Imagem da matéria: "Criptomoedas são investimento em nada", afirma bilionário sócio de Warren Buffett
Charlie Munger, o bilionário de 98 anos, vice-presidente do fundo Berkshire Hathaway e braço direito do lendário investidor Warren Buffett (Foto: Shutterstock)

Charlie Munger está de volta. O bilionário de 98 anos de idade novamente criticou criptomoedas, afirmando que nunca vai chegar perto desses ativos em toda a sua vida.

“Acho que todo mundo que vende essa coisa é lunático ou perverso. Eu não vou encostar em cripto”, disse Munger em entrevista ao Australian Financial Review, acrescentando que não está “interessado em prejudicar as moedas nacionais do mundo”.

Publicidade

Munger é o vice-presidente do fundo Berkshire Hathaway e braço direito do lendário investidor Warren Buffett, presidente e CEO do conglomerado multinacional do estado americano do Nebraska, cujo histórico data de 1839.

Conhecido por suas consideráveis alocações em empresas negociadas em bolsa, como Coca-Cola, Bank of America, American Express e Apple, o Berkshire Hathaway está avaliado em mais de US$ 600 bilhões, tornando-se a sétima maior corporação mundial.

Munger criticou ainda mais as criptomoedas, afirmando que a única abordagem correta para essa “tolice em massa” é “evitá-la completamente”.

“Nunca chegue perto. Nunca as compre. Ignore-as”, afirmou Munger.

Ele também argumentou que um investimento muito melhor seria adquirir ações de empresas que têm “interesse verdadeiro em negócios verdadeiros”.

Publicidade

“Cripto é um investimento em nada e a pessoa que está tentando te vender um investimento em nada diz: ‘Tenho um tipo especial de nada do qual é difícil criar mais’”, acrescentou Munger ao comparar a nova classe de ativos a um “esgoto a céu aberto e cheio de organismos nocivos”.

Munger e o bitcoin

Esta não foi a primeira vez que Munger pesou o assunto sobre as criptomoedas.

No passado, ele já havia virado manchete quando chamou o bitcoin (BTC) de “alucinação” e “veneno de rato ao quadrado”.

Ele se orgulhou de nunca ter investido em criptomoedas, comparando-as com uma “doença venérea”.

Em maio deste ano, Buffett também chegou a dizer que não pagaria nem US$ 25 por todo o bitcoin do mundo pois, em seguida, ele teria de vender novamente “de um jeito ou de outro”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

Memecoin da rede Solana com tema GameStop sobe 1.900% e desperta febre do GME

A memecoin GME decolou na segunda-feira (13), entregando retornos consideráveis, superando os das ações da GameStop