC acumula queda de 2,2%, enquanto o ETH mostra alta de 5%, segundo dados do CoinGecko.

Analistas também destacam a expectativa para o lançamento de fundos de índice (ETFs) de Ethereum à vista, que ainda aguaram o sinal verde da SEC, a CVM dos EUA.

Publicidade

Nesse contexto, alguns traders projetam uma correção na cotação do Bitcoin a curto prazo.

“O preço BTC caiu abaixo de US$ 51 mil, o que está próximo do piso da faixa de consolidação dos últimos oito dias”, disse ao CoinDesk Alex Kuptsikevich, analista de mercado sênior da FxPro. “Sem uma recuperação a partir daqui, poderemos ver o início de uma correção mais profunda, potencialmente para US$ 47 mil a 49 mil.”

“Os ‘bulls’ do Bitcoin estão fazendo uma pausa para respirar após impressionantes quatro semanas de ganhos. Depois de um rali tão forte, é de se esperar uma onda de realização de lucros”, disse à Bloomberg Fiona Cincotta, analista sênior de mercados financeiros da City Index, acrescentando que o próximo “halving” do Bitcoin em abril tende a reverter esse quadro.

O cenário pode não ser tão positivo para mineradores. Uma das maiores plataformas de mineração de Bitcoin, a Riot Platforms, alertou acionistas de que não há certeza de que o corte da oferta de novos BTCs pela metade terá um impacto positivo na rentabilidade.

“Embora os preços do Bitcoin tenham historicamente subido em torno desses eventos de halving, não há garantia de que a mudança de preço será favorável ou compensaria a redução nas recompensas de mineração”, disse a Riot em seu relatório anual de 2023.

Publicidade

MicroStrategy sofre hack no X

A conta da MicroStrategy no X foi alvo de hackers na madrugada desta segunda-feira (26), com a publicação de mensagens de phishing, informou o The Block. ZachXBT, especialista em investigação de dados em blockchain, disse em post no X que pelo menos US$ 440 mil podem ter sido roubados.

As mensagens de phishing, já deletadas, anunciavam uma distribuição do “token MSTR” vinculadas a um site sob o domínio “microstralegy”. A MicroStrategy, empresa de software de inteligência que é a maior investidora corporativa de Bitcoin, ainda não comentou o incidente.

Negociação de ETFs nos EUA

O volume de negociação acumulado de ETFs de Bitcoin à vista nos EUA atingiu mais de US$ 50 bilhões na última quinta-feira (22), seis semanas depois do sinal verde dos reguladores.

No início do mês, os volumes de ETFs de BTC somavam US$ 28,3 bilhões. Na terça-feira (20), as negociações totalizaram um recorde de US$ 2,5 bilhões, segundo cálculos do The Block.

Apesar do crescente interesse, empresas de investimento mostram cautela ao incluir esses ETFs nas carteiras.

O Carson Group, uma consultoria de investimentos com sede em Omaha, Nebraska, com US$ 30 bilhões em sua plataforma, aprovou apenas quatro dos 10 novos ETFs de Bitcoin à vista, conforme a Bloomberg.

Publicidade

Essa lista inclui o iShares Bitcoin Trust (IBIT) de US$ 6,6 bilhões da BlackRock e o Fidelity Wise Origin Bitcoin Fund (FBTC), de US$ 4,8 bilhões – os dois produtos com os maiores fluxos de investidores até agora – bem como ofertas menores da Bitwise e da Franklin Templeton.

Outros destaques das criptomoedas

O projeto RiskOnBlast, uma suposta exchange e plataforma de apostas baseada no ecossistema Blast, aplicou o chamado golpe “rug pull” (puxada de tapete) ao desaparecer com 420 ETH captados com mais de 750 indivíduos, o equivalente a US$ 1,3 milhão. Segundo o CoinDesk, a equipe anônima do RiskOnBlast enviou quase US$ 500 mil para o serviço de swap ChangeNow, US$ 360 mil para a exchange MEXC e US$ 187mil para a Bybit após levantar mais de US$ 1 milhão com investidores de varejo na semana passada.

Um tipo de golpe menos conhecido, o chamado “cryptojacking” — a prática de sequestrar o computador de outra pessoa para minerar criptomoedas ilegalmente — está em alta, de acordo com dados da empresa de segurança cibernética SonicWall compartilhados pelo Financial Times. O número global de ataques de cryptojacking disparou 659% no ano passado, para mais de 1 bilhão, em comparação com 139 milhões em 2022.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin se segura em US$ 66 mil após halving; Credores da FTX buscam acordo com  SBF

Manhã Cripto: Bitcoin se segura em US$ 66 mil após halving; Credores da FTX buscam acordo com SBF

Com a conclusão do quarto halving do Bitcoin, investidores lançam apostas sobre o rumo dos preços nos próximos meses
Imagem da matéria: Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

Transfero se une à Fuse Capital e lança joint venture para modernizar mercado financeiro com blockchain

BRX Finance busca aproveitar as potencialidades da blockchain para criar uma infraestrutura financeira mais eficiente, acessível e transparente para todos os brasileiros
Imagem da matéria: Fazer staking de Bitcoin agora é possível com a Core Chain

Fazer staking de Bitcoin agora é possível com a Core Chain

Você não precisa mais embrulhar seu Bitcoin para fazer staking. A Core Chain agora oferece staking de BTC sem custódia