Imagem da matéria: Justiça Determina Bloqueio de R$ 300 milhões da Minerworld, BitOfertas e BitPago

A pedido do Ministério Público do Mato Grosso do Sul (MP-MS), a Justiça de Campo Grande determinou na terça-feira (08) o bloqueio de R$ 300 milhões de 11 pessoas suspeitas de envolvimento num esquema de pirâmide financeira operado pela suposta empresa de mineração de bitcoin, Minerworld.

De acordo com o Correio do Estado, a suspeita do MP é que as 11 pessoas atuavam como ‘laranjas’, abrindo contas em bancos, adquirindo imóveis e veículos, promovendo eventos e recrutando pessoas para a rede. Desta forma a Justiça entende que esses indivíduos tenham significativamente contribuído para um esquema fraudulento no Brasil e Paraguai.

Publicidade

As investigações começaram através da denúncia da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que verificou o público lesado e pediu providências. Uma ação civil pública proposta pela 43ª Promotoria de Justiça do Consumidor foi ajuizada.

Johnnes Carvalho e Cícero Saad foram os primeiros investigados por suposta formação fraudulenta de pirâmide financeira através de promessas de lucros de até 100% oriundos da mineração de Bitcoin.

Operação Lucro Fácil

Deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em 17 de abril, a Operação Lucro Fácil cumpriu mandado de busca e apreensão nas sedes das empresas Minerworld, BitOfertas e Bitpago, além das residências dos sócios Cícero Saad e Johnnes Carvalho.

Segundo a publicação no dia 03 de maio do jornal campo-grandense, a Superintendência Regional da Polícia Federal em Campo Grande terá acesso às provas colhidas contra a Minerworld.

Publicidade

A empresa é acusada de dar calotes desde o final do ano passado e alegou ter sido roubada por hackers a quantia de 851 bitcoins no dia 29 de outubro de 2017 em suposta invasão à exchange Poloniex, na qual depositava os bitcoins.

A corretora americana não se manifestou sobre o suposto roubo avaliado em US$ 16 milhões (em bitcoins) e a Minerworld apresentou como prova apenas um relatório feito por um professor da Universidade de São Paulo (USP) Marcos A. Simplicio Jr. ano qual ele aponta serem verdadeiras as alegações da empresa investigada.

Cobertura Bitconf VI

Para ficar por dentro de tudo que aconteceu na Bitconf VI São Paulo 2018, o Portal do Bitcoin criou uma página especial com matérias, fotos e vídeos. Acesse: https://portaldobitcoin.uol.com.br/cobertura-bitconf-vi/

 

BitcoinTrade

Comprar e vender Bitcoin e Etherium ficou muito mais fácil. A BitcoinTrade é a plataforma mais segura e rápida do Brasil. Além disso, é a única com a certificação de segurança PCI Compliance. Acesse agora ou baixe nosso aplicativo para iOs ou Android: https://www.bitcointrade.com.br/

 

VOCÊ PODE GOSTAR
Homem aponta controle para TV que emerge imagens em 3D

‘TV 3.0’ que chegará ao Brasil em 2025 vai precisar de internet ou conversor? Entenda

Novo sistema de transmissão para TVs promete enviar som e imagem com qualidades maiores, além de maior interatividade com o espectador
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã
Rafael Rodrigo , dono da, One Club, dando palestra

Clientes acusam empresa que operava opções binárias na Quotex de dar calote milionário; dono nega

Processos judiciais tentam bloquear R$ 700 mil ligados à One Club, empresa de Rafael Rodrigo
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat