ilustração da memecoin whoren
(Reprodução/X)

A Coinbase removeu uma publicação de seu site que ensinava usuários a negociar uma memecoin chamada Elizabath Whoren (WHOREN), uma referência à senadora americana Elizabeth Warren. O nome da moeda ridiculariza a senadora através de um trocadinho do seu sobrenome com a palavra whore, que em inglês significa “vadia”.

Warren não é adorada no meio cripto por suas frequentes declarações contrárias aos avanços do setor nos EUA. Mesmo assim, o token parece ter passado dos limites a ponto de fazer a Coinbase, a maior corretora de criptomoedas dos EUA, a tirar do ar uma página que ensinava a negociar o token em questão, intitulada “How to buy elizabath whoren in United States”.

Publicidade

Procurado pelo site DLNews, um porta-voz da exchange justificou que “essas páginas são geradas automaticamente com base em tokens criados por terceiros”. Ele acrescentou ainda que a Coinbase “não endossa a negociação de quaisquer criptomoedas”.

Em meio a polêmicas, token dispara 140%

Em meio a esse evento, o token Elizabath Whoren (WHOREN), que não é listado na Coinbase, disparou em torno de 140% nas últimas 24 horas.

De acordo com dados no Coingecko, o WHOREN é negociado nesta tarde de sexta-feira (15) em US$ 0,2595 e anota uma alta de 83%; mais cedo, a valorização alcançou 142%.

Alta do token WHOREN (Fonte: Coingecko)

WHOREN faz parte de um novo lote de memecoins lançadas na rede Solana que faz referência a políticos. Tokens como “jeo boden” (BODEN) e “doland tremp” (TREMP) subiram três dígitos esta semana. No entanto, a página do token BODEN na Coinbase permanece ativa.

Publicidade

Leia mais: Memecoins de Trump e Biden sobem mais de 2.100% com corrida eleitoral nos EUA

Polêmica sobre memecoin PEPE

No ano passado, a Coinbase pediu desculpas por rotular a memecoin Pepe (PEPE) como um símbolo de ódio, encerrando um período frenético de 24 horas em que a base de fãs fervorosos da memecoin iniciou uma campanha contra a empresa, incluindo a hashtag #DeleteCoinbase.

Isso porque os fãs e detentores de Pepe ficaram chateados com a Coinbase por descrever em um boletim informativo o meme original Pepe the Frog – no qual a popular moeda é baseada — como tendo sido “apropriado como um símbolo de ódio por grupos da extrema-direita”.

“Cometemos um erro e pedimos desculpas. Ontem, compartilhamos uma visão geral da moeda meme Pepe para fornecer uma imagem baseada em fatos de um assunto em alta. Isso não forneceu a imagem completa da história do meme e pedimos desculpas à comunidade”, escreveu em um tweet na época o Diretor Jurídico da Coinbase, Paul Grewal.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Criadores do Notcoin lançam aceleradora para impulsionar a próxima onda de jogos no Telegram

Com a ajuda da empresa de análises baseada em IA, Helika, o Notcoin quer fortalecer ainda mais o ecossistema de jogos cripto no Telegram
Imagem da matéria: Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto - mesmo lucrando com ela

Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto – mesmo lucrando com ela

O polêmico provocador das redes sociais diz que, agora que provou que pode usar criptomoedas, ele vai “consertá-las”
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Brasil é o 6º país com maior adoção de criptomoedas do mundo

Ranking global de adoção de criptomoedas é liderado pelos Emirados Árabes, com 25%; Brasil aparece em 6º, com 17,5%
Imagem da matéria: Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

Dificuldade de mineração do Bitcoin cai 7,8%, maior recuo desde o colapso da FTX

O recuo substancial do preço do Bitcoin desde março prejudicou a renda do setor de mineração em geral