Imagem da matéria: Memecoin inspirada em Charlie Munger decola 31.000% após morte do bilionário
Charlie Munger, conselheiro de Warren Buffet (Foto: Shutterstock)

Não demorou muito para que os entusiastas de memecoins repercutissem a morte do crítico de longa data das criptomoedas e conselheiro de Warren Buffett, Charlie Munger, que faleceu na terça-feira (28) aos 99 anos.

Na verdade, levou menos de 15 minutos depois que a Berkshire Hathaway anunciou a morte de seu vice-presidente para que uma criptomoeda chamada Munger (MUNGER) estreasse na corretora descentralizada Uniswap.

Publicidade

Os reflexos rápidos dos entusiastas aparentemente deram certo: o token que roda na blockchain Ethereum subiu mais de 31.500% pouco depois do lançamento. Nas últimas 24 horas, a memecoin ainda sustenta uma alta de 409%, de acordo com o GeckoTerminal.

Para deixar claro, o MUNGER ainda está a seis casas decimais de valer mais de um centavo, atualmente cotado em apenas US$ 0,00000001884 no momento da redação deste texto. Além disso, é altamente volátil e já caiu 34% na última hora.

No entanto, isso não impediu os traders de memecoins de impulsionar o token com um volume de negociação de US$ 3,5 milhões. A moeda está atualmente com uma capitalização de mercado um pouco acima de US$ 132 mil, embora esse número também esteja em queda.

Critico ferrenho das criptomoedas

Como o falecido Munger receberia a notícia de que sua morte enriqueceu pelo menos alguns aficionados por “shitcoin”? Não muito bem.

Publicidade

“Não me orgulho do meu país por permitir essa porcaria de cripto”, disse Munger mais cedo neste ano. “É inútil, não presta.”

No ano anterior, Munger comparou criptomoedas a uma doença venérea, criticando toda a indústria como “abaixo do desprezo”. “Acho toda essa maldita evolução nojenta e contrária aos interesses da civilização”, disse ele na época.

E isso nem sequer aborda o Bitcoin especificamente, que ele rotineiramente chamava de “veneno de rato”.

As memecoins têm uma história rica e marcante de capitalizar notícias de última hora para impulsionar tokens altamente especulativos de origem duvidosa. Na semana passada, por exemplo, um token chamado CZ, criado imediatamente após a chocante renúncia de Changpeng Zhao como CEO da Binance, teve um aumento de 18.000%.

No entanto, esses movimentos vêm com um preço elevado: as moedas de meme como o MUNGER frequentemente não passam de esquemas de rug pull, golpe em que os criadores anônimos desses ativos retiram a liquidez de forma arbitrária e deixam os investidores segurando o prejuízo.

Publicidade

Tais ações podem ser condenadas como “massivamente estúpidas”, “malévolas”, “sem valor” ou “muito perigosas”. Mas isso não é nada que Munger já não tenha dito.

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Bitcoin é uma “forma de arte” e uma moeda de desconfiança, diz filósofo Yuval Noah Harari

O filósofo, no entanto, mostrou desconfiar se realmente o Bitcoin será o futuro do dinheiro como algumas pessoas defendem
HANDS, memecoin, mãos, rug pull,

Criador de memecoin disse que não tinha mãos, então não conseguiria “puxar o tapete” — ele mentiu

“NoHandsNoRug”, o criador da memecoin HANDS, disse que não aplicaria um rug pull. Adivinha o que aconteceu em seguida?
miniatura de homem sob pulpito e moeda gigante de bitcoin ao lado

Brasileiros não podem usar criptomoedas para fazer doações nas eleições municipais

A Procuradoria-Geral da República explicou as regras de doações para as eleições municipais de 2024