Imagem da matéria: Bitcoin dispara e já é negociado acima de R$ 320 mil
Foto: Shutterstock

O preço do Bitcoin segue em forte alta e já é negociado acima dos US$ 57.000, uma nova máxima histórica. No Brasil, a criptomoeda já encosta nos R$ 320 mil.

Desde o início do ano o BTC já acumula ganhos de quase 100%. Nos últimos cinco meses, a valorização já chega aos 480%.

Publicidade

Por que o aumento? As razões são muitas.

Um dos responsáveis é a empresa americana de bussiness inteligence MicroStrategy, que anunciou ontem que vai vender US$ 1 bilhão em dívidas para comprar mais Bitcoins. A MicroStrategy já fez isso antes: vendeu US$ 400 milhões em notas seniores conversíveis em dezembro, que acrescentou a uma reserva de dinheiro usada para comprar bilhões de BTC.

A MicroStrategy é uma empresa de tecnologia chefiada pelo CEO Michael Saylor. Especialistas que conversaram com o Decrypt creditaram a ele por sua influência na compra de US$ 1,5 bilhão em Bitcoin pela Tesla, o que desde então contribuiu para o aumento do preço.

A nova máxima histórica acontece em um momento em que a criptomoeda se beneficia de uma recente onda de ‘integração’.

Recentemente o BNY Mellon anunciou que vai investir em cripto para seus clientes. Líderes da indústria disseram ao Decrypt na semana passada que a mudança na forma como os gestores de ativos veem o Bitcoin está colaborando para aumenta ainda mais seu preço.

Publicidade

O CIO do Guggenheim, Scott Minerd, disse que a expectativa de longo prazo do Bitcoin pode chegar a US$ 600.000 e o JPMorgan prevê que pode chegar a US$ 146.000.

O aumento contínuo dos preços dos últimos meses agora empurrou a capitalização de mercado do Bitcoin mais de US$ 1 trilhão. No mercado cripto, a capitalização de mercado refere-se ao número total de moedas em circulação multiplicado pelo preço de mercado atual de cada moeda.

A alta dos preços da Altcoins continua

Altcoins – moedas alternativas ao Bitcoin – também tiveram um ótimo desempenho esta semana.

O preço do Ethereum, a maior criptomoeda depois do Bitcoin, atingiu hoje US$ 2.010, um salto de 3,81% em relação aos US$ 1.933 de ontem. na semana o Ethereum teve um aumento de 9,03%.

Binance Coin, ou BNB, saltou esta semana para se tornar a terceira maior moeda em valor de mercado. Seu preço aumentou 15,97%, para US$ 298,72 nas últimas 24 horas. Na semana ela teve ganhos de 124,58% – o mais alto entre as principais criptomoedas. Ontem, o BNB atingiu sua máxima histórica de US$ 399.

Publicidade

Polkadot, a quarta maior criptomoeda em valor de mercado, aumentou 17,15% nas últimas 24 horas e 29% na semana anterior. Seu preço atual é US$ 38,12. E Cardano (ADA), a sexto maior, saltou 15,53% no dia anterior para US$ 1,07 e 14,70% na semana passada.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: ETFs de Bitcoin nos EUA têm entrada de US$ 488 milhões e igualam a mais longa série positiva desde o lançamento

ETFs de Bitcoin nos EUA têm entrada de US$ 488 milhões e igualam a mais longa série positiva desde o lançamento

ETFs de Bitcoin chegaram ao 17º dia seguido de fluxo de entrada com todos os 11 fundos apresentando números positivos ou neutros na quarta-feira
Imagem da matéria: FTX pode liquidar dívida fiscal de US$ 24 bilhões por US$ 200 milhões

FTX pode liquidar dívida fiscal de US$ 24 bilhões por US$ 200 milhões

Se aprovada pelo juiz, a FTX pagaria à Receita dos EUA US$ 200 milhões agora e US$ 685 milhões posteriormente
moedas de bitcoin e letras ETF

Analista prevê que ETFs de Ethereum podem capturar até 20% dos fluxos de ETFs de Bitcoin

Performance, contudo, pode depender de como a SEC vai classificar o staking de ETH
moeda e notas pendurada em um varal

Operação contra maior milícia do RJ revela que suspeitos compravam Bitcoin para lavar dinheiro

Fonte do dinheiro movimentado pelos suspeitos seria oriundo de grilagem de terras, extorsão contra comerciantes e exploração do transporte