Imagem da matéria: Corretora de criptomoedas desiste de patrocinar Champions League aos "45 do segundo tempo"
Foto: Shutterstock

A corretora Crypto.com desistiu de um enorme acordo de patrocínio com a Champions League (UEFA) “nos 45 do segundo tempo” no início deste verão, informou o SportBusiness na quarta-feira (31).

O acordo com a liga de futebol europeu teria duração de cinco temporadas e custaria à exchange de criptomoedas cerca de 100 milhões de euros por temporada, ou US$ 99 milhões por ano, fazendo com que o acordo geral agora perdido valesse US$ 495 milhões (cerca de R$ 2,5 bilhões).

Publicidade

Antes das negociações com a Crypto.com, a UEFA havia sido patrocinada pela empresa russa de gás natural Gazprom – um acordo que a liga cancelou em março após a invasão da Ucrânia pela Rússia. A ideia era que a Crypto.com entrasse para substituir a Gazprom.

As negociações da Crypto.com, no entanto, não fracassaram devido ao atual mercado de baixa de criptomoedas.

Embora seu acordo com a corretora tenha sido dissolvido, a UEFA tem muitos outros patrocinadores existentes. De acordo com seu site, a liga tem acordos ativos com Lay’s, Heineken, Mastercard, Fedex e Sony PlayStation, para citar alguns.

Fim do marketing agressivo?

Desde a compra de direitos de nome da arena Crypto.com em Los Angeles por US$ 700 milhões, e uma cara propaganda com Matt Damon no ano passado, o departamento de marketing da exchange se manteve ocupado.

A Crypto.com continuou a se aventurar em parcerias esportivas, assinando um acordo para patrocinar a Copa do Mundo da FIFA este ano. A empresa também é patrocinadora da equipe da NBA Philadelphia 76ers e fez um acordo de US$ 100 milhões para espalhar anúncios nas corridas de Fórmula 1.

Publicidade

Mas a exchange também está atolada em demissões, com uma primeira rodada em junho e uma segunda rodada maior de demissões em agosto. A Crypto.com está até mesmo processando uma cliente que recebeu US$ 10 milhões da corretora por acidente

Independentemente disso, a exchange parece ainda estar investindo na expansão do seu negócio. Em agosto, a Crypto.com foi aprovada para operar no Reino Unido e tem planos de entrar também no mercado cripto sul-coreano.  

Crypto.com e a UEFA ainda não responderam ao pedido de comentário do Decrypt.

*Traduzido com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Executivo da Binance que fugiu da Nigéria volta a ser preso no Quênia, diz jornal

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria volta a ser preso no Quênia, diz jornal

Autoridades do Quênia estudam extraditar o executivo de volta para a Nigéria ainda esta semana
Imagem da matéria: FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

FBI intima participantes de evento de 2022 após roubo de dev do Bitcoin Core

Dashjr, cofundador do pool de mineração Ocean, teve um montante de Bitcoin roubado que hoje vale mais de US$ 14 milhões
Logotipo do token CorgiAI

Mercado Bitcoin lista token CorgiAI

O ativo é ligado a projeto que usa utiliza inteligência artificial para criar uma comunidade de entusiastas no ecossistema cripto
Celular com gráficos de ações e criptomoedas em queda no fundo

Preço de tokens BRC-20 da rede Bitcoin despencam antes do halving — Runes é o culpado?

Em semana crucial para a principal rede de criptomoedas, a ORDI caiu mais de 40%