Imagem da matéria: "Dedo gordo" dispara o preço de XRP e leva valor de mercado do token para trilhões de dólares
Foto: Shutterstock

Uma manobra do tipo “dedo gordo” na corretora Gemini fez o preço do token XRP saltar durante alguns minutos de menos de US$ 1 para US$ 50 na corretora Gemini na quinta-feira (10), horas depois do token ser novamente listado na plataforma. O movimento elevou temporariamente a capitalização de mercado da criptomoedas da Ripple para trilhões de dólares.

De acordo com um artigo no Coindesk, é provável que o problema tenha começado por um erro de um comprador, que pode ter colocado uma ordem de mercado descomunal, e que foi executada a um preço escandalosamente alto devido à baixa liquidez do token.

Publicidade

Nesta sexta-feira (11), após a correção do evento, XRP é negociada a cerca de US$ 0,63.

O site descreveu que alguns observadores do mercado acreditam também que um vendedor possa ter lançado uma armadilha ao realizar o pedido de US$ 50 por XRP, que foi preenchido involuntariamente por um comprador que pode ter tido o chamado “dedo gordo” na negociação.

Pares de criptomoedas com baixa liquidez estão sujeitos a esse tipo de evento temporário, comumente chamado de “dedo gordo”. Ele pode ocorrer por um erro do operador (fazendo um “clique” errado com o mouse), por necessidade de despejo (alcançando um preço médio de venda entre o valor inicial e o valor final), ou até mesmo por manipulação de mercado.

Antes e depois do ocorrido, surgiram vários comentários no Twitter. “Houve uma falha da plataforma principal da Genini”, escreveu um usuário, ao compartilhar um gráfico de preço.

O XRP havia sido deslistado na Gemini em decorrência do processo contra a Ripple pela Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC). Ontem, a corretora anunciou o retorno do token na plataforma.

Publicidade

“Entusiasmados por anunciar $XRP agora está disponível para negociação em Gêmeos.

Entenda o caso sobre o XRP e a SEC

Na quinta-feira (11), a exchange Gemini, com sede em Nova York (EUA), anunciou o retorno de suporte ao token XRP, da Ripple, permitindo que os clientes depositem e negociem — mas ainda sem oferecer a autocustódia — o ativo em sua plataforma. 

A Gemini é uma exchange fundada pelos gêmeos Winklevoss, que ficaram famosos por entrarem com um processo judicial contra Mark Zuckerberg alegando que ele roubou a ideia do Facebook deles.

Sobre a listagem, a empresa disse que começou a fornecer suporte à blockchain porque é “um passo importante em nossa missão de desbloquear a próxima era de liberdade financeira, criativa e pessoal.”

O anúncio da Gemini vem depois de uma vitória parcial em uma longa batalha com os reguladores dos EUA. Em 2020, a SEC, a CVM dos EUA, processou a Ripple em US$ 1,3 bilhão, alegando que a empresa enganou investidores e vendeu valores mobiliários não registrados na forma de XRP. 

Publicidade

No mês passado, no entanto, um juiz distrital federal escreveu em um decisão parcial que as vendas programáticas de XRP a investidores individuais não eram consideradas valores mobiliários, o que foi interpretado positivamente pelos investidores — apesar de o juiz acrescentar que US$ 728 milhões em contratos de vendas institucionais constituíam vendas de títulos não registrados — e o preço do XRP disparou.

Também na quinta-feira, a SEC disse que planeja recorrer da decisão do juiz que considerou o XRP como não necessariamente sendo uma valor mobiliário.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Com isso, agora são de 32 milhões de Ether em staking, o que equivale a mais de US$ 114 bilhões, representando cerca de 26% da oferta total de Ethereum
Imagem da matéria: O que reguladores e exchanges estão fazendo para melhorar a confiança no mercado cripto

O que reguladores e exchanges estão fazendo para melhorar a confiança no mercado cripto

Entre propostas como segregação patrimonial e prova de reservas, exchanges prometem segurança de diferentes formas enquanto o mercado aguarda a regulação
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Segregação patrimonial no mercado cripto será tema de audiência pública na Câmara

Na justificativa para a audiência, o deputado Aureo Ribeiro disse que práticas adotadas por algumas exchanges despertam “graves preocupações”
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Fatia de mercado da KuCoin cai pela metade e Nigéria trabalha com Interpol para extraditar executivo da Binance

Manhã Cripto: Fatia de mercado da KuCoin cai pela metade e Nigéria trabalha com Interpol para extraditar executivo da Binance

Em meio às apostas baixistas de hedge funds, o Bitcoin mostra estabilidade em 24 horas, negociado na faixa dos US$ 66 ml