Imagem da matéria: Bitcoin fecha abril com o pior desempenho do ano; Dogecoin subiu 480% no mês
Foto: Shutterstock

Nesta sexta-feira (30) o bitcoin se encaminha para fechar abril com o pior desempenho mensal do ano. Essa é a primeira vez em 2021 que o preço da criptomoeda termina o mês valendo menos do que quando começou. 

Enquanto no dia 1º de abril o BTC era cotado a US$ 59 mil, neste dia 30 o ativo é negociado a US$ 57 mil, uma queda mensal de 4%, segundo o CoinMarketCap.

Publicidade

O número vem como surpresa já que os dados históricos apontavam abril como o melhor mês para investir em bitcoin.

Um levantamento da Bybt revela ainda que esse é o pior desempenho da criptomoeda no mês de abril desde 2015. Há seis anos, o BTC fechava o mês em queda de 3,46%. 

Desde então, o criptoativo vinha acumulando ganhos consecutivos nessa época do ano. Quatro dos últimos cinco meses de abril, o bitcoin deu retornos que superaram 30%.

Já é a segunda vez em 2021 que o BTC quebra a sua tendência histórica de preço. No mês de março, conhecido por ser um período de desvalorização, a criptomoeda seguiu a direção oposta e aumentou seu preço em 29%.

Publicidade

Correção do bitcoin

Como resultado das quedas e do crescimento das altcoins, a dominância do bitcoin no mercado caiu para menos de 50% e bateu o nível mais baixo dos últimos três anos.

Apesar da queda assustar parte dos investidores, os especialistas veem o período de correção com bons olhos, já que prepara o terreno para um crescimento mais estável no futuro. Aliás, o BTC não registrava perdas mensais desde outubro de 2020.

Ainda assim, a criptomoeda teve seus momentos positivos em abril, principalmente no dia 14 quando alcançou a máxima histórica de US$ 64.800. Agora o bitcoin deixa para maio a missão de recuperar 11% do seu preço e buscar um novo recorde.

Dogecoin lidera retornos de abril

A Dogecoin aproveitou a fase de descanso do bitcoin  para liderar as altas do mercado. Nos últimos 30 dias, o preço da criptomoeda meme valorizou 480%. 

Publicidade

A DOGE possui de longe os maiores ganhos do mês. A XRP, por exemplo, valorizou  180% em abril e mesmo com o segundo maior retorno mensal, a sua alta ainda é quase três vezes menor que a da Dogecoin.

Impulsionada pelo apoio de celebridades como o Elon Musk, a moeda surpreendeu a comunidade com um desempenho fora do comum nas últimas semanas. A DOGE começou abril valendo US$ 0,05 e agora é negociada a US$ 0,31.

VOCÊ PODE GOSTAR
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Projeto de Lei quer proibir uso de criptomoedas fruto de crimes durante processo penal

Deputado autor do PL afirma que em muitos casos, mesmo durante a investigação, acusados continuam a movimentar recursos do crime
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Manhã Cripto: Bitcoin abre semana em alta de 2,8%; Grandes investidores do Japão e EUA ganham exposição ao BTC

Wells Fargo dos EUA e a Metaplanet do Japão anunciaram novos investimentos no Bitcoin