Imagem da matéria: Bitmain fecha parceria com fabricante de Taiwan para chips mais eficientes, diz relatório
Foto: Shutterstock

A Bitmain, maior mineradora de bitcoin do mundo, está trabalhando com a fabricante taiuanesa de chips TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) para alavancar a produção de chips de 5 nanômetros (nm), segundo relatório publicado no início deste mês pela DigiTimes.

Batizados de N5, os novos chips prometem mais eficiência e menor consumo de energia. A produção exclusiva para a empresa, ainda de acordo com o relatório, deve começar no terceiro trimestre deste ano.

Publicidade

Com o novo chip, a Bitmain tende a deixar suas plataformas de mineração de bitcoin mais rápidas possivelmente já em 2022, comentou o Bitcoin.com, que teve acesso ao relatório. A reportagem cita que dois repórteres confirmaram a parceria com fontes do setor. Os valores envolvidos na reserva não foram revelados.

Atualmente, disse o site, as mineradoras mais rápidas do mundo no mercado são fabricadas tanto pela Bitmain quanto por Canaan e Micro BT, que fazem chips entre 7nm e 12nm.

Escassez de chips

Um dos fatores que pode ter agilizado a negociação está relacionado a uma escassez global de chips, que já pode ser vista no mercado, principalmente na China, onde se concentra a maior parte do mercado.

Logo, a Bitmain pode estar se antecedendo ao adquirir os produtos da linha N5 antes que toda a produção seja reservada. Isso porque gigantes da tecnologia, como Apple e Huawei, já têm feito seus estoques, diz o Bitcoin.com.

Publicidade

A Samsung, por exemplo, já produz chips de 5 nm para seus smartphones e recentemente revelou que está aceitando pedidos. Sua tecnologia, contudo, não é de agora — a produção foi anunciada há cerca de dois anos.

Na ocasião, a empresa afirmou que se comparado à tecnologia 7nm, seu novo produto, Exynos 1080, oferecia até 25% de aumento na eficiência consumindo 20% de energia.

Uma análise das duas tecnologias públicas na época sugeriu que os chips da TSMC seriam superiores ao da Samsung, entregando maior eficiência e consumindo 30% a menos de energia.

Bitmain de mineradora nova

No mês passado, a Bitmain anunciou sua nova versão em ASIC, voltada exclusivamente para mineração de ethereum.

Batizada de Antminer E9, a empresa afirma que o novo dispositivo fornece uma taxa de hash de até 3 GH/s e que sua potência equivale a “32 placas de vídeo 3080”, o que remete o cliente à placa RTX 3080, um produto da linha GeForce da Nvidia.

Publicidade

Em fevereiro deste ano, a Nvidia anunciou a Nvidia CMP, uma nova GPU voltada especificamente para a mineração de ethereum.

VOCÊ PODE GOSTAR
Anic de Almeida Peixoto Herdy é casada com herdeiro da Unigranrio

Herdeira é sequestrada em Petrópolis e criminosos exigem resgate em Bitcoin

Técnico de informática amigo do casal conversou com sequestradores por entender de criptomoedas e foi preso por suspeita de envolvimento
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito