Imagem da matéria: Bitcoin já vale mais do que Tesla, Meta e a empresa de Warren Buffett
(Imagem criada por IA pelo Decrypt)

O falecido vice-presidente da Berkshire Hathaway, Charlie Munger, chamou o Bitcoin de “veneno para ratos”; o CEO da empresa, Warren Buffett, o chamou de “veneno para ratos ao quadrado”. Ambos concordaram que era “sem valor”.

Agora, o Bitcoin é maior do que ambos — e algumas das outras empresas favoritas de Wall Street.

Publicidade

Após uma corrida de semanas com ganhos consistentes, o Bitcoin agora é mais valioso do que a gigante financeira Berkshire Hathaway, a gigante de tecnologia Meta e a empresa de carros elétricos Tesla, do Elon Musk.

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin, cotado atualmente a US$ 43.480, é agora o sétimo ativo negociado mais valioso do mundo, com um valor de mercado de US$ 850 bilhões.

A Meta está avaliada em US$ 820,7 bilhões; a Tesla, em US$ 771,5 bilhões; Berkshire Hathaway, enquanto isso, recentemente caiu para uma avaliação de US$ 767,6 bilhões.

Metas futuras do Bitcoin

A próxima capitalização de mercado na mira do Bitcoin é a da fabricante de chips de inteligência artificial e queridinha do mercado de ações Nvidia, que mais do que dobrou de valor este ano em meio à febre global de IA.

Com o fornecimento atual de BTC, a principal criptomoeda do mundo precisaria ultrapassar US$ 58.939 para superar a avaliação de US$ 1,153 trilhão da Nvidia. Para se tornar o ativo negociado mais valioso do mundo — e derrotar a gigante tecnológica que reina, a Apple, que tem um valor de mercado de US$ 3 trilhões — o Bitcoin precisaria ultrapassar US$ 153.000.

Publicidade

O Bitcoin atingiu seu preço mais alto de todos os tempos em novembro de 2021, quando a moeda ultrapassou brevemente US$ 69.000.

Muitos no mercado cripto estão esperançosos de que a recente ascensão do Bitcoin — em grande parte impulsionada por rumores da aprovação iminente de um ETF de Bitcoin à vista — ponha fim ao duradouro inverno cripto e inaugure um boom sem precedentes para a indústria de ativos digitais em dificuldades.

O banco britânico multinacional Standard Chartered previu na semana passada que o BTC está a caminho de atingir US$ 100.000 no próximo ano.

Num sinal potencialmente encorajador da recuperação da saúde do ecossistema cripto, uma série de criptomoedas meme cada vez mais absurdas começaram a receber influxos substanciais de capital.

Publicidade

Uma dessas criptomoedas meme, MUNGER, brincou na semana passada com a morte de Charlie Munger, de 99 anos, que havia anteriormente criticado as criptomoedas como “massivamente estúpidas” e “muito perigosas”. A moeda MUNGER disparou mais de 31.000% e acumulou mais de US$ 4 milhões em volume de negociação, antes de implodir e cair para perto de zero.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Em evento na Europa, Vitalik Buterin discute melhorias cruciais para evolução do Ethereum

Em evento na Europa, Vitalik Buterin discute melhorias cruciais para evolução do Ethereum

Além de uma palestra de Vitalik Buterin, evento focado em Ethereum mostrou a força do Brasil na comunidade e reconhecimento como um hub na América Latina
Imagem da matéria: Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto - mesmo lucrando com ela

Andrew Tate diz que não suporta a cultura cripto – mesmo lucrando com ela

O polêmico provocador das redes sociais diz que, agora que provou que pode usar criptomoedas, ele vai “consertá-las”
Imagem da matéria: História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

História indica que 3º trimestre é o pior para o Bitcoin, mas será que 2024 vai surpreender?

Terceiro trimestre é historicamente o período de menor ganho para o Bitcoin, mas uma possível queda de juros nos EUA pode mudar o cenário em 2024
Ilustração de moeda NOT dourada com logotipo do jogo Notcoin do Telegram

Usuários do Notcoin agora recebem benefícios nos jogos Pixelverse e Musk Empire

O jogo cripto original do Telegram se uniu ao Pixelverse e Musk Empire para oferecer benefícios especiais aos jogadores