Imagem da matéria: Gigante americana lança ETF "puro" de bitcoin no Canadá
Foto: Shutterstock

A Fidelity Investments, empresa de investimentos com sede em Boston e com mais de US$ 4 trilhões de ativos sob gestão, está lançando um fundo de índice (ou ETF, na sigla em inglês) lastreado em bitcoin (BTC).

No entanto, investidores americanos não têm muito o que comemorar, pois o ETF Fidelity Advantage Bitcoin (FBTC) será apresentado na Bolsa de Valores de Toronto em vez dos EUA.

Publicidade

Um ETF é um veículo de investimento negociado em bolsa que rastreia o valor de um ativo implícito – no caso de um ETF de bitcoin, esse ativo é o bitcoin.

ETFs de bitcoin já estão disponíveis a investidores em diversos países do mundo, incluindo Canadá, Brasil e Dubai.

Porém, a Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (ou SEC) sempre rejeitou todas as solicitações por um ETF puramente de bitcoin, que ofereceria exposição direta ao bitcoin.

Em vez disso, a SEC aprovou ETFs ligados a contratos futuros de bitcoin, algo que pode ser considerado como um compromisso temporário entre a reguladora e gestores de ativos, mesmo que estes, durante repetidas vezes, falaram a favor de ETFs puramente de bitcoin.

Fidelity, que está entre as dezenas de outros esperançosos de lançar um ETF puramente de bitcoin nos EUA, afirmou que sua proposta pôde avançar com seu produto canadense pois “nenhuma autoridade regulatória de valores mobiliários expressou uma opinião sobre esses valores mobiliários e seria uma ofensa afirmar o contrário”.

Publicidade

O novo fundo será gerenciado de forma ativa e obterá bitcoin físico diretamente em vez de obter exposição ao bitcoin por meio de um instrumento derivativo.

“Deve ser constrangedor para a SEC que um dos maiores e mais lendários nomes do mundo dos investimentos na América ser forçada a ir para o Norte para atender a seus clientes”, tuitou Eric Balchunas, analista sênior de ETFs da Bloomberg.

As mais recentes iniciativas da Fidelity no mundo cripto

A iniciativa surge dias após a Fidelity ter recebido aprovação regulatória para lançar a Fidelity Clearing Canada (FCC), a primeira solução institucional do país a oferecer serviços de negociação e custódia de criptomoedas.

Este ano, a Fidelity Digital Assets, o braço com foco em cripto da empresa, realizou uma pesquisa com investidores institucionais, concluindo que 70% dos respondentes pretende comprar ou investir em criptoativos no futuro próximo, em que 90% deles planejam fazê-lo até 2026.

Publicidade

Esse também pode ser um dos motivos pelos quais a Fidelity Digital Assets ter divulgado planos de acrescentar mais cem novos funcionários à sua equipe para atender à crescente demanda institucional para criptoativos além do bitcoin.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização de Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Hamster Kombat: aprenda a jogar o mini puzzle para ganhar chaves valiosas

Hamster Kombat: aprenda a jogar o mini puzzle para ganhar chaves valiosas

O novo mini jogo de quebra-cabeça no Hamster Kombat introduz chaves que serão úteis no futuro. Aqui está o guia de como jogar.
Imagem da matéria: Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Fundos de Bitcoin registram 5ª maior captação semanal da história

Mais de US$ 1,4 bilhão foram investidos em fundos de criptomoedas nos últimos sete dias, o triplo da semana anterior
Imagem da matéria: Kamala e cripto? Como os possíveis substitutos de Biden se sentem em relação ao Bitcoin

Kamala e cripto? Como os possíveis substitutos de Biden se sentem em relação ao Bitcoin

Democratas que estão na corrida para assumir a chapa representam uma ampla gama de posições sobre criptomoedas
Celular com logotipo da BInance

Binance lista novos pares para Ethereum, Pepe, BNB e Solana

A corretora também vai incluir os novos pares em seu serviço de robôs de negociação