Imagem da matéria: “Bomba de dificuldade” do Ethereum será desarmada em atualização de dezembro
Foto: Shutterstock

O Ethereum vai passar pela atualização “Arrow Glacier” em dezembro que terá como único objetivo adiar a “bomba de dificuldade” de mineração que seria ativada de forma automática na rede no mês que vem.

A “Bomba de Dificuldade” de Ethereum é um mecanismo de preparação para a chegada do Ethereum 2.0 que vai aumentar o nível de dificuldade dos problemas que mineradores precisam resolver para gerar um novo bloco na rede. 

Publicidade

De forma geral, a bomba de dificuldade aumenta o tempo e poder computacional que um minerador precisa dedicar para gerar um novo bloco no atual consenso de prova de trabalho (PoW), diminuindo as recompensas em ether que esse grupo conseguiria ganhar com a atividade. 

A ideia é que a dificuldade aumente cada vez mais até que seja atingida a chamada “Idade do Gelo”, um período em que se torna tão difícil produzir blocos que a rede acaba “congelada”.

Ao tornar a antiga rede totalmente ineficiente, o projeto pretende forçar os mineradores a aderir a nova cadeia de prova de participação (PoS) que será ativada na rede principal com a chegada do Ethereum 2.0.

De acordo com uma publicação do Ethereum Foundation feita pelo desenvolvedor Tim Beiko, o upgrade “Arrow Glacier” será ativado no bloco 13.773.000, previsto para ser minerado no dia 8 de dezembro.

Publicidade

Neste dia, a EIP-4345 será implementada na rede principal para adiar a bomba de dificuldade para junho de 2022. Todos os operadores de nó devem atualizar seus softwares antes da data final para evitar qualquer problema de consenso.

Ethereum 2.0 mais distante?

Embora a bomba de dificuldade não seja um requisito para a chegada no novo consenso do Ethereum — a fusão pode acontecer antes de junho do ano que vem —, ela é uma peça relevante no processo de transição.

O seu atraso confirma que não vai acontecer ainda neste ano a “fusão”, (ou “merge” no inglês) em que a Beacon Chain se torna a rede principal do Ethereum. A expectativa é que o Ethereum 2.0 chegue de fato no início do ano que vem, mas ainda não há qualquer data confirmada.

 A bomba de dificuldade foi plantada no código do Ethereum em 2015 pelo programador James Hancock como forma de incentivar os desenvolvedores a avançar na implementação do Ethereum 2.0.

Publicidade

A bomba já foi adiada outras quatro vezes: outubro de 2017, fevereiro de 2019, janeiro de 2020 e maio de 2021. 

Na atualização de maio, Tim Beiko já havia dito que aquele poderia ser o último adiamento: “Se a fusão estiver pronta em dezembro, não precisaremos fazer nada a respeito da bomba, porque nos afastaremos totalmente da mineração”. No entanto, a fusão não ficou pronta até o final do ano.

De acordo com a descrição da nova atualização, “a fusão ocorrerá antes de junho de 2022. Se ela não estiver pronta até lá, a bomba de dificuldade pode ser adiada mais uma vez”. No entanto, a expectativa do desenvolvedor é que não ocorra mais atrasos no futuro.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais
Sam Bankman-Fried da FTX falando em vídeo

Criador da FTX vai mudar de presídio nos Estados Unidos

Transferência de presídio pode durar até um mês nos EUA, com o detento sendo levado para várias penitenciárias até chegar ao destino final
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Manhã Cripto: Câmara dos EUA aprova nova lei cripto em dia decisivo para ETFs de Ethereum

Nesta quinta-feira termina o prazo para a SEC aprovar ou rejeitar o ETF de Ethereum da VanEck