Antônio Ais posa para foto ao lado de carro
Antônio Neto Ais, criador da Braiscompany (Reprodução/Instagram)

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), sancionou uma lei que torna o criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais, persona non grata no município paraibano, em decorrência do golpe com criptomoedas que lesou milhares de pessoas na cidade e em todo o Brasil.

Persona non grata é uma expressão em latim utilizada para indicar alguém que não agrada ou não é bem-vindo; neste caso, Ais é oficialmente malquisto em Campina Grande.

Publicidade

Leia também: Passado turvo, luxo e celebridade: quem é Antonio Neto Ais, o criador da Braiscompany

Conforme apurou o site ClickPB, a decisão, que já foi publicada no Diário Oficial de Campina Grande, revoga a lei nº 8496 de 19 de setembro 2022 e cria outras providências através da lei 8.708. Nela, é revogado o título de cidadão campinense concedido a Antônio Neto Ais em 2022.

O advogado Artêmio Picanço, especialista em atender vítimas de fraudes com criptomoedas, comentou a decisão em um post no Instagram.

“Oficialmente TOIN se torna persona non grata. Parabéns a iniciativa dos campinenses, não vi nenhum outro caso dar esse tipo de tratamento aos golpistas”, escreveu.

(Reprodução)

O impacto da Braiscompany em Campina Grande

Na cidade, a Braiscompany chegou a patrocinar um dos maiores eventos juninos do país, o São João de Campina Grande.A partir da enorme divulgação proporcionada durante o evento, milhares de pessoas resolveram investir no negócio fraudulento de Antônio Neto Ais.

Publicidade

A Braiscompany, que era comandada por Ais e sua esposa Fabrícia Campos, oferecia rendimentos fora da realidade do mercado financeiro.

Leia também: Braiscompany: saiba tudo sobre a empresa acusada de criar uma pirâmide financeira de R$ 1,5 bilhão com Bitcoin

Segundo a Polícia Federal, no momento em que a Braiscompany foi derrubada em fevereiro deste ano, o negócio tinha cerca de 18 mil clientes e controlava mais de R$ 1 bilhão em criptomoedas.

A 4ª Vara Federal da Seção Judiciária da Paraíba já acatou uma denúncia do Ministério Público Federal na ação penal contra os sócios da Braiscompany. Na denúncia, além do casal Ais, o MPF cita 11 pessoas ligadas ao esquema. Atualmente, o casal de criadores da Braiscompany são foragidos da Polícia Federal.

VOCÊ PODE GOSTAR
Cartão de crédito com moeda de bitcoin

Mastercard lança sistema para transações com criptomoedas em parceria com MB e outras corretoras

Sistema simplifica transações de criptomoedas ao permitir que os usuários enviem e recebam fundos usando pseudônimos
Imagem da matéria: Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Ethereum tem melhor sequência de alta em 3 anos e pode saltar 60% se ETF for aprovado, dizem analistas

Se a SEC aprovar os pedidos de ETF de Ethereum nesta quinta-feira, enviará um sinal positivo que pode levar o ativo a disparar, assim como ocorreu com o Bitcoin em janeiro
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP
Moeda de Ethereum na frente de gráfico

Manhã Cripto: Ethereum sobe 2,6% e flerta com US$ 4 mil; PEPE bate novo recorde

Com ganhos de 10% no dia, PEPE foi capaz de atingir um novo preço recorde de US$ 0.000017