Imagem da matéria: China derruba Bitcoin ao declarar ilegal atividades de trade com criptomoedas
Foto: Shutterstock

O mercado de criptomoedas desabou nesta sexta-feira (24) após o governo da China anunciar novos planos de combate à mineração e declarar ilegais todas as atividades de trade com bitcoin e criptomoedas.

Em publicação oficial, o Banco Central da China afirmou que pessoas e empresas chinesas que forneçam tecnologia, marketing e serviços de pagamento para exchanges que atuam fora do país, atuam de forma ilegal e serão investigados de acordo com a lei.

Publicidade

O Bitcoin (BTC) que abriu a sexta-feira atingindo a melhor cotação da semana de US$ 45 mil, logo reverteu o movimento de alta e desabou para US$ 42.700 no curto intervalo de uma hora, uma perda de 5%.

China contra o Bitcoin

Os preços podem estar reagindo a uma nova tensão que prevalece entre os investidores chineses frente a uma nova investida da China contra a indústria de criptomoedas. Segundo o jornalista Colin Wu, o governo publicou dois relatórios que detalham novos planos de repressão às criptomoedas.

No primeiro texto, o governo foca no combate à mineração e descreve planos para aumentar US$ 0,05 por quilowatt-hora da eletricidade usada por mineradores que continuam na região. 

O segundo documento, publicado pelo Banco Central da China, fala sobre a prevenção do trade de criptomoedas. O texto afirma que uma vez que a negociação de criptomoedas no país asiático é proibida por lei, qualquer pessoas ou empresa chinesa que forneça tecnologia ou qualquer outro serviço a corretoras de fora do país, atua de forma ilegal.

Publicidade

O Banco Central também diz que as pessoas comuns que perderem dinheiro em investimento em criptomoedas não serão protegidas pela lei. “Os dois documentos emitidos pelo governo chinês provocaram uma queda no mercado de criptomoedas. As liquidações ficaram perto de US$ 100 milhões em uma hora”, descreveu Colin Wu.

Efeitos nas criptomoedas

A queda do BTC nas últimas 24 horas chega a 2,8% e agora a moeda é negociada a US$ 42.500, segundo o CoinMarketCap. Já o Índice de Preço do Bitcoin (IPB) indica que o ativo é encontrado nas corretoras brasileiras a R$ 228 mil.

A mesma queda repentina foi vista em outras criptomoedas do mercado, como o Ethereum (ETH) que caiu 7,7% em uma hora, indo de US$ 3.110 para uma mínima no dia de US$ 2.870.

O prejuízo de 6,2% que o ether registra nas últimas 24 horas, empurra a cotação da moeda abaixo do seu importante suporte de US$ 3 mil, sendo negociada agora a US$ 2,890. 

Publicidade

Outras criptomoedas importantes também estão em queda nesta manhã, como a Cardano (-3%), Solana  (-7,2%) Binance Coin (-6%), XRP (-7%), e Dogecoin (-7%).  

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

Trader transforma US$ 27 mil em US$ 2 milhões ao antecipar alta da GameStop

O súbito ressurgimento das ações “memes” nesta semana rendeu uma pequena fortuna aos traders que nunca desistiram das loucuras de 2021
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Criador do Twitter e da Square, Jack Dorsey em palestra no TED

Preço do Bitcoin atingirá US$ 1 milhão até 2030, diz Jack Dorsey

Em uma entrevista recente, o cofundador do Twitter e da Block argumentou que o Bitcoin poderia atingir US$ 1 milhão e ir “além” no futuro
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP