Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam R$ 5,3 milhões na última semana
Foto: Shutterstock

Os fundos de investimento com exposição a criptomoedas tiveram entrada de recursos pela oitava semana seguida, segundo dados publicados pela CoinShares na segunda-feira (20), com uma entrada total de US$ 176 milhões (R$ 858 milhões) na última semana.

De acordo com a CoinShares, a participação total desses fundos no mercado cripto segue aumentando, chegando agora a 11%, bem acima da média histórica de 3,4%, e também acima do nível visto no ciclo de alta de 2020 e 2021.

Publicidade

Com essa sequência de alta, as entradas nos fundos já chega a US$ 1,32 bilhão no acumulado do ano. “No entanto, as entradas permanecem muito atrás de 2021 e 2020, que registaram US$ 10,7 bilhões e US$ 6,6 bilhões, respetivamente”, ressalta a empresa.

Fundos do Brasil voltam a atrair capital

Entre os países de destaque, o Brasil conseguiu ficar no positivo na semana passada, com a entrada de US$ 1,1 milhão (R$ 5,3 milhões) em fundos com exposição a criptoativos. O Canadá registrou o melhor desempenho no período, com entrada de US$ 97,7 milhões, enquanto os Estados Unidos ficaram na ponta oposta, com saída de US$ 19,2 milhões.

Apesar do desempenho positivo, o Brasil está com o pior resultado entre os países analisados no acumulado do mês, registrando a saída de US$ 3,4 milhões (R$ 16,59 milhões) até o momento. No ano, o fluxo de saída dos fundos no país é de US$ 49 milhões (R$ 239 milhões) até o momento, ficando apenas na frente da Suécia, que teve saída de US$ 94 milhões.

Fluxo de recursos para fundos de criptomoedas dividido por país (Fonte: Bloomberg e Coinshares)

Bitcoin segue dominando

Entre os ativos, o Bitcoin (BTC) continuou a dominar o mercado, registrando entradas de US$ 154,7 milhões no mundo, com as últimas oito semanas de entradas representando 3,4% do total de ativos sob gestão (AUM).

Publicidade

Já os fundos que operam short em bitcoin (apostando na queda do ativo) registraram saídas de US$ 8,5 milhões na semana passada. “Acreditamos que este sentimento positivo contínuo está relacionado à aprovação iminente de um ETF de Bitcoin à vista nos EUA”, avalia a Coinshares.

No cenário das altcoins, fundos baseados em diversas delas tiveram boas quantidades de entrada, caso de Solana (SOL), Ethereum (ETH) e Avalanche (AVAX), que registraram US$ 13,6 milhões, US$ 3,3 milhões e US$ 1,8 milhões, respectivamente. Por outro lado, Uniswap (UNI) e Polygon (MATIC) registraram saídas, ainda que baixas, de US$ 550 mil e US$ 860 mil, respectivamente.

Fluxo de recursos para fundos cripto separado por criptomoeda (Fonte: CoinShares)
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Entenda o que causou o apagão cibernético ao redor do mundo

Entenda o que causou o apagão cibernético ao redor do mundo

Problema em software da CrowdStrike afetou sistemas da Microsoft e derrubou computadores ao redor do mundo
Imagem da matéria: Justiça torna sócios da gestora cripto Titanium réus por crimes financeiros

Justiça torna sócios da gestora cripto Titanium réus por crimes financeiros

Juiz aceitou a denúncia do Ministério Público contra os sócios da Titanium e da Sbaraini, além de mais sete pessoas, por investigações da Operação Ouranós
Imagem da matéria: PixelTap: aprenda a ganhar milhões de tokens no jogo do Telegram da Pixelverse

PixelTap: aprenda a ganhar milhões de tokens no jogo do Telegram da Pixelverse

O jogo PixelTap do Telegram permite que você lute contra robôs para ganhar moedas antes de um airdrop de token — e você pode ganhar muito mais com esse bônus fácil
Imagem da matéria: Homem tatua endereço de memecoin, mas deixa passar erro de digitação

Homem tatua endereço de memecoin, mas deixa passar erro de digitação

Um investidor da memecoin Gigachad decidiu tatuar o endereço do contrato, mas rapidamente percebeu que cometeu um erro