Logotipo e nome Ethereum em arte 3D circular co tons de roxo e azul
Foto: Shutterstock

Na semana que vem o Ethereum vai ficar um passo mais perto da sua fusão para a camada de consenso — conhecida como Ethereum 2.0 —, quando a rede de testes Kiln for lançada.

Kiln está prevista para ser a última rede de testes antes da fusão (merge), processo em que o Ethereum abandona o atual mecanismo de consenso de prova de trabalho (PoW) e adota a prova de participação (PoS) na camada de camada de consenso.

Publicidade

A confirmação de que a testnet chega na próxima semana veio através de um tuíte do desenvolvedor do Ethereum Remy Roy que não detalhou a data e horário exato em que a rede será lançada. Ao TrustNodes, Roy disse que a Kiln pode ser a última rede de testes antes da fusão.

Outros programadores que trabalham no projeto como Marius van der Wijden, Danny Ryan e Parit Hosh também confirmaram a chegada da testnet e planejam fazer uma live no momento que ela for ao ar.

O objetivo dessa ação é atrair a atenção de desenvolvedores para ajudar nos testes que servem para eliminar falhas que ainda podem existir na nova versão do Ethereum. 

Kiln é uma rede paralela que simula como será o ecossistema do Ethereum depois da fusão. O objetivo é que os desenvolvedores testem a infraestrutura técnica dessa rede até a exaustão para garantir que não existam problemas quando ela for lançada para o público em geral.

Publicidade

Kiln é a sucessora da Kintsugi, a rede de testes do Ethereum lançada em dezembro de 2021.

Ethereum 2.0 está finalmente chegando?

Uma previsão otimista do desenvolvedor do Ethereum Foundation Tim Beiko é que a fusão possa acontecer em junho deste ano. Pelo menos é isso que foi sinalizado em dezembro do ano passado, quando a “bomba de dificuldade” do Ethereum foi desarmada pela quinta vez desde 2015.

A bomba de dificuldade é um dos mecanismos de preparação para a chegada do Ethereum 2.0 que vai tornar a mineração cada vez mais difícil e forçar os validadores a aderir a nova camada de consenso. Na atualização de dezembro, a bomba foi adiada para junho de 2022 na expectativa de que nessa altura a fusão já tenha sido executada.

 Ao portal TrustNodes, o coordenador do Ethereum 2.0, Danny Ryan, disse que os dois objetivos que devem ser atingidos na testnet que será lançada na semana que vem será “fortalecer o software para se preparar para a produção e garantir que os usuários possam testar suas configurações”.

Caso tudo ocorra bem durante a fase de testes na Kiln, que geralmente dura entre dois e três meses, a fusão pode de fato acontecer dentro do previsto: junho deste de 2022.

Publicidade

Há anos os desenvolvedores de Ethereum trabalham para migrar a rede de um sistema prova de trabalho,  como a do bitcoin que possui mineradores para validar transações, para um sistema de prova de participação no qual pessoas garantam a segurança da rede ao bloquear parte de seu ether no protocolo.

Embora tanto mineradores como stakers recebam recompensas, o sistema PoS do Ethereum vai consumir menos energia ao abandonar a mineração tradicional, ao mesmo tempo que espera tornar a rede mais rápida e barata para usuários que utilizam aplicações de finanças descentralizadas (DeFi), DAOs e tokens não fungíveis (NFTs).

VOCÊ PODE GOSTAR
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat
Mão sugere bater mertelo da justiça- em um fundo escuro o logo Google

Google processa criadores de apps de criptomoedas que enganaram mais de 100 mil usuários

Segundo o Google, os réus contaram várias mentiras para conseguir disponibilizar os aplicativos enganosos no Google Play
Imagem da matéria: Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

Como saber o dia e hora que vai acontecer o halving do Bitcoin?

O halving, que ocorre a cada 210 mil blocos do Bitcoin, está previsto para acontecer em abril, mas o momento exato segue mudando; entenda
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum pode ocorrer segunda em Hong Kong

O esperado aceno regulatório abriria um dos maiores mercados financeiros do mundo para os ETFs de Bitcoin e Ethereum