Imagem da matéria: CVM proíbe corretora de forex FXGlobe de captar cliente no Brasil sob pena de multa
Foto: Shutterstock

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) proibiu a empresa de Forex FXGlobe de atuar no mercado brasileiro. A empresa terá de parar de a captar investidores no Brasil sob pena de multa diária de mil reais. A decisão foi publicada nesta segunda-feira (22) no Diário Oficial da União. 

Segundo o comunicado, a FX Globe vem ofertando irregularmente serviços de intermediação de valores mobiliários no Brasil por meio do site ‘www.fxglobe.com/pt/”.

Publicidade

A empresa, que trabalha com Forex e Contracts For Difference (CFD), não possui registro ou dispensa junto à CVM para fazer a captação de clientes no Brasil e por isso o órgão emitiu o stop order.

De acordo com a CVM, a oferta ao público residente no Brasil de serviços de intermediação de valores mobiliários é “privativa de instituições integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários”.

Forex proibido pela CVM

Para isso, qualquer empresa que deseje atuar no Brasil negociando investimentos considerados espécies de valor mobiliário necessita ter a autorização da autarquia, a qual pode ser conferida por meio de registro ou dispensa. A FX Globe, porém, não solicitou essa autorização para atuar no mercado.

“A empresa citada não detém autorização desta Comissão de Valores Mobiliários para atuar como intermediário de valores mobiliários”.

A CVM, então, instituiu uma multa diária de R$ 1 mil, caso a FXGlobe não cumpra a determinação do órgão e suspenda  imediatamente “veiculação de qualquer oferta pública de serviços de intermediação de valores mobiliários, de forma direta ou indireta, inclusive por meio da utilização de páginas na internet, aplicativos ou redes sociais”.

Publicidade

Apesar de o montante não ser tão alto, não há teto estipulado. Deste modo, a multa pode chegar a valores altos a depender de quanto tempo a empresa deixe de atender a ordem da CVM. 

CVM pode estipular outra sanção

A multa, porém, pode ser apenas uma parte da punição. O órgão mencionou o risco da empresa sofrer outras penalidades previstas na lei 6.385/76. A CVM irá apurar as responsabilidades pelas infrações já cometidas antes dessa decisão.

De acordo com o documento será aberto um processo administrativo sancionador e a empresa corre o risco de terminar proibida por até 20 anos de praticar determinadas atividades ou operações que dependam de autorização ou registro na CVM.

Pequeno detalhe

No site da empresa FXGlobe consta que ela é registrada no Chipre e que tem autorização para funcionar de acordo com a Comissão de Valores Mobiliários daquele país. 

Publicidade

“A FXGlobe Limited é uma Empresa Registrada na República do Chipre com o Número de Registo HE 254133 e é Autorizada e Regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários do Chipre (CySEC), a Autoridade Reguladora da República do Chipre, Número de Licença 205/13. Vragadinou 35B street, 1st floor, Limassol, 3041, Cyprus”, diz o site.

O fato, porém, é que a captação de clientes no Brasil na intermediação de negócios envolvendo valores mobiliários depende da autorização da CVM brasileira.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…