Imagem da matéria: Criptomoedas se recuperaram após crash causado pelo coronavírus
Foto: Shutterstock

O crash do coronavírus, apelidado de quinta-Feira Negra, atingiu fortemente os mercados de criptomoedas no meio de março. O mercado tradicional também foi atingido e ficou marcado como um dos piores crashs desde a década de 1980. A pandemia global causou o que o Fundo Monetário Internacional chama de a maior recessão em 90 anos – a pior desde a Grande Depressão.

A queda do mercado, ocorrida por volta de 12 de março, levou a maioria das principais criptomoedas a despencar. O Bitcoin, por exemplo, caiu 50% em apenas um dia.

Publicidade

Mas o Bitcoin, bem como outras grandes criptomoedas que sofreram o mesmo revés, se recuperaram. Nas últimas 24 horas, o Bitcoin atingiu seu preço mais alto desde a queda do coronavírus, US$ 7.646. Seu preço permaneceu (meio) estável durante todo o fim de semana, sugerindo timidamente que o mercado está voltando ao estado de alta.

O preço atual do Ethereum, segunda maior criptomoeda do mercado, é de US$ 198, aproximadamente o mesmo preço de antes do crash. O XRP é negociado a US$ 0,20, mesmo patamar de antes da crise.

O Bitcoin Cash, a quinta maior criptomoeda em valor de mercado, também se recuperou. O hard fork do Bitcoin, cujo valor acompanha de perto as altas e baixas do Bitcoin, caiu para US$ 147 em 12 de março – um dos preços mais baixos desde que surgiu em 2017.

Desde então, atingiu novas máximas, registrando brevemente US$ 277 no início de abril e pairando acima de US$ 240 na semana passada. Agora, está em US$ 244, após seu halving, em 8 de abril.

Publicidade

O arqui-inimigo de Bitcoin Cash, o Bitcoin SV, também atingiu mínimas históricas de US$ 103 em 16 de março. Desde então, a moeda tem aumentado constantemente, alcançando o preço atual de US$ 197.

Litecoin caiu para US$ 30 na quinta-feira negra. Desde então, recuperou mais de 50% – atualmente, ao preço de US$ 45.

Por que a recuperação? Pode ser porque as criptomoedas acompanhem os mercados globais, que melhoraram acentuadamente nas últimas semanas. E isso pode ser devido a esforços maciços de governos e bancos centrais, como o Federal Reserve, que injetou US$ 5 trilhões na economia e reduziu as taxas de juros para quase zero.

Os analistas do Goldman Sachs escreveram na semana passada que “o Fed e o Congresso impediram a perspectiva de um colapso econômico completo. Os investidores foram encorajados pela abordagem do Fed de ‘faça o que for necessário'”.

*Traduzido e republicado com autorização da Decrypt.co
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Imagem da matéria: 8 ETFs de Ethereum à vista são aprovados pela SEC nos EUA

8 ETFs de Ethereum à vista são aprovados pela SEC nos EUA

Expectativa agora é que Ethereum possa renovar sua máxima histórica de novembro de 2021 e passar com folga a marca dos US$ 5 mil
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

GameStop e AMC desabam com fim da euforia do retorno de Roaring Kitty

As ações memes da GameStop e AMC caíram drasticamente após a abertura dos mercados dos EUA na quinta-feira, recuando pelo menos 15%