Imagem da matéria: Brasileiro roubado em venda de bitcoin em SP divulgava esquemas de pirâmide financeira
Diego Aguir vive vida de luxo nas redes sociais (Foto: Reprodução)

O suposto empresário e trader Diego Aguiar, que foi alvo de um golpe com bitcoin no qual perdeu o equivalente a R$ 64 mil, atribui sua fama e alto padrão de vida aos ganhos obtidos em operações com a criptomoeda. No entanto, tem um histórico de divulgação e venda de esquemas que deram prejuízo a milhares de pessoas como, FxTrading e YouXWallet.

Com cerca de 1 milhão de seguidores no Instagram em um perfil verificado, Aguiar se diz empresário e “investidor de alto risco”. Nas postagens, fotos de viagens ao exterior e dos locais que frequenta no Brasil costumam ser acompanhadas de frases motivacionais.

Publicidade

“Viajar não é luxo, é recompensa de quem não tem medo de arriscar na vida”, escreveu ele sobre foto de viagem a Santorini, um dos destinos mais badalados da Grécia.

A ostentação inclui acesso a locais frequentados por celebridades. Entre as que podem ser encontradas nas portagens de Aguiar estão o youtuber e apresentador Matheus Mazzafera, as cantoras Ludmila e Tati Zaqui e o surfista Gabriel Medina.

‘Investimento de alto risco’

Um dos investimentos de alto risco recomendados por Aguiar foi a YouXWallet. Prometendo lucros de 3% ao dia, com supostas aplicações no mercado Forex e de criptomoedas, a empresa também bonificava clientes que indicavam novos investidores. O objetivo final era atingir a marca de 400% de lucro.

Os aportes iniciais variavam entre US$ 100 e US$ 50 mil dólares; aqueles que conseguiam novos integrantes para o esquema ganhavam 10% sobre o valor.

Publicidade

Em vídeo de meados de 2019 disponível em seu canal de YouTube, Aguiar se referiu à YouXWallet como “a empresa do momento”.

Em novembro de 2019, a empresa alegou ter sido alvo de um ataque hacker e fechou seu site, travando os saques dos clientes. Desde o mês anterior, no entanto, já haviam relatos de atrasos nos pagamentos.

‘Parte da estratégia’

Em uma conversa no Facebook à qual o Portal do Bitcoin teve acesso, Aguiar foi questionado sobre a promoção a esse e outros esquemas que se provam pirâmides financeiras.

“Esses BTC (Bitcoins) que você ganhou com a FX Trading?”, perguntou um usuário, em referência a outro esquema que deixou milhões de reais em prejuízo a investidores.

Publicidade

“Eu tenho robôs que operam arbitragem. E invisto em empresas também. FX, ARB, 888, YouXWallet…”, escreveu Aguiar.

O empresário complementou, dizendo tais investimentos são “parte de sua estratégia” de negócios.

“Tem que saber o momento certo de entrar nessas empresas que aí consegue ganhar dinheiro”, disse. “Eu mostro estratégias de como ganhar dinheiro com essas empresas, sou estrategista e por isso sou bem sucedido”, completou.

Conversa no Facebook na qual Aguiar fala sobre investimentos em esquemas de pirâmide.
(Foto: Reprodução/Facebook)

Essa estratégia foi exemplificada pelo próprio Aguiar no vídeo sobre a YouXWalleport em seu canal no YouTube. Ele disse que investiu inicialmente US$ 100, mas que pretendia elevar os valores.

“Aí galera, fiz um estudo bem grande nessa (sic) empresa e vi que ela vai durar um tempinho legal para todo mundo poder ganhar dinheiro nela. Vamo (sic) com tudo!”.

O que afirma Diego Aguiar

Procurado pela reportagem, Diego Aguiar admite que divulgou e investiu na YouXWallet. No entanto, afirma que ele próprio levou prejuízo com a empresa e procura reaver o dinheiro investido junto com outros clientes lesados.

Sobre a FX Trading, ele afirma desconhecer investidores brasileiros que tiveram prejuízos com a empresa. O Portal do Bitcoin, contudo, fez uma extensa cobertura da atuação da empresa cujo criador foi acusado pela Polícia Federal de ter feito carreira em esquema suspeitos.

Publicidade

Aguiar também afirmou que não investe mais em empresas e que concentra suas operações em arbitragem feita por ele próprio, sem uso de robôs.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024
moeda de bitcoin dentro de armadilha selvagem

CVM faz pegadinha e descobre que metade das pessoas cairia em golpe com criptomoedas

Junto com a Anbima, a entidade criou um site de uma empresa fictícia que simulava a oferta de investimentos com lucros altos irreais