Imagem da matéria: Fundos cripto do Brasil vão na contramão do mercado e encolhem R$ 244 milhões em 2023
Shutterstock

O valor total de dinheiro aplicado em produtos financeiros cripto teve um salto de US$ 293 milhões (R$ 1,4 bilhão) em apenas uma semana, aponta o novo relatório da CoinShares. Com esse desempenho, esse setor já recebeu aporte de US$ 1,1 bilhão (R$ 5,38 bilhões) no período de um ano, o que é o terceiro melhor resultado em 12 meses desde que o estudo começou a ser feito. 

Um ponto que chama a atenção é que o Brasil novamente anda em direção contrária, como ocorreu na primeira semana de outubro. O setor de produtos financeiros de cripto no país viu uma saída de US$ 3,5 milhões (R$ 17,2 milhões) em sete dias — de 1º de janeiro até agora essa queda é de US$ 50 milhões (R$ 244 milhões).

Publicidade

Como mostra o gráfico abaixo, o Brasil é o único país com fundos cripto que enfrenta retiradas de capital nos três períodos observados (semana, mês e ano).

Números mostram que Brasil foi único mercado com perdas na semana (Imagem: CoinShares)

Apesar da diminuição de capital, outubro foi um mês de recuperação para a maioria dos fundos brasileiros de cripto, que chegaram a entregar ganhos superiores a 22% no mês graças à recuperação nos preços das principais criptomoedas do mercado.

Entradas e saídas da semana

Na semana, o fundo cripto que mais recebeu influxo de capital foi o 21 Shares AG, com uma entrada de US$ 44,9 milhões (R$ 219 milhões). De 1º de janeiro até agora, a liderança é do ProShares ETFs/USA, que recebeu US$ 488 milhões (R$ 2,3 bilhões). 

Relatório mostra produtos financeiros cripto que mais receberam aportes (Imagem: CoinShares)

Fundos de Bitcoin ETP (sigla para produto listado em bolsa, no inglês) totalizaram 19,5% das transações de Bitcoin, o que, segundo a CoinShares, mostra “que os investidores de ETP estão participando muito mais dessa alta do que comparado com a de 2020/2021”. 

Publicidade

Sentimento é positivo, apontam dados

Por outro lado, os produtos financeiros que apostam na queda do BTC (“short Bitcoin”, na expressão em inglês) viram uma saída de US$ 7 milhões (R$ 34 milhões) na semana. O relatório aponta que isso pode ser um indicativo de que o sentimento é positivo quanto a continuidade do mercado de alta, já que as análises são de lucro a longo prazo. 

Outro destaque são os investimentos em Ethereum. O relatório aponta que os produtos financeiros ligados à segunda maior criptomoeda receberam um influxo de US$ 49 milhões (R$ 239 milhões), o maior desde agosto de 2022. “As últimas duas semanas marcaram uma verdadeira virada no sentimento”, afirma a CoinShares. 

VOCÊ PODE GOSTAR
Moedas de ethereum à frente de ilustração de cadeado

A SEC vai finalmente aprovar os ETFs de Ethereum? Entenda

Vence no fim desta semana o prazo para a SEC aprovar ou não alguns pedidos de ETFs de Ethereum e a expectativa agora é mais positiva do que nunca
Hacker com capuz sorri no escuro

“Fizemos besteira”: Gala Games confirma hack de de R$ 1,2 bilhão

Um invasor usou um exploit para cunhar e roubar 5 bilhões de tokens da Gala Games (GALA)
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes