Imagem da matéria: Indeal: Como vítimas podem tentar recuperar dinheiro após condenação de sócios da pirâmide
Foto: Shutterstock

No início desta semana, cinco sócios da Indeal, uma pirâmide financeira que usava supostos investimentos no mercado de criptomoedas para enganar suas vítimas, foram condenados a 19 anos de prisão, além de multa.

Com a empresa falida desde a Operação Egypto, deflagrada em 2019, milhares de pessoas afetadas pelo esquema agora se questionam se será possível reaver os valores que foram perdidos. Segundo a Medeiros Administração Judicial, que atua como administradora judicial da massa falida, quem tem o interesse em recuperar o dinheiro precisa se habilitar para isso.

Publicidade

De acordo com a advogada e sócia do escritório, Nathália Costa, não existe uma confirmação de quantas pessoas têm o direito de receber os valores, sendo que até o momento são pouco mais de 10 mil pedidos de habilitação para ressarcimento.

Ela explica que não há um prazo para o recebimento dos valores porque o patrimônio ficou em nome dos sócios, e não da empresa, o que evita que o montante seja contabilizado antes da definição dos credores.

Como fazer o pedido de habilitação

O credor interessado em se habilitar deverá acessar o site www.falenciaindeal.com.br e clicar na aba “Habilitações e Divergências”.

Em seguida é preciso preencher o formulário e enviar os seguintes documentos: contrato firmado com a Indeal, comprovantes bancários de depósito de valores, relatório de aportes e movimentação financeira e cálculo do valor do aporte, atualizado até 14/12/2022 pelo IPCA incidente a partir de cada aporte (caso não haja outra previsão em contrato ou título), descontados os rendimentos e eventuais valores recebidos da empresa.

Nathália reforça que além dos dados pessoais é preciso informar o valor aportado e movimentações e os outros documentos, caso contrário a pessoa não poderá receber o dinheiro.

Publicidade

“Muitas pessoas se habilitam, porém, só mandam o contrato, sem o restante da comprovação e, para ser habilitado, é preciso ter os comprovantes. Pode ser que desses 10,5 mil, muito menos tenham esses documentos completos”, explica.

Feito isso, o cliente deverá esperar o processo andar, podendo acompanhar pelo próprio site como está o pagamento. A Medeiros Administração Judicial criou um número de WhatsApp em que clientes podem tirar dúvidas: (51) 99871-1170.

Quanto cada um irá receber?

Segundo a advogada, ainda não há como confirmar ou garantir qualquer quantia específica que será devolvida. A fase atual do processo está avaliando os pedidos de habilitação, e em seguida será informado à Justiça a lista de credores e quanto a Indeal deve no total.

Na próxima fase, ocorre a realização do ativo, que consiste na avaliação do patrimônio dos sócios para, após, levá-los a leilão. Assim que for formado o ativo, será verificado se ele é maior que o passivo.

Publicidade

Caso seja positivo, todos os credores serão pagos integralmente, mas se o ativo for menor que o passivo, o valor devolvido será um percentual proporcional ao valor do crédito habilitado, seguindo regras em lei para definir a preferência.

You May Also Like
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETF de Bitcoin da BlackRock estreou hoje na B3; veja como investir

BDR do ETF de Bitcoin à vista da BlackRock lançado nos EUA já está disponível para investidores de todos os tipos no Brasil
Agentes da Polícia Federal emoperação contra russos radicados noBrasil

PF faz operação contra russos radicados no Brasil que lavaram dinheiro com criptomoedas

A operações que ocorrem nesta terça-feira (27) nos estados de Santa Catarina, Goiás e Ceará também têm brasileiros como alvos
Imagem da matéria: Executivo compara Drex com Bitcoin: “Vai mudar a estrutura financeira do país”

Executivo compara Drex com Bitcoin: “Vai mudar a estrutura financeira do país”

Para Gabriel Queiroz, da Elo, o Drex pode levar a um arrependimento em quem não participar agora, assim como em quem não comprou Bitcoin no passado
Moeda de bitcoin e etehreum à frente de tela com logo da Coinbase

Crash da Coinbase pode indicar outro bull run do Bitcoin; entenda por quê

Brian Armstrong, CEO da Coinbase, explicou que a corretora passou por problemas devido ao aumento inesperado de tráfego