Imagem da matéria: Governo brasileiro pode liberar R$ 43 milhões para projetos Blockchain e IoT
Imagem: Shutterstock

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), por meio do Conselho Gestor do Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (FUNTTEL), aprovou um investimento de até R$ 43 milhões projetos de blockchain e IoT.

De acordo com a publicação no Diário Oficial da União na terça-feira (09), o recurso faz parte do Plano de Aplicação de Recursos (PAR) de 2019 a 2021 da Fundação CPqD (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento).

Publicidade

Com sede em Campinas (SP), o CPqD é um dos maiores centros de pesquisa e desenvolvimento em telecomunicações e TI da América Latina.

A instituição possui projetos em fases de desenvolvimento na área e Blockchain e Internet das Coisas (IoT), como, por exemplo, o ‘BlockIoT’, uma solução de identidade digital de pessoas e coisas, iniciado com o apoio do FUNTTEL .

Blockchain e DLT

Um dos objetivos do projeto IoT-Blockchain Fase 2 é o desenvolvimento de componentes para uma ou mais plataformas computacionais de código aberto para implementar aplicações seguras baseadas em distributed ledger technology (DLT).

Contudo, “o foco é a prestação de serviços digitais em IoT”, disse a assessoria de imprensa do CPqD ao Portal do Bitcoin.

Publicidade

Já o projeto ‘Plataforma IoT’ visa desenvolver e demonstrar tecnologias destinadas a aplicações do tipo Cidades Inteligentes, com foco em Segurança Pública, Mobilidade Urbana e Saúde Pública.

Sobre o projeto Teranet, o objetivo é o desenvolvimento de inovações no Processamento de sinais para implementação em circuitos integrados, dispositivos em fotônica integrada, transceptores ópticos, transmissão óptica e interconexão de data centers.

Liberação depende do orçamento

Contudo, a liberação dos valores previstos no artigo está condicionada à aprovação das Leis Orçamentárias Anuais dos exercícios correspondentes, diz o documento assinado pelo presidente do Conselho Gestor, Vitor Elisio Góes de Oliveira Menezes.

Sobre o Teranet (Fase 2) e o IoT-Blockchain (Fase 2), o ofício diz que antes da contratação dos projetos pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que deve observar todas as orientações previstas na Resolução, deve-se aguardar a aprovação pelo Conselho Gestor do Funttel.

De acordo com o ofício, liberados os recursos, eles devem ser aplicados nos projetos da seguinte forma:

Plataforma IoT — R$ 10.000.000,00, R$ 7.700.000,00 e 3.483.906,00, respectivamente para os anos 2019, 2020 e 2021;

Teranet (Fase 2) — R$ 3.500.000,00, R$ 5.526.000,00 e R$ 4.800.000,00 (2019, 2020 e 2021, respectivamente);

IoT-Blockchain (Fase 2) — R$ 3.000.000,00, R$ 2.301.503,00 e R$ 472.211,00, também para os próximos três anos.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Ronaldinho Gaúcho em vídeo promovendo Olymp Trade

CVM aplica multa de R$ 680 mil em corretora promovida por Ronaldinho Gaúcho

Promovida pelo ex-craque da Seleção, Ronaldinho Gaúcho, a Olymp Trade prometia retornos de até 92%
mão segura celular com logo do whatsapp

WhatsApp pirata pode estar minerando criptomoedas no seu celular sem você saber

Conhecidos como WhatsApp GB, Aero e Plus, as cópias não autorizadas do app oficial da Meta podem abrir portas para vazamento de mensagens, fotos e áudios, dizem especialistas
Mão segurando celular com logo da Toncoin e no fundo ícones do Telegram

Rede TON do Telegram vai se conectar ao Ethereum via blockchain de segunda camada

Em meio ao boom dos jogos do Telegram, The Open Network está pronta para lançar uma camada 2 compatível com Ethereum em colaboração com a Polygon
Imagem da matéria: "Jogo do Tigrinho" deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

“Jogo do Tigrinho” deve ser liberado pelo governo do Brasil; veja regras

A liberação do “Jogo do Tigrinho” deve ser feita por meio de portaria que será emitida pelo Ministério da Fazenda