Imagem da matéria: Solana (SOL) é a nova aposta de fundo de investimento da Grayscale
Foto: Shutterstock

Na terça-feira (20), a Grayscale Investments lançou seu Grayscale Solana Trust, oferecendo exposição passiva à criptomoeda SOL da rede híbrida proof of history (PoH) e proof of stake (PoS) Solana.

O criptoativo nativo está sendo negociado a US$ 210, de acordo com o site CoinGecko. Sua capitalização de mercado caiu um pouco da alta recorde de US$ 77 bilhões, registrada no início de novembro, para US$ 63 bilhões.

Publicidade

Mesmo assim, o preço do token quase duplicou desde o início de setembro e subiu 11.000% desde o início do ano.

O Solana Trust tinha US$ 9,5 milhões de ativos sob gestão quando foi lançado na manhã desta terça-feira.

Michael Sonnenshein, CEO da Grayscale, afirmou que existe um crescente interesse entre os clientes da empresa na expansão de sua exposição a diferentes tipos de criptoativos.

Apenas neste ano, a empresa havia lançado fundos para fornecer exposição aos tokens Basic Attention Token (BAT), Chainlink (LINK), Livepeer (LPT), Decentraland (MANA) e Filecoin (FIL).

O Grayscale Decentraland Trust teve uma “forte receptividade” dos clientes da empresa, afirmou Sonnenshein em entrevista recente ao Decrypt.

“Temos um assento na primeira fila à aceitação e adesão em massa das criptos e descobrimos cada vez mais que investidores estão diversificando sua exposição além de criptoativos, como bitcoin e ether”, disse ele em um comunicado de imprensa.

Publicidade

A rede Solana e sua criptomoeda nativa SOL cresceram significativamente em 2021. O preço passou de US$ 1,84 no início do ano para mais de US$ 200. Na verdade, SOL teve um melhor desempenho que o bitcoin e ether em outubro, subindo 41,9% no mês.

O crescente interesse nas Finanças Descentralizadas (ou DeFi) e nos tokens não fungíveis (ou NFTs), junto com altas taxas de transação na Ethereum, parece ter impulsionado muito volume de negociação à rede Solana.

Anatoly Yakovenko, cofundador do Solana, não deu muitos detalhes sobre novos lançamentos e futuros projetos da rede quando falou com o Decrypt em uma entrevista exclusiva durante a conferência Breakpoint em Portugal.

“Não há um enorme lançamento no ‘roadmap’ [roteiro de desenvolvimento] ou algo do tipo”, afirmou ele durante a entrevista que foi ao ar como parte do evento “Crypto Goes Mainstream”, realizado pelo Decrypt e pelo Yahoo Finance.

Publicidade

“O motivo pelo qual eu, como um engenheiro, odeio roadmaps é porque é muito difícil prever qualquer coisa além de duas semanas”, acrescentou.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização de Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

BNDES planeja lançar em agosto o piloto da Rede Blockchain Brasil

Blockchain deve chegar com casos de uso: diploma digital pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e uma cadeia de custódia de provas
Imagem da matéria: Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

Hacker se arrepende e planeja devolver R$ 365 milhões roubados de investidor de Bitcoin

O autor de um golpe de “envenenamento de endereço” parece estar pensando duas vezes depois de roubar US$ 71 milhões de um grande investidor
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de criptomoedas e forex de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa diária de R$ 1 mil, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Xpoken
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins