Imagem da matéria: Elon Musk quer criar Inteligência Artificial "isentona"
Shutterstock

O bilionário Elon Musk está lançando a busca por uma Inteligência Artificial (AI, no inglês) que não tenha viés político. O mais recente empreendimento de Musk, a empresa xAI, visa redefinir o cenário das AIs, priorizando o que ele chama de “verdade transparente” ao invés do “politicamente correto” em seus modelos de inteligência artificial.

Será que essa busca audaciosa é uma missão nobre, um esforço para criar uma AI que imite sua mentalidade ou um catalisador que pode abrir uma Caixa de Pandora de consequências imprevisíveis?

Publicidade

O criador da Tesla e dono do Twitter revelou sua ambiciosa startup de inteligência artificial em uma conversa no Twitter Spaces na semana passada. Prometendo uma empresa que valoriza a honestidade de seus modelos de AI em detrimento de vieses, Musk enfatizou a necessidade de um modelo que não tenha medo de compartilhar suas “crenças”, mesmo que se aventure em um terreno “controverso”.

“Não quero dar à AI objetivos impossíveis”, ele advertiu. “Basicamente, trata-se apenas de não forçar a AI a mentir”.

Esse posicionamento contrasta fortemente com outras empresas de inteligência artificial como a OpenAI, que Musk cofundou e que foi acusada de “emburrecer” seu chatbot ChatGPT para evitar tópicos polêmicos e supostamente ter um viés político de esquerda.

Musk prevê o xAI como uma forte desafiante para os gigantes da indústria de inteligência artificial, como OpenAI e Google Bard.

“A concorrência no espaço da AI é valiosa para impedir que uma empresa domine o desenvolvimento”, disse Musk. “A concorrência torna as empresas mais honestas.”

Publicidade

A ambição do xAI vai além da criação de um chatbot de inteligência artificial que fala a verdade. Musk está lançando uma empresa que busca “entender a verdadeira natureza do universo”, um objetivo elevado por qualquer padrão.

Na prática, ele pretende usar a AI para lidar com questões científicas não resolvidas sobre tópicos tão diversos quanto matéria escura, energia negra, vida alienígena e a natureza da gravidade.

A xAI já tem acesso a um rico grupo de especialistas, atraindo executivos e pesquisadores estabelecidos dos principais players de inteligência artificial, incluindo Google, Microsoft e a própria OpenAI.

AI bruta e imparcial

O objetivo de uma AI bruta e imparcial apresenta a questão moral do alinhamento da inteligência Artificial, que geralmente requer supervisão humana para evitar que cause danos ao gerar resultados falsos ou conclusões moralmente erradas.

Publicidade

Quando perguntado se o xAI foi sua tentativa de construir um “VerdadeGPT” em resposta ao ChatGPT da OpenAI e seu suposto viés político, Musk disse: “Acho que há um perigo significativo em treinar a AI para ser politicamente correta. Ou, em outras palavras, treinar a AI basicamente para não dizer o que ela realmente pensa que é verdade.”

Proteções frente à AI

A visão de Musk é convincente, mas alimenta o mesmo debate sobre a necessidade de proteções frente à inteligência artificial, como as que ele endossou anteriormente.

O chefe da Tesla tem falado bastante sobre suas preocupações em relação aos desenvolvimentos da AI, recentemente pedindo regulamentação e colaboração do setor. No entanto, com o investimento em AI estimado em US$ 15,7 trilhões até 2030, Musk não está sozinho na esperança de capitalizar as expectativas infladas.

Apesar de presidir uma variedade de controvérsias, Elon Musk permanece destemido em traçar um novo curso em inteligência artificial.

Há um velho ditado que diz: “Ao buscar a verdade, você precisa conhecer os dois lados de uma história”. Com o xAI de Musk, no entanto, resta saber se a “verdade” da AI irá ressoar com nossa compreensão humana. Afinal, a verdade de uma pessoa pode ser a propaganda de outra.

Embora o fascínio de uma inteligência artificial sem censura seja inegável, ainda não sabemos se ela servirá como um farol de iluminação ou se, como a Caixa de Pandora, desencadeará uma série de consequências não intencionais.

Publicidade

*Traduzido por Vini Barbosa com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Cachorro Shiba Inu que inspitou Dogecoin

Kabosu, a cachorrinha que inspirou a Dogecoin, falece aos 18 anos

Kabosu sofria de doença crônica e já era muito idosa; segundo sua dona, a cachorrinha “faleceu silenciosamente”
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Cristiano Ronaldo veste camisa da Binance

Cristiano Ronaldo lança nova coleção de NFTs enquanto é alvo de processo de US$ 1 bilhão com a Binance

O anúncio do jogador chega 27 dias depois de os EUA condenarem o criador da Binance, Changpeng “CZ” Zhao, a 4 meses de prisão