Imagem da matéria: Chineses usam NFTs para protestar contra confinamento forçado do governo
(Imagem: Reprodução OpenSea)

Residentes de Xangai, a maior cidade na China, com uma população de mais de 25 milhões de habitantes, estão encontrando novas formas de descontar suas frustrações e protestar contra políticas decretadas pelo governo de tolerância zero no país para conter o surto de covid-19, que exigem seguidos períodos de quarentena.

Um desses residentes é Simon Fang, 49, designer freelance da Malásia que vive em Xangai há nove anos.

Publicidade

Em abril, ele começou a criar ilustrações satíricas que retratam a vida em meio ao confinamento, inspirando-se nos pôsteres de propaganda da era maoísta.

As obras de Fong incluem cenas que zombam dos procedimentos de testes de PCR de covid-19, bem como a das demandas de residentes por porções de comida pelo governo.

“Escolhi o estilo de propaganda da era de Mao para essas obras porque algumas pessoas dizem que a situação de isolamento está fazendo Xangai regredir”, contou Fong à Reuters.

Os pôsteres, criados no início de abril, agora podem ser encontrados no mercado de tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês) OpenSea como uma coleção chamada “Popaganda”.

“Em cada obra, existe uma história única inspirada em eventos reais que aconteceram, mas a maioria possui uma pitada de humor”, de acordo com a descrição da coleção.

Publicidade

Ironia

Em entrevista ao Yahoo! News, Fong disse que sua obra preferida da coleção provavelmente é “Stay Negative” — uma paródia pandêmica da frase “pense positivo”.

“É simples e bem direta”, afirmou. “Tinha uma espécie de significado escondido nela. Depende como é interpretada pois, nos dias comuns antes da covid, as pessoas pediam que você se ‘mantivesse positivo’.”

“Stay Negative!” (Imagem: OpenSea/Popaganda)

Até hoje, Fong vendeu um total de dez itens de sua série NFT por um preço médio de 0,1 ETH cada (ou US$ 285).

“The Voice of April”

Outros residentes da capital chinesa também recorreram à tecnologia blockchain para expressar seu descontentamento.

Em 22 de abril, um vídeo chamado “The Voice of April” — ou “A Voz de Abril”, em tradução literal — foi publicado no YouTube no auge dos protestos contra o confinamento em Xangai. É uma montagem com seis minutos de duração da gravação de gritos e choros de pessoas em suas casas.

Publicidade

“Chineses estão indignados e bastante aflitos porque não entendemos por que um vídeo que apenas registrou os fatos (os recursos são todos de registros de chamados ou vídeos de cidadãos chineses) foi banido”, segundo a descrição do vídeo.

“Não violava nenhuma lei ou regulação. O(A) autor(a) nem mostrou sua opinião e suas únicas palavras estão no fim do vídeo: 祝上海早日康复 (Espero que Xangai se recupere logo). Mesmo assim, o vídeo foi completamente banido das plataformas chinesas.”

Um usuário chinês sob o pseudônimo de KCPT.GM informou, no Twitter, que o vídeo havia sido transformado em um NFT e que estava disponível no OpenSea.

 

“Transformei o vídeo ‘Voice of April’ em um NFT e congelei seus metadados. Esse vídeo irá existir para sempre no IPFS”, afirmou KCPT.GM.

InterPlanetary File System (ou IPFS) é uma rede descentralizada de ponto a ponto que armazena arquivos e sites ao hospedá-los entre diferentes nós.

Publicidade

China, cripto e NFTs

Embora a China tenha banido a negociação e a mineração de criptomoedas em 2021, ainda considera a blockchain como uma tecnologia promissora, prestando bastante atenção ao setor NFT, mas de uma forma diferente.

Em janeiro, foi noticiado que a Blockchain Services Network (BSN) estava trabalhando para criar uma infraestrutura privada de blockchain que permitirá a emissão de colecionáveis no estilo de NFTs.

Porém, a plataforma não será compatível com NFTs criados em redes públicas de blockchain, como Ethereum e Solana, e não irá aceitar pagamentos em criptomoedas.

Em vez disso, a rede irá aceitar exclusivamente o yuan digital no pagamento por colecionáveis e taxas de plataformas — todas sob a vigilância do Estado.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum pode ocorrer segunda em Hong Kong

O esperado aceno regulatório abriria um dos maiores mercados financeiros do mundo para os ETFs de Bitcoin e Ethereum
Imagem da matéria: Machado Meyer Advogados entra para associação ABcripto

Machado Meyer Advogados entra para associação ABcripto

O escritório ingressa na associação para dar ainda mais relevância à assessoria jurídica na formatação de transações financeiras para o desenvolvimento do ecossistema cripto no país
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Por que os ETFs de Bitcoin e Ethereum em Hong Kong são importantes para o mercado

Aprovação dos ETFs de Bitcoin e Ethereum podem abrir espaço para investidores da China e dar uma vantagem competitiva de Hong Kong sobre os EUA
criptomoedas caindo no fogo

Manhã Cripto: onda vendedora em mercados globais pressiona criptos; OKX lança rede de segunda camada

Expectativa por realização de lucros com a proximidade do halving puxa o Bitcoin, que acaba pressionando as outras criptomoedas