Imagem da matéria: Bitcoin fecha 1º trimestre com alta de 66% e novo recorde de preço
Foto: Shutterstock

O primeiro trimestre de 2024 foi agitado para o mercado cripto, com destaque para o Bitcoin – a criptomoeda número 1 do mundo valorizou 81% desde o preço mínimo registrado este ano.

Segundo dados do CoinGlass deste domingo de páscoa (31), o Bitcoin fecha o primeiro trimestre do ano com uma valorização de 66,8%, cotado hoje a US$ 70.700.

Publicidade

Após passar por um longo período com os preços “andando de lado” em uma lateralização que durou vários meses e foi definitiva para confirmar um inverno cripto, vimos então que notícias e dados positivos são fortes catalisadores para a movimentação de preços.

O ano do Bitcoin começou aquecido pela aprovação de ETFs de Bitcoin à vista nos Estados Unidos, que até o momento já movimentaram US$ 174 bilhões desde o lançamento de 11 fundos negociados em bolsa.

O mercado também está acompanhando a dinâmica da taxa de juros dos EUA, que causa impactos diretos nos mercados voláteis e tende a interferir na liquidez do mercado cripto.

E para fechar, estamos a poucos dias do 4º halving do Bitcoin, evento que diminuirá pela metade a emissão de novas moedas. O halving joga luz à estabilidade da política monetária do Bitcoin. Neste cenário, a escassez é inevitável, uma vez que a demanda por moedas aumenta enquanto a oferta diminui com o passar dos anos.

Publicidade

Olhando em retrospecto, todos esses motivos fizeram com que o Bitcoin começasse a corrida por uma alta parabólica, marcada pela saída do preço mais baixo do ano – US$ 38.555 registrado em 23 de janeiro – para uma valorização acumulada de 81% no final desse primeiro trimestre de 2024.

Essa valorização sustentou a dominância do Bitcoin no mercado, que está atualmente em 52.2%.

Neste trimestre de alta, o Bitcoin foi capaz de renovar sua máxima histórica e atingir um novo recorde de preço de US$ 73.777, no dia 14 de março.

Para onde vai o Bitcoin agora?

O período de valorização da criptomoeda ainda está em curso. Através da Análise Gráfica, podemos confirmar que há um suporte na faixa dos US$ 65.638. Portanto, o preço do Bitcoin pode trabalhar entre os US$ 70.000 e US$ 65.600 por um breve período de tempo.

Uma consolidação entre esses preços será totalmente normal e aguardada, à medida que os vendedores realizam lucros e trocam de lugar com os compradores, que estão se posicionando para a próxima onda de alta.

Publicidade

A capitalização de mercado das criptomoedas saltou de US$ 1,6 trilhão no começo de janeiro para US$ 2,6 trilhões atualmente. Portanto, já podemos dizer que estamos na primavera cripto.

Após atingir o recorde de US$ 73.777, o preço do Bitcoin iniciou um movimento corretivo, atingindo a mínima de US$ 60.775 no dia 20 de março. A partir deste ponto, entrou fluxo comprador absorvendo a queda, que fez com que o preço do BTC voltasse para as faixas de preços de US$ 71.500 e US$ 70.000.

Para que o preço do Bitcoin intensifique o movimento de alta, é preciso que as resistências de curto e médio prazo que estão nas faixas de preços de US$ 72.400 e US$ 73.777 sejam superadas com bastante fluxo comprador.

Caso esse movimento se confirme, o próximo alvo de longo prazo será os US$ 81.857.

Utilizando a retração de Fibo e confluindo com a análise de fluxo, se houver correção no preço do Bitcoin, as regiões de liquidez que servirão como pontos de suporte estão nas faixas de preços de US$ 66.722 e US$ 65.638.

*Texto editado pelo Portal do Bitcoin e produzido por Ana de Mattos, Analista Técnica e Trader Parceira da Ripio.

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 72 mil com halving cada vez mais próximo; ETH dispara 6%

É a primeira vez que o Bitcoin bate a marca de US$ 72 mil desde meados de março
Imagem da matéria: STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

De acordo com as investigações, a pirâmide criada pelo belga prejudicou milhares de investidores em diversos países europeus
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat
Imagem da matéria: Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em "Evangelistas da Blockchain"

Avenged Sevenfold está transformando fãs de heavy metal em “Evangelistas da Blockchain”

Plataforma descentralizada recompensa fãs do Avenged Sevenfold e gera recompensas por participarem de atividades ligadas à banda