Imagem da matéria: CVM proíbe mais sete empresas que oferecem negociação forex no Brasil
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliário (CVM) emitiu uma stop order para várias empresas que atuam no mercado de capitais sem autorização da autarquia, determinando “imediata suspensão de ofertas públicas e captação de clientes” no Brasil. O comunicado foi feito em duas publicações separadas na terça-feira (25).

No primeiro alerta, a CVM listou a KOI Global LLC, Ventura Group e Orotrader. Segundo a Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários (SMI-CVM), foram identificados indícios de que as empresas buscam captar recursos de investidores residentes no Brasil para aplicações em valores mobiliários.

Publicidade

“Tal prática era feita por meio da página na internet e de perfis em redes sociais”, diz o documento, apontando para o endereço ‘www.orotrader.com’, como base das operações.

As empresas listadas no segundo ofício são: Raw Trading LTD; International Capital Markets Pty; IC Markets (EU) Ltd; e IC Markets Ltd, que estão por trás das páginas ‘www.icmarkets.com’ e ‘www.icmarkets.com/global/pt/’. De acordo com o regular, essas empresas “não detêm autorização da CVM para intermediar valores mobiliários”.

Em ambos documentos, o órgão regulador brasileiro afirma que se as empresas notificadas não adotarem a determinação, os envolvidos estarão sujeitos à multa diária no valor de R$ 1 mil.

No caso da Orotrader, por exemplo, a empresa se apresenta como provedora de educação financeira e uma plataforma de negociação. A IC Markets diz abertamente que oferece CFD Forex (contratos por diferença) e que possui licença para operar na Austrália, Chipre e Bahamas.

Publicidade

Mercado forex é proibido no Brasil

A CVM explica que os mercados de forex envolvem negociações com pares de moedas estrangeiras, revelando a existência de instrumentos financeiros pelos quais são transacionadas taxas de câmbio.

Essas negociações estão entre as iscas mais usadas por golpistas e por isso o órgão regular tem apertado o cerco contra a prática, que é ilegal no Brasil.

A modalidade de negociação forex no Brasil é proibida segundo a Deliberação CVM nº 773, de 14 de junho de 2017. As penalidades cabíveis contam nos termos do art. 11 da Lei nº 6.385, de 1976.

Em outubro do ano passado, o órgão emitiu quatro stop orders em um período de sete dias contra empresas da modalidade. Plataformas famosas de operações binárias, como a IQ Option e a Binomo também já foram alvo de investigações na autarquia, respectivamente em abril e julho de 2020.

VOCÊ PODE GOSTAR
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
Imagem da matéria: Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao "Faraó do Bitcoin"

Justiça nega pedido de liberdade para PM acusado de vender armas ao “Faraó do Bitcoin”

Réu é acusado de ser responsável pela segurança do criador da GAS Consultoria e vender armas para a organização criminosa