Imagem da matéria: Deputado volta a insistir em projeto que tributa o Bitcoin para financiar combate ao câncer
Weliton Prado foi autor de PL sobre destino de criptomoedas apreendidas (Foto: Agência Câmara)

Foi reinstalada na terça-feira (14) a comissão especial Câmara dos Deputados que trata do enfrentamento do câncer no Brasil. Criado em 2021, o grupo tem como um dos pilares de sua atuação a promoção do Projeto de Lei 4434/21, que cria um fundo nacional de enfrentamento do câncer e que teria como uma das fontes de financiamento a tributação do Bitcoin e o uso de verba com vendas de criptomoedas apreeendidas em operações policiais.

O PL é de autoria do deputado Weliton Prado (PROS/MG), que foi presidente da comissão na legislatura passada. A comissão agora irá funcionar por mais dois anos.

Publicidade

Em entrevista à Agência Câmara, Prado falou sobre a importância do PL e destacou outros itens que quer tributar: “Isso é fundamental porque tem que ter recursos para implementar essas políticas, garantir aí impostos do tabaco, das bebidas, dos acordos judiciais, das criptomoedas, das bitcoins, apreendidas depois de transitadas em julgado, e que seja proveniente do crime organizado”, disse.

Velha batalha pelas criptomoedas

Não é a primeira vez que o deputado Weliton Prado tem as criptomoedas na mira. Ele é o autor do Projeto de Lei 2.164/2021, que trata do destino de criptomoedas confiscadas em ações de autoridades brasileiras.

O texto determinava que “todos os criptoativos apreendidos, confiscados ou sequestrados pela União ou perdidos em favor da União sejam utilizados nas ações de enfrentamento ao câncer”.

Em dezembro de 2021, o PL de Prado foi apensado ao PL 2.303/2015, texto do deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade/RJ) que buscava então regular o setor.

Publicidade

Porém, no mesmo mês, o projeto de Prado foi desapensado. Agora está em um limbo e para seguir adiante teria que ser votado pelas Comissões de Seguridade Social e Família, Finanças e Tributação, Constituição e Justiça e de Cidadania.

Já o Projeto de Lei de Áureo Ribeiro seguiu seu curso, foi aprovado no Senado e é a base da Lei das Criptomoedas aprovada em dezembro do ano passado. Ao voltar para apreciação dos deputados, o texto recebeu o número 4401/2021, pelo qual ficou conhecido.

VOCÊ PODE GOSTAR
Receita Federal, greve, Imposto de Renda, IR 2022

Receita Federal fará consulta pública para atualizar regras de declaração de criptomoedas

Receita Federal quer alinhar a Instrução Normativa 1.888/2019 com o modelo internacional de declaração de ativos digitais
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum pode ocorrer segunda em Hong Kong

O esperado aceno regulatório abriria um dos maiores mercados financeiros do mundo para os ETFs de Bitcoin e Ethereum
Imagem da matéria: Com halving a horas de acontecer, Bitcoin Cash bate maior preço desde 2021

Com halving a horas de acontecer, Bitcoin Cash bate maior preço desde 2021

Criptoativo registrou um aumento de 5% nas últimas 24 horas e um aumento considerável de 43% nos últimos 30 dias
simbolo do dólar emergindo de placa de computador

Mercado Bitcoin lista duas novas stablecoins da startup Aryze

Ambas as moedas, devido à paridade com o dólar americano e à libra esterlina, representam estabilidade e diversificação na carteira dos investidores