Gestora de fundos de criptomoedas Hashdex abre cinco vagas de estágio
Foto: Shuttestock

Após ficar mais de dois meses afastada da gestão de três fundos de criptomoedas, a gestora Titanium Asset recuperou a operação no fim da última semana. Os fundos haviam sido bloqueados após uma operação da Polícia Federal em 28 de novembro.

Apesar da retomada da gestão, a Justiça decidiu manter as aplicações fechadas para resgate, segundo informações do jornal Valor Econômico.

Publicidade

A Vórtx, administradora dos produtos, afirmou em comunicado que os fundos Structure, Cripto Access e Galaxy passarão a ser geridos por Thais Oliveira Almeida, funcionária da Titanium Asset, nomeada “gestora provisória” pelo período inicial de 60 dias.

Ela deverá prestar contas de suas atividades mensalmente ao Poder Judiciário para efeitos de fiscalização. A Vórtx informa que foi comunicada da decisão judicial no dia 6 de fevereiro.

A suspensão dos fundos ocorreu no âmbito da Operação Ouranós, que investiga uma pirâmide financeira suspeita de movimentar R$ 1 bilhão em um esquema de arbitragem de criptomoedas.

Com a operação, a Vórtx, por ordem judicial, proibiu quaisquer resgates e liquidações de valores investidos nos fundos. Além disso, ela se tornou a gestora provisória dos produtos, em substituição à Titanium.

Publicidade

Em nota na época, a Titanium Asset disse que não estava envolvida em nenhum esquema ilegal. “A empresa é a maior interessada em esclarecer todos os pontos e não medirá esforços para colaborar com as autoridades no que for necessário”, disse a gestora.

No âmbito da Operação Ouranós, a Polícia Federal cumpriu 28 mandados de prisão, busca e apreensão contra 72 pessoas e empresas, acusadas de terem movimentado cerca de R$ 1 bilhão em um esquema de arbitragem de criptomoedas.

De acordo a PF, o esquema de pirâmide consistiu, pelo menos desde 2020, em operar uma distribuidora de títulos e valores mobiliários para captar os recursos de cerca de 7 mil investidores de 17 estados brasileiros.

You May Also Like
Imagem da matéria: TON salta 40% após Telegram afirmar que usará blockchain para dividir receita publicitária com usuários

TON salta 40% após Telegram afirmar que usará blockchain para dividir receita publicitária com usuários

TON ganhou força após o criador do Telegram, Pavel Durov, explicar que a partir de março uma parte da receita com publicidade será compartilhada com donos de canais no app
Imagem da matéria: Manhã Cripto: De olho em máxima histórica, Bitcoin (BTC) decola 5% e ultrapassa US$ 65 mil

Manhã Cripto: De olho em máxima histórica, Bitcoin (BTC) decola 5% e ultrapassa US$ 65 mil

Bitcoin acumula alta de 50% neste ano, e a maior parte dos ganhos ocorreu nas últimas semanas, com o aumento dos fluxos para ETFs
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

PL de segregação prevê que empresas cripto individualizem contas de clientes, mas mercado quer outra solução

Grandes empresas do setor cripto defendem que segregação patrimonial seja feita via contabilidade e outros meios em vez de contas individuais
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

ETF de Bitcoin da BlackRock estreou hoje na B3; veja como investir

BDR do ETF de Bitcoin à vista da BlackRock lançado nos EUA já está disponível para investidores de todos os tipos no Brasil