Imagem da matéria: Índia vai banir bitcoin, diz funcionário do Ministério da Economia
(Foto: Shutterstock)

O projeto de lei da Índia para proibir totalmente as transações de criptomoedas provavelmente será aprovado, de acordo com um alto funcionário do Ministério das Finanças em entrevista à Bloomberg sob condição de anonimato.

O responsável disse que, quando a lei for aprovada, os criptomoedas e as empresas terão um período de transição de três a seis meses para encerrar a sua atividade.

Publicidade

O ministro das finanças júnior do país, Anurag Thakur, disse que deveria haver mais regulamentação do Bitcoin e de outras criptomoedas na região.

A proposta legislativa, a Criptomoeda e Regulamentação da Lei Oficial da Moeda Digital de 2021, ainda não foi divulgada formalmente. Mas parece que vai proibir todas as “criptomoedas privadas” na Índia, permitindo apenas que uma moeda digital nacional seja usada, se a Índia criar uma (algo em que está trabalhando).

Há uma ressalva. De acordo com um relatório separado da Bloomberg, o projeto pode fornecer algumas exceções. Serão “para promover a tecnologia subjacente da criptomoeda e seus usos”. Mas isso parece estar referenciando a tecnologia de blockchain em oposição às próprias criptomoedas.

Atrito da Índia com Bitcoin

A Índia teve um relacionamento complicado com Bitcoin e empresas de criptomoedas no passado. Em abril de 2018, o banco central indiano proibiu efetivamente os bancos de trabalhar com empresas de criptomoedas. Isso tornou excepcionalmente difícil para as empresas continuarem operando na região, com muitas bolsas fechando.

Publicidade

Isso foi revertido em meados do ano passado, quando a suprema corte revogou a proibição – depois que muitas empresas locais brigaram. Mas, embora tenha esclarecido que essa proibição não existe – era apenas uma circular divulgada pelo banco central – os bancos continuaram relutantes em negociar com empresas cripto.

Na época, o co-fundador da Unocoin, BV Harish, disse ao Economic Times: “Os banqueiros têm dito que precisam de novas diretrizes mencionando que não há mais restrições para que forneçam contas bancárias para empresas de criptomoedas.”

VOCÊ PODE GOSTAR
Pessoa olha para scanner da Worldcoin

Hong Kong bane Worldcoin por coleta de dados “desnecessária e excessiva”

A Worldcoin chegou a escanear o rosto e a íris de 8.302 indivíduos durante sua operação em Hong Kong, segundo autoridades
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Imagem da matéria: Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

Descentralização é o futuro, mas vem com custos mais altos, afirma especialista

O executivo Leo Kahn destacou no Ethereum Rio 2024 que apesar dos custos, indústria cripto deve incentivar ao máximo a descentralização
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins