Imagem da matéria: Maior bloco de Bitcoin da história foi minerado nesta semana; entenda
Foto: Shutterstock

O maior bloco de Bitcoin (BTC) da história em tamanho de bytes foi minerado no último dia 2 de março. E o responsável por isso foi o Ordinals, uma espécie de NFT da rede bitcoin.

O bloco foi extraído pela empresa de mineração Marathon Digital’s Slipstream, um serviço de envio direto de transações em Bitcoin possibilitado pelo pool de mineração proprietário da empresa, MARA, e pelo OrdinalsBot, um serviço que simplifica o processo de inscrição de Ordinals.

Publicidade

O bloco em questão mediu 3.990,36 kilobytes (ou 3,9 MB) e foi extraído contendo uma inscrição em Runestone, um projeto Bitcoin Ordinals liderado pelo pseudônimo colecionador de Ordinals LeonidasNFT. Para se ter uma ideia, um bloco do Bitcoin costuma ter cerca de 1 MB.

Bitcoin Ordinals são semelhantes aos tokens não fungíveis (NFTs) baseados em Ethereum e permitem que dados, incluindo JPEGs e texto, sejam inscritos na blockchain Bitcoin.

LeonidasNFT explicou que o projeto de 3,97 MB para a inscrição 63.140.674 usou dois blocos na rede Bitcoin para criar as inscrições Ordinals. “Runestone é o maior airdrop de Ordinals de todos os tempos e extraiu as duas maiores inscrições de todos os tempos nas duas maiores transações de todos os tempos nos dois maiores blocos da história do Bitcoin”, disse ele.

O projeto Runestones provavelmente foi criado em antecipação ao Runes, um protocolo central criado pela Rodarmor que ainda será lançado. As Runestones devem ter um airdrop para usuários que possuem pelo menos três inscrições em suas carteiras, excluindo tipos de arquivo que começam com “text/plain” ou “application/json”.

Publicidade

Espera-se que cerca de 112.000 Runestones sejam lançadas em carteiras qualificadas e atualmente essas inscrições são negociadas na bolsa de balcão WhalesMarket entre uma faixa de preço de US$ 839 e US$ 4.300.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Investidores de Solana perdem R$ 2,3 milhões após bot de Telegram ser invadido

Investidores de Solana perdem R$ 2,3 milhões após bot de Telegram ser invadido

O Solareum está encerrando suas atividades depois de sofrer uma aparente invasão que drenou carteiras de 300 usuários
Imagem da matéria: Memecoin assume ser golpe e mesmo assim recebe R$ 146 mil de investidores

Memecoin assume ser golpe e mesmo assim recebe R$ 146 mil de investidores

Criadores da memecoin THEPLAN alertaram: “Não compre esta moeda, pois ela irá para zero”
jogadores de costas tocam os punhos

Filipinos voltam a lotar lan houses para ganhar criptomoedas em jogos; é o retorno do play-to-earn?

Jogar Heroes of Mavia, Nifty Island e PIXEL em horário integral nas Filipinas pode render cerca de duas vezes o salário mínimo do país
Imagem no escuro sugere hacker confuso

Ataques hacker no mercado cripto caíram pela metade em março, aponta relatório

Levantamento diz que queda na exploração de protocolos DeFi vem ocorrendo mês a mês